Tag

dicas

Browsing

Saber como arrumar o supermercado pode fazer toda a diferença tanto para a sua loja vender mais quanto para melhorar a experiência de compra dos clientes. 

Afinal, ao mesmo tempo que os shoppers desejam encontrar aquilo que procuram de maneira fácil e prática, também é importante que você saiba a melhor maneira de posicionar os produtos, atraindo mais atenção para aqueles que podem gerar mais lucro para o seu negócio.

Nesse cenário, encontrar um equilíbrio e conhecer boas práticas para arrumar o supermercado é algo que pode trazer resultados quase que imediatos para o seu negócio. Vamos tentar? Acompanhe nossas dicas abaixo! 

4 dicas para arrumar o supermercado com maestria

1. Na entrada da loja, aposte nos produtos mais lucrativos e vá seguindo para os menos lucrativos 

De acordo com Leandro Rosadas, especialista em supermercados, essa é uma tática muito importante para arrumar o supermercado e evidenciar mais os produtos que trazem mais lucro para o seu negócio. Ele oferece um exemplo:

“Se eu for arrumar os ketchups na loja, vou começar com os mais caros na entrada da loja para o fundo da loja indo para os mais baratos”

Leandro Rosadas, especialista em Supermercados

Ou seja: em uma prateleira que esteja virada para a entrada da loja devem estar primeiramente os produtos mais caros, seguidos pelos mais baratos.

2. Saber em qual altura posicionar os produtos é extremamente importante na hora de arrumar o supermercado

Os produtos nas gôndolas devem ser posicionados em alturas estratégicas. Para você compreender melhor: 

Acima da cabeça

Produtos de menor visibilidade. Ou seja, ideal para colocar mercadorias de menor interesse dos consumidores e do seu varejo.

Altura dos olhos

Também conhecido como “área nobre”, é o local em que ficarão posicionados os produtos com melhor margem de lucro para o seu varejo. Ou seja, os mais caros. Como o campo de visão dos clientes atinge diretamente este nível, as compras por impulso são maiores. Aproveite esse conhecimento e coloque essa dica em prática! 

Linha da cintura

Apesar de não ser a “área nobre”, também é muito vista pelos consumidores. Aproveite para colocar aqui os produtos de grande procura, mas que tenham um valor um pouco mais baixo que os da “altura dos olhos”.

Abaixo da cintura

Essa altura já não está mais no campo de visão dos clientes. Por isso, aqui você deve posicionar as mercadorias mais baratas e que fazem sucesso com os consumidores. Assim, mesmo que os produtos não estejam tão “visivelmente” posicionados e não sejam visualizados em uma primeira olhada rápida, os shoppers tendem a procurá-los e achá-los da mesma maneira. Afinal, são produtos essenciais ou mais baratos. 

Chão

Ao arrumar o supermercado, reserve a área do chão apenas para os produtos pesados. Assim, serão evitados possíveis acidentes.

Dica extra: atenção ao público-alvo dos produtos! 

Na hora de arrumar o supermercado e posicionar as mercadorias nas prateleiras, lembre-se quem é o público-alvo daquele produto. 

Por exemplo: produtos que chamam a atenção das crianças devem ser colocados na altura de visão delas, e não dos adultos. Assim sendo, posicione essas mercadorias de forma estratégica, ideal para atrair o olhar e a atenção dos pequenos.

3. Ao arrumar o supermercado, dê atenção aos pontos extras de venda

Além de arrumar as prateleiras e gôndolas “tradicionais”, saber como utilizar os pontos extras do seu supermercado é muito importante.

Explicando de maneira breve, os pontos extras são aqueles que acomodam os produtos fora da sua seção “tradicional”. Ou seja, locais em que as mercadorias ficam expostas além da gôndola voltada para itens daquela natureza. 

Por exemplo, com a chegada do coronavírus, diversos supermercados passaram a posicionar o álcool em gel em pontos extras. Ele podia, sim, ser encontrado na seção de limpeza. Porém, também passou a ser visto em outras sessões.

O supermercado pode ter diversos pontos extra valiosos. Dentre eles, destaque para: 

  • Ilhas promocionais;
  • Ponta de gôndola;
  • Frente de caixa (ou check stand);
  • Clip strip.

Saber como usá-los de maneira inteligente pode fazer toda a diferença na hora de arrumar o supermercado. Isso porque os pontos extra, quando bem montados, são excelentes estratégias para:

  • Aumentar o ticket médio das compras;
  • Vender produtos que estavam parados;
  • Apresentar produtos que são novidade;
  • Atrair mais atenção para alguma mercadoria específica, entre outros.

