Tag

ofertas

Browsing

Já ocorreu de você receber uma notificação de alguma promoção de um produto que você queria muito? E, quando você recebeu esse alerta, ficou surpreso/feliz? Isso geralmente acontece quando as empresas criam ofertas personalizadas para cada cliente de acordo com o CPF de cada um. E agora você também pode promover essa sensação positiva para os clientes do seu supermercado. Incrível, não?

Para isso, basta ter o seu Clube de Descontos exclusivo para cadastrar os seus clientes e começar a colher os frutos dessa experiência. Quer saber mais sobre as vantagens de criar ofertas personalizadas para os seus clientes e, mais do que isso, compreender como fazer essas ações? Então acompanhe o nosso texto!

Quais são as principais vantagens de fazer ofertas personalizadas de acordo com o CPF dos clientes? 

1. Máxima personalização!

Bom, não tinha como o primeiro tópico ser outro.

As ofertas feitas de acordo com o CPF dos clientes oferecem o máximo possível de personalização no relacionamento. E, por isso, trazem um melhor resultado para o seu negócio. E existem dados que comprovam isso.

De acordo com material divulgado no site E-commerce Brasil, 88% dos consumidores brasileiros estão dispostos a compartilhar dados em troca de ofertas exclusivas. Ainda, de acordo com a MarketingProfs, 68% das empresas têm tratado experiências personalizadas como uma prioridade do negócio.

E isso acontece porque as ofertas personalizadas são muito mais assertivas e relevantes para o cliente. Afinal, ele recebe notificações apenas daquilo que considera interessante e isso permite que a comunicação dele com o seu varejo seja positiva.

2. Maior taxa de sucesso das ações

Pense que campanhas feitas sem direcionamento funcionam como um tiro de canhão. Já as ofertas personalizadas são como um tiro de sniper. Mas o que isso significa? Pois bem:

Ofertas tiro de canhão

Elas chegam até os consumidores. Mas, como não têm um público pré-determinado, já que são direcionadas para todos, podem causar “mais estrago” às lojas. Nesse tipo de oferta (que engloba encartes, tabloides, carro de som, outdoor entre outros) os itens colocados em promoção são escolhidos de forma generalizada, muitas vezes sem saber o que o público está realmente procurando.

Assim, costumam atrair o cliente “caça-ofertas”, que vai até a sua loja apenas para consumir o que está em promoção. Além disso, elas não são metrificáveis, ou seja, você não sabe dizer efetivamente quem viu as ofertas e, por causa delas, foi até a sua loja. Ainda, podem não ser muito efetivas. Afinal, de nada adianta o seu carro de som anunciar uma mega promoção de fraldas, se o que o seu cliente busca são produtos relacionados a churrasco, por exemplo.

Ofertas tiro de sniper

Já as ofertas do tipo tiro de sniper são aquelas que têm alvo certo. Elas são metrificáveis, pois você sabe muito bem com quem está se comunicando. Também, esse tipo de ação permite que você meça a taxa de conversão exata. Ou seja, quantas pessoas que receberam a oferta personalizada realmente a aproveitaram.

Ademais, essas ações são compostas por campanhas segmentadas, feitas 100% baseadas no conhecimento que o supermercado tem sobre o seu público. Assim, você comunica-se de maneira direta e efetiva com aquele cliente que deseja atingir. O resultado? Taxas de conversão que podem ser facilmente medidas.

– Ps: se interessou pelo assunto? Então confira este texto em que falamos mais sobre a diferença desses tipos de ações.

3. Ofertas personalizadas fortalecem o relacionamento com o cliente 

Ao fazer ofertas personalizadas para os seus clientes você está fortalecendo o seu relacionamento com ele. Afinal, além de chamá-lo pelo nome – o que já é algo positivo, – você também está enviando conteúdos relevantes para esse consumidor. Ele receberá a notificação e, sabendo que é do seu supermercado, vai olhar com mais carinho e atenção. Isso acontece porque ele sabe que o seu varejo manda mensagens relevantes.