Ps: sabendo da importância desses pontos extras para os varejistas, nós já preparamos um material completo sobre o assunto. Confira 4 formas de explorar os pontos extras em supermercados e aumente a lucratividade da sua loja.

4. Conheça muito bem o seu cliente!

Todas as dicas que citamos acima ganham ainda mais valor quando você conhece o seu cliente. E por “conhecer o seu cliente” nós estamos querendo dizer: conhecê-lo por meio de dados concretos e metrificáveis.

Por exemplo, ao citar que você deve colocar “na linha da cintura os produtos de grande procura”, é essencial que você saiba quais são esses produtos, certo? E, para isso, é preciso conhecer os hábitos e o comportamento de compra dos seus consumidores. Esse é apenas um exemplo, mas conhecer o seu cliente é algo que tornará toda e qualquer estratégia de venda mais poderosa, assertiva e lucrativa para o seu negócio.

Neste cenário, fazer uma Gestão de Clientes eficiente é a melhor saída para o seu supermercado. Afinal, é com esse conhecimento que você saberá quais são os produtos mais adequados para serem colocados nas posições estratégicas da sua loja, e, assim, terem uma saída melhor. 

Pronto para  arrumar o supermercado de maneira vencedora? 

Com essas dicas você está mais do que preparado para arrumar o supermercado, melhorar a experiência do cliente e aumentar suas vendas. Tenha sempre em mente que ele é o maior ativo da sua empresa e deve ser o foco das suas estratégias. 

Quer saber mais sobre como colocar em prática as nossas sugestões? Então converse com um dos nossos especialistas e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão!

Ter o seu próprio clube de fidelidade já é um grande passo para mostrar aos seus clientes que você se importa com eles. Porém, para que o clube tenha o sucesso esperado, é essencial que os seus consumidores saibam da existência dele. E então, como fazer para divulgar seu clube de descontos de maneira assertiva e que traga bons resultados para a sua marca?

É para te ajudar nessa missão que preparamos este material. Acompanhe! 

Como divulgar seu clube de descontos? 

Antes de tudo, só vamos reforçar o quanto pode ser importante para a sua marca ter o seu próprio clube de descontos. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf), o número de cadastros em programas de fidelidade no Brasil cresceu 9,4% no segundo trimestre de 2019 quando comparado ao mesmo período de 2018. 

A pesquisa também revelou que as empresas que possuem esses programas registraram um aumento de 17% do faturamento nesse intervalo, movimentando R$ 1,9 milhão no segundo trimestre de 2019 contra R$ 1,6 milhão no segundo trimestre de 2018.

Esses dados nos mostram que:

  • Existem cada vez mais consumidores interessados em fazer parte de um clube de descontos exclusivo;
  • Empresas que oferecem esses benefícios obtiveram um aumento de receita e estão mais antenadas, seguindo as tendências do mercado. 

Ou seja: o clube de descontos é uma estratégia apreciada tanto pelos clientes, quanto pelas marcas. 

Tendo maior conhecimento disso, é hora de saber como divulgar seu clube de descontos da melhor maneira possível. 

3 dicas para divulgar seu clube de descontos 

1. Use seus canais (digitais e tradicionais) com maestria

Como canais digitais são amplos, vamos separá-los em tópicos:

Como divulgar seu clube de descontos nas redes sociais?

Para divulgar seu clube de descontos, lembre-se de falar dele de maneira corriqueira em suas redes sociais, fazendo com que essa informação seja sempre lembrada pelos seus consumidores. 

Além de fazer postagens mais institucionais explicando como funciona o seu clube de descontos e as vantagens que ele oferece para os seus clientes, – como o desconto imediato em certos produtos, – você pode fazer a divulgação de uma mercadoria da sua loja e sinalizar:

“Para clientes do nosso Clube de Descontos, esse produto sai de tantos reais por tantos reais”

Isso mostra, de maneira prática, concreta e direta a vantagem do cliente se cadastrar no seu Clube. 

Como divulgar seu clube de descontos via meios de comunicação diretos?

Além das redes sociais, você não só pode, como deve, divulgar seu clube de descontos via outros canais de comunicação mais diretos, como SMS, e-mail e notificação push, por exemplo.

Esses canais fazem uma comunicação direta assertiva com o seu cliente, tornando esse contato mais pessoal.

Como divulgar seu clube de descontos em outros meios de comunicação online? 

Ainda, você pode separar um espaço no seu site ou hotsite em para divulgar seu clube de descontos e explicar de maneira mais completa como ele funciona, quais são os benefícios para os clientes cadastrados, quais são os passos que o consumidor deve seguir para se cadastrar, entre outros.

Como divulgar seu clube de descontos por meio dos canais tradicionais?  

Além dos canais digitais, também pode ser importante divulgar seu clube de descontos pelos veículos de mídia mais tradicionais, como outdoors, panfletos, encartes e, em alguns casos, rádio e tv.