Como você tem todo o histórico de compras dessa pessoa, você sabe exatamente quais promoções enviar para ela. Mais do que isso, você consegue medir se essas ofertas enviadas estão dando o resultado esperado – ou seja, se a pessoa está gostando do material que você envia.

4. Reativação de clientes inativos

Lembre-se sempre de que é de 5 a 7 vezes mais caro conquistar novos clientes do que trabalhar a fidelização dos que você já tem. E, neste cenário, as ofertas personalizadas são uma excelente “arma” para você trabalhar a reativação e fidelização de clientes.

Sabe aqueles clientes que estão entre um e três meses sem comprar na sua loja? Enviar ofertas personalizadas para eles é uma ótima forma de reativar esse contato. Afinal, como você já tem os dados e históricos de compra dessa pessoa, foque em enviar informações e promoções relevantes, que levarão esse shopper a comprar novamente no seu supermercado.

5. Aumento do ticket médio das compras

Clientes cadastrados no seu Clube de Desconto gastam mais. Ponto. De acordo com uma matéria da Gazeta do Povo feita a partir do estudo de um Clube de Descontos de supermercado, foi analisado que:

O ticket médio é 108% maior do que o do consumidor não cadastrado e a quantidade de itens na cesta é o dobro na comparação com os não participantes.

Ou seja, ter o seu próprio Clube de Descontos e enviar ofertas personalizadas para o seu cliente é algo que traz resultados altamente positivos para o seu varejo. Para isso, basta saber como utilizar com maestria os dados que você possui dos seus clientes e transformá-los em ações efetivas.

Como fazer ofertas personalizadas para os meus clientes?

Para conseguir fazer ofertas personalizadas para cada um dos seus consumidores é necessário contar com um software completo de Gestão de Clientes no seu negócio.

Essa ferramenta permite que seja possível criar ofertas exclusivas, que valem para cada CPF. Os descontos aparecem de acordo com o histórico de compras de cada cliente e/ou conforme a segmentação feita de acordo com cada ação.

Se você deseja implantar o quanto antes essa ferramenta no seu varejo,  entre em contato conosco e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão. Ademais, se você já for cliente Mercafacil e deseja melhorar ainda mais os resultados do seu Clube de Descontos e ter mais sucesso ao enviar ofertas personalizadas, converse hoje mesmo com seu consultor!

Você sabe como aproveitar a Black Friday no varejo?

A data, que se tornou uma das mais aguardadas pelos consumidores brasileiros nos últimos anos, tem tudo para aquecer as suas vendas e ajudar o seu negócio a aproximar-se ainda mais dos clientes.

Comemorada sempre na última sexta-feira de novembro, a Black Friday é conhecida por oferecer promoções agressivas e trazer ofertas quase que inacreditáveis.

Ainda, dependendo do seu objetivo, a Black Friday no varejo pode ser estendida por outros dias – durando uma semana inteira, por exemplo – e chegar até a segunda-feira seguinte, quando é comemorada a já tradicional “Cyber Monday” – evento promocional que acontece sempre na segunda-feira após a Black Friday.

Seja qual for a sua escolha, o importante é não deixar essa poderosa data passar em branco.

Assim, para te ajudar a tirar maior proveito da Black Friday no varejo, preparamos algumas dicas imperdíveis para os supermercados. Confira e comece a planejar-se para esse acontecimento com antecedência!

6 dicas para aproveitar a Black Friday no varejo e aquecer as vendas

1. Conheça seus clientes e prepare o seu estoque

O primeiro passo para você acertar em cheio nas suas ofertas, seja na Black Friday ou em qualquer outra ocasião, é: conhecer muito bem o seu cliente. E conhecê-lo com base em dados, não em achismos.

Por isso, pode ser muito importante você contar com uma plataforma de CBM completa – como a da Mercafacil, – para você passar a ter informações detalhadas sobre o comportamento de consumo dos seus  fregueses.

Com esses dados e de olho nas tendências de mercado, você passa a ter maior respaldo para planejar-se e organizar o seu comércio para a Black Friday. Afinal, sabendo quem são os seus clientes, é possível preparar o seu estoque para a data, investindo nos produtos que são os “queridinhos” – ou o “sonho de consumo” – dos seus consumidores.

2. Faça ofertas diferenciadas, dignas de Black Friday

A Black Friday no varejo não é um dia qualquer. Ela é “A” Black Friday. Dessa forma, é essencial que você ofereça ofertas, campanhas e ações imperdíveis, que sejam dignas de Black Friday. 

E na hora de definir quais serão essas ações, você pode usar e abusar da sua criatividade. 

PS: Sempre, é claro, levando em consideração o histórico de compras dos seus clientes e tendo conhecimento das ações que trazem mais resultados para o seu supermercado. 

Alguns exemplos de ofertas que você pode aderir na sua loja são: 

Dia do preço fixo

Que tal selecionar algumas mercadorias da sua loja e comerciá-las por R$ 1,00? Para divulgar isso, crie um encarte especial para esse dias além de, é claro, apostar nos demais canais de divulgação e comunicação para compartilhar essa ação.

Ofertas progressivas

Ótimas para aumentar o ticket médio nas vendas, as promoções com ofertas progressivas podem ser excelentes para aquecer a Black Friday.

Se você tem um software de gestão de clientes, basta acessar a página de produtos mais consumidos da sua loja e planejar os descontos. Caso ainda não tenha uma ferramenta dessas, uma dica é focar nos produtos da curva A para criar as ofertas progressivas.

A ideia é simples: quanto mais do mesmo item o cliente levar, maiores serão os descontos que ele vai receber. Por exemplo:

  • 2 itens – 10% de desconto
  • 3 itens – 15% de desconto
  • 4 itens ou mais – 20% de desconto

Kits de produtos

Outra dica para aquecer as vendas do seu varejo na Black Friday é apostar em kits e/ou combos de produtos. Para isso, você pode:

  • Entrar em contato com seus fornecedores e pedir amostras e brindes, como copos e potes, por exemplo;
  • Criar promoções de venda casada de itens relacionados, como “Compre a cerveja de tal marca e por mais R$2,00 leve um pacote de salgadinho”;
  • Unir produtos que não estão saindo tão bem em kits promocionais de “Leve 3, pague 2”. 

Esses são alguns exemplos de ações que podem ajudar no aumento do faturamento do seu varejo.

Ofertas relâmpago

Para aproveitar ainda mais a Black Friday você também pode fazer ações de “ofertas relâmpago” ou seja, que não são anunciadas com tanta antecedência. 

Esse tipo de ação ajuda a criar um senso de urgência no seu consumidor, estimulando-o a levar o produto naquele momento. 

Para divulgar as “ofertas relâmpago”, você pode fazer com que, a cada uma, duas, três ou quatro horas, por exemplo, novos produtos entrem em oferta – e permaneçam no preço promocional apenas por esse período pré-estipulado. 

Ademais, essas ofertas podem ser postadas nas suas redes sociais e, se você tiver um ecommerce, também podem ser divulgadas por este canal. 

Apenas garanta que você esteja tanto com o estoque preparado para essa ação quanto com uma equipe bem treinada, garantindo que o valor do produto ofertado esteja correto na hora de passar no caixa.

Frete e/ou entrega grátis 

Neste ano a maneira de fazer compras foi alterada. Porém, isso não significa que o seu varejo não possa adaptar-se a esta tendência. 

Assim sendo, que tal buscar por soluções de frete e/ou entrega grátis para os clientes que fizerem compras por canais remotos? Ainda, você pode pensar em promoções exclusivas para esses canais virtuais, estimulando o consumidor a utilizá-los na hora das compras.

3. Valorize os seus melhores clientes

Aqueles que são os seus melhores clientes durante o ano todo podem ser “presenteados” durante a Black Friday.  