Caso você já faça uso desse formato de divulgação, lembre-se de acrescentar a informação do clube de descontos nesses materiais. 

2. Sinalize na sua loja 

É importante que o cliente saiba que o seu estabelecimento tem um clube de descontos exclusivo logo que ele chegar na sua loja. Por isso, não hesite em sinalizar essa “novidade” no:

  • Estacionamento;
  • Passarelas;
  • Entradas;
  • Pontos próximos ao caixa;
  • Espalhados em localizações estratégicas na sua loja.

3. Tenha uma equipe que saiba como divulgar seu clube de descontos

Todos os itens citados anteriormente são essenciais na hora de ter sucesso de divulgar o clube de fidelidade. Porém, se você não tiver uma equipe bem treinada, que saiba como estimular o cliente a se cadastrar no seu clube, você estará perdendo muito.

Por isso, é essencial contar com um time altamente engajado, que saiba na ponta da língua todas as características e vantagens do cadastro no seu clube de descontos. São os operadores de caixa e demais colaboradores que trabalham no supermercado que poderão “convencer” o cliente a se cadastrar no clube e, assim, fazê-lo decolar.

Neste cenário, nomear um funcionário para liderar o seu clube de ofertas pode fazer toda a diferença. É importante contar com alguém que:

  • Engaje os colaboradores a participarem do desenvolvimento do programa;
  • Incentive os profissionais a realizarem mais cadastros;
  • Estimule a divulgação do clube para torná-lo mais reconhecido.

Para ter sucesso nessas ações, que tal fazer uma ação de gameficação? 

Para incentivar os  os funcionários a cadastrarem e identificarem clientes no PDV, uma ação de gameficação, ou seja, de “campeonato”, pode aumentar o engajamento da equipe. 

Como prêmio, você pode dar um vale-compras ou um presente especial para o funcionário que obteve mais sucesso na hora de cadastrar mais clientes, por exemplo. 

Pronto para divulgar seu clube de descontos?

Gostou de saber um pouco mais sobre como ter sucesso na hora de divulgar o seu clube de Descontos? Ademais, ficou com dúvidas sobre o assunto ou, ainda, está em busca de ter o seu próprio clube de fidelidade? Então Entre em contato com um de nossos consultores e saiba como podemos te ajudar.

Você sabe o que são e como explorar os pontos extras em supermercados? Essa estratégia, quando bem utilizada, pode ser uma ótima aliada para aumentar o ticket médio das compras, vender produtos que estavam parados, atrair mais atenção para alguma mercadoria específica, entre outros.

Ademais, essa é uma daquelas estratégias do varejo que pode resultar em bons resultados sem que você precise fazer investimento financeiro. Ainda, caso não alcance o objetivo esperado, basta trocar o ponto extra e testar novos produtos, localizações e estratégias.

No entanto, antes de te explicar o que é e de te dar dicas práticas para você explorar os pontos extras em supermercados, vale ressaltar dois pontos:

  • Ao criar um ponto extra é importante você conhecer muito bem os seus consumidores, fazendo uma Gestão de Clientes eficiente. Afinal, é com esse conhecimento que você saberá quais são os produtos mais adequados para serem colocados nos pontos extras – e que, com base nos dados da sua ferramenta de gestão, provavelmente terão uma saída melhor.
  • Você só irá saber o resultado efetivo da sua ação se você souber como metrificá-la. Por isso, contar com o auxílio de ferramentas tecnológicas para medir se os seus pontos extras estão sendo um sucesso é uma boa saída.

Com isso em mente, vamos te explicar um pouco mais sobre o que são os pontos extras em supermercados.

Afinal, o que são pontos extras em supermercados?

Os pontos extras nas lojas são aqueles que acomodam os produtos fora da sua seção “tradicional”. Ou seja, são os locais em que as mercadorias ficam expostas além da gôndola voltada para itens daquela natureza.

Por exemplo: com a chegada do Coronavírus, vários supermercados criaram pontos extras para expor álcool em gel. 

Então, algumas lojas passaram a disponibilizar o produto em ilhas promocionais, ou seja, em pallets ou balcões entre os corredores, posicionados em pontos de maior fluxo de clientes. Ainda, existem os varejos que optaram por colocar o álcool em gel na ponta das gôndolas e/ou na frente de caixa (check stand).

Todos esses locais citados podem ser utilizados como pontos extras nos supermercados. E, para você aumentar as suas vendas, é muito importante que você saiba como utilizá-los de forma estratégica.

Para te ajudar nessa missão, preparamos boas dicas que vão te auxiliar a montar pontos extras de sucesso. Confira! 