Para descobrir quem são eles, utilize o seu software de Gestão de Clientes e, então, basta criar um encarte exclusivo, que ofereça ofertas diferenciadas em vários setores da sua loja. Esse encarte pode ser enviado via SMS, com uma mensagem do tipo: 

“Chegou a Black Friday no [NOME DO SUPERMERCADO]. Como você sempre faz suas compras aqui, preparamos promoções exclusivas para você. Confira! [link para o encarte]. Promoções válidas somente hoje.”

4. Busque reaproximar-se dos seus clientes inativos

Além de valorizar os seus melhores clientes, a Black Friday no varejo também pode ser uma excelente época para você reativar os clientes inativos. Ou seja, aqueles que não compram na sua loja há mais de 30 dias.

Da mesma forma que você utilizou o seu software de gestão de clientes para buscar pelos seus melhores fregueses, chegou a hora de utilizá-lo para identificar os consumidores inativos. 

E, para atrair novamente esses clientes para a sua loja, você pode verificar o histórico de compras deles e mandar promoções exclusivas. Por exemplo:

“[Primeiro nome], estamos sentindo a sua falta. Confira as ofertas exclusivas que preparamos para você aproveitar a BLACK FRIDAY aqui: [link para ofertas]. Preços válidos até [inserir a data]”.

5. Faça parcerias valiosas com fornecedores

Acima, já citamos brevemente que você pode entrar em contato com seus fornecedores para que eles forneçam brindes e amostras para você disponibilizar aos seus clientes.

Porém, mais do que isso, é interessante contar com fornecedores e parceiros que entendam a importância da Black Friday e estejam preparados para lidar com a demanda e com o estoque dos produtos. 

Eles precisam entender que pode existir a necessidade de repor mercadorias mais rápido que o normal, caso elas acabem antes do previsto. Afinal, se o consumidor vai até a sua loja e não encontra o que procura, seja na Black Friday ou em qualquer outro dia, ele terá a sua experiência de compra prejudicada. 

6. Comunicação personalizada para a data 

O marketing e a comunicação devem estar mais do afiados para que o seu supermercado se saia bem na Black Friday! Por isso, além de oferecer promoções imperdíveis, você deve saber como divulgá-las de forma eficiente. 

Como o foco dessa data é o preço baixo, dê bastante ênfase a isso. Aposte em uma linha visual específica para a Black Friday, caprichando nos encartes na loja física e em postagens nas redes sociais. Além de, é claro, não deixar de lado os canais de comunicação mais pessoais, como o e-mail e SMS.

Valorize as ofertas únicas que são feitas nesse período e não tenha medo de usar frases de efeito como:

  • Mês do menor preço
  • Ofertas inacreditáveis
  • Festival Black Friday
  • Preços como você nunca viu antes, entre outros. 

Deixe a sua loja bem sinalizada para a ação. Cartazes na entrada e posicionados em locais estratégicos, dentro do seu negócio, podem ajudar. Além de, é claro, etiquetas maiores, que contenham em destaque a porcentagem de descontos dos produtos ou informações do tipo “De X por Y” e/ou “Comprando esse produto HOJE, na BLACK FRIDAY, você economiza X reais. 

Pronto para aproveitar a Black Friday no varejo?

Com as nossas dicas, você já está mais preparado para aproveitar a Black Friday na sua loja. Para finalizar, lembre-se sempre de:

  • Criar um senso de urgência nos seus clientes, lembrando que esses preços são válidos por pouco tempo;
  • Oferecer ofertas realmente boas e relevantes para o seu consumidor;
  • Preparar e treinar a sua equipe para a data;
  • Garantir que o seu estoque esteja pronto para lidar com a demanda;
  • Divulgar as suas ações de forma adequada.

Por fim, gostou das nossas dicas? Quer conhecer melhor os seus clientes e, a partir de então, desenvolver ações mais assertivas para a Black Friday – e para todos os outros dias do ano? 

Não perca mais tempo e agende agora mesmo uma reunião gratuita com um dos nossos especialistas e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão!

Chegou a hora de alavancar as vendas e fazer aquelas campanhas promocionais imperdíveis, mas… Qual é o modelo de oferta ideal para cada caso?

Afinal, existem diversas formas de você preparar suas ações de desconto, certo? Aqui, vamos falar um pouco sobre várias delas e te dar sugestões sobre como tirar máximo proveito de cada uma dessas campanhas. Sempre, é claro, focando na melhor experiência possível para o seu cliente.

Ademais, vale ressaltar que cada empreendimento tem suas particularidades e clientes diferentes. Assim sendo, o importante é compreender os seus consumidores, testar modelos de ofertas distintos, aprender com os erros passados e, por fim, descobrir quais são as ações que trazem melhores resultados para a sua marca.

Para completar, lembre-se que você pode utilizar diversos tipos de ofertas. Ou  seja, elas não são excludentes, mas sim complementares. Acompanhe! 

Descobrindo o modelo de oferta ideal para o seu varejo

1. De tantos reais por por tantos reais (abaixar o preço e sinalizar isso)

Talvez esse não seja o tal do “modelo de oferta ideal” para o seu negócio, porém, com certeza, esse é um dos formatos de promoções mais utilizados. E, se isso acontece,é porque ele traz resultados para os varejistas.

Usado para sinalizar que o preço de certo produto baixou, esse formato de desconto deixa clara a queda de preço e estimula o consumidor a levar o produto, pois ele acredita que está economizando dinheiro.

Um ponto importante na hora de aplicar essa oferta no seu supermercado é: não utilizar informações falsas no preço anterior apenas para chamar a atenção. Esse “truque” pode funcionar uma vez ou outra, porém, caso o seu cliente perceba isso, sua marca poderá ficar mal falada para os consumidores. Ainda, essa atitude antiética pode prejudicar a sua credibilidade e reputação.

Ou seja: caso você opte por utilizar essa oferta, realmente ABAIXE O PREÇO do produto e deixe isso bem sinalizado na sua loja ou em seus canais digitais, ok?

2. Pague 3 leve 2

Esse modelo de oferta é indicado para quando o varejista deseja que o consumidor leve uma unidade a mais de certo produto. Essa promoção pode fazer diferença no ticket médio da compra e, ainda, oferecer uma satisfação para o cliente. Afinal, ele fica com a sensação de ter feito “um bom negócio”.

Uma dica que você pode seguir é aumentar um pouco (não de forma expressiva) o valor do preço da unidade caso o consumidor não leve a quantidade suficiente do produto e, assim, fazer com que a unidade em promoção custe menos do que o valor normal da loja.

Por exemplo: o produto unitário custa R$2,50. Levando três unidades, ao invés de você pagar R$7,50, você paga R$7,00. 

3. Clube de descontos / fidelidade 

Apesar de não existir uma verdade absoluta, esse pode ser considerado o modelo de oferta ideal para praticamente todas as lojas varejistas. Isso acontece porque, além de oferecer promoções exclusivas para os clientes da loja, o clube de descontos também ajuda a criar um vínculo da sua marca com os consumidores.

Isso tudo, ao mesmo tempo em que permite que o seu varejo passe a conhecer melhor os seus clientes. Afinal, para fazer parte do clube de fidelidade, o consumidor precisa oferecer dados básicos para o cadastro. Esses dados, quando bem utilizados pela sua marca, podem ajudar – e muito! – a fidelizar e a melhorar o relacionamento com os seus clientes.

Como se não bastasse, enquanto os demais formatos de ofertas costumam ser abertos ao público geral, o clube de descontos oferece a possibilidade de segmentação das promoções. Ele é um incentivo extra para que o cliente priorize a sua loja frente à concorrência e, também, estimula a compra de produtos diferentes para cada consumidor.

O clube de fidelidade é uma maneira de a sua loja recompensar os clientes fiéis. Além disso, logo ao final da compra, permite que o consumidor saiba quanto economizou em cada compra. Assim, esse modelo de oferta traz uma sensação de satisfação instantânea.

4. Preço de atacado a partir de X unidades

Outro modelo de oferta que pode ser utilizado pela sua loja é o de estimular o cliente a levar mais unidades do mesmo produto. Para isso, o seu varejo pode usar o preço de atacado como o chamariz. Assim, a partir da compra de mais unidades, cada uma sai pelo preço de atacado.

Por exemplo: cada latinha de refrigerante custa R$1,50. Porém, a partir de unidades, o preço unitário de cada latinha cai para R$ 1,30. Assim, ao invés de gastar R$7,50, o cliente irá gastar R$ 6,50.

Esse modelo de oferta incentiva o cliente a levar mais unidades do mesmo produto, sendo uma boa opção para quando ele está fazendo uma compra maior. Para acertar nos produtos que seguirão esse tipo de promoção, uma dica é deixá-lo em destaque na sua loja e em suas redes sociais. Também, optar por produtos que já são conhecidos e aprovados pelo seu cliente. 

Além disso, é importante fazer uma diminuição de preço que seja atrativa e realmente faça a diferença para público. 

5. Kit de produtos

Quando existem produtos que não estão vendendo muito bem e você precisa queimar o estoque, uma dica é montar kits. Ou seja, unir itens de melhor saída com aqueles que estão “empacando” no seu estoque.

Esses produtos de menor saída não irão sair de “de graça” para o consumidor, porém, terão um preço mais baixo e podem ser um atrativo. Assim, esse pode ser um modelo de oferta ideal para essas casos. 

Bônus: tipos de oferta para os canais virtuais

Ao falar do modelo de oferta ideal, também é importante citar uma modalidade de compras que está cada vez mais em alta, a de compras via virtuais.

Assim sendo, alguns tipos de ações promocionais que você pode fazer para os canais remotos são: 

Frete grátis 

Segundo o E-Commerce Radar a taxa média de abandono de carrinho no Brasil é de 82%. Enquanto isso, o Moosend, chegou a conclusão de que o principal fator que faz um cliente abandonar o seu carrinho de compras é o custo do frete.

O valor do frete é responsável por 60% das desistências enquanto os outros custos “escondidos”, que só são revelados no final da compra, somam 23% das desistências.

Assim sendo, se o seu varejo busca por encontrar o modelo ideal de oferta nas vendas remotas, pode ser importante buscar formas de oferecer frete grátis ou de, pelo menos, minimizar esse valor. Esse cuidado pode representar uma grande diferença para o seu cliente fechar a compra.

Fazendo seu pedido até tal hora, você ganha algo 

Essa é uma forma de você ter um maior controle das compras que serão feitas no dia e, também, uma forma de conseguir se organizar melhor para fazer a separação e/ou a entrega dos produtos. Além do mais, pode ser um diferencial para estimular o cliente a efetivamente fechar a compra.

Por exemplo: se o cliente fizer o pedido – seja via WhatsApp, televendas ou e-commerce próprio, – até às 15h, ele receberá um brinde exclusivo ou um valor de desconto.

Colocando em prática o modelo de oferta ideal!

Por fim, seja qual for o modelo de oferta ideal – ou os modelos – que você irá aplicar no seu negócio, é muito importante que você divulgue bem essas promoções.

Se elas forem para o público geral da sua loja, não hesite em sinalizar o estabelecimento, destacar esses produtos no encarte e, até mesmo, postar em suas redes sociais.

Entretanto, caso as ofertas sejam segmentadas para públicos específicos, use os canais de comunicação mais interpessoais, como o SMS, o WhatsApp e o e-mail para informar o seu cliente da ação que a sua loja está promovendo.

Como já dissemos lá no início do texto, não existe um modelo de oferta ideal que sirva para todos os negócios. Para descobrir as que funcionam melhor para o seu negócio, é muito importante que você esteja atento às métricas e dados das campanhas feitas pela sua marca. Somente assim você saberá efetivamente fizer o que funcionou e o que deve ser alterado nas próximas campanhas.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre as particularidades das campanhas promocionais? E que tal implementar um Clube de Descontos no seu varejo?  Agende  agora mesmo uma reunião gratuita com um dos nossos especialistas e saiba como a Mercafacil pode ser sua parceira nessa missão!