4 dicas para explorar da melhor forma os pontos extras em supermercados

1. Crie ilhas promocionais para chamar a atenção para novidades e/ou produtos que estão em alta no momento 

Quem nunca foi em um supermercado na época do Natal e encontrou uma linda ilha promocional recheada de panetones e chocotones?

No geral, é para isso que as ilhas promocionais servem: destacar um produto e, em alguns casos, até mesmo ajudar a enfeitar a loja – como é o caso do Natal, Páscoa, Dia dos namorados, entre outros.

Ideais para chamar a atenção dos clientes, as ilhas promocionais são as “queridinhas” dos supermercadistas e são uma ótima forma de expor produtos que:

  • Estão em alta no momento – como é o caso do álcool em gel, que citamos acima;
  • São novidade na sua loja;
  • Estão com um preço especial, que merece destaque;
  • Estão com a data de validade próxima do vencimento;
  • São de uma marca específica, muito querida pelos seus clientes. Inclusive… Que tal fechar parcerias com fornecedores que sejam relevantes para a sua loja, negociando uma ilha promocional para expor os produtos deles?

Viu só como são várias as opções para você criar ilhas promocionais no seu supermercado? Vale a pena usar a criatividade e explorar formatos diferentes desses pontos extras. Para isso, esteja sempre antenado e busque apostar em ilhas que estimulem a compra e deixem a sua loja mais viva.

2. Use a ponta de gôndola de forma inteligente

Seguindo para a próxima dica sobre os pontos extras em supermercados, chegou a hora de falar da ponta de gôndola.

Responsável por “encabeçar” toda a gôndola daquele corredor em questão, esse ponto de vendas oferece um grande destaque para os produtos que são ali colocados. Afinal, eles são vistos com mais facilidade pelas pessoas que estão no seu supermercado. 

Por vezes, é pela ponta de gôndola que os clientes reconhecem o que é comercializado em cada corredor e, de acordo com o produto ali colocado, optam por transitar nele. Por isso, é fundamental saber como utilizar esse ponto extra de forma inteligente. Algumas dicas que você pode seguir ao aplicar essa estratégia são:

  • Apenas um produto: fazer uma ponta de gôndola composta apenas por um produto que esteja em promoção, tenha uma grande saída e/ou mereça grande destaque;
  • Alguns produtos da mesma marca: você pode criar uma ponta de gôndola com diversos produtos de limpeza da mesma marca, mas que tenham aromas, cores e funções diferentes, por exemplo. O mesmo vale para produtos comestíveis: você pode colocar pipocas de diversos sabores, salgadinhos,  condimentos – como ketchup, maionese e mostarda, – entre outros;
  • Cross selling: outra opção é apostar no cross selling. Ou seja, na estratégia de expor lado a lado produtos complementares. Assim, o cliente compra o que queria e acaba levando algo a mais. Alguns exemplos de cross selling que você pode aplicar na ponta de gôndola são: pó de café e filtro de cafeteira; cereais matinais e leite; achocolatado e leite condensado; macarrão e queijo ralado e/ou molho de tomate, entre outros. 
  • Orelha: também utilizado como uma forma de cross selling, a “orelha” é um display ou rack que pode ser montado ao lado da ponta de gôndola, complementando-a.

3. Aproveite a frente de caixa – ou check stand – para expor os itens comprados por impulso

Quem nunca comprou um chocolate, um salgadinho, uma bala ou um refrigerante de última hora, simplesmente porque esses itens estavam posicionados de forma estratégica na frente de caixa? Pois é: é para isso que este ponto extra serve!

Porém, além de ser ideal para estimular as compras feitas por impulso e que tragam uma sensação de recompensa, o check stand também pode ser utilizado para comportar mercadorias que costumam ser esquecidas pelos clientes, como pilhas, lâminas de barbear, lâmpadas, isqueiros, entre outros.

A frente de caixa também pode ser enriquecida com itens sazonais, como lápis, canetas e borrachas na volta às aulas, por exemplo. Ainda, outra estratégia para fazer com que a fila do caixa seja menos cansativa para o cliente, é apostar em produtos que mantenham-no entretido, como revistas.

4. Faça uso do Clip Strip: uma estratégia sutil, mas eficiente

Sabe quando você está andando por um corredor e vê uma espécie de “faixa pendurada” que traz alguns produtos grampeados ou fixados nesta própria faixa? Então, esse é o Clip Strip.

Ele pode ser extremamente útil para exibir produtos pequenos, leves e que tenham pouco volume. Produtos esses que, quando expostos de forma tradicional nas gôndolas, acabam por não atrair a atenção dos clientes.

Eles podem ser expostos tanto nos seus corredores “tradicionais” – por exemplo, fazer um Clip Strip com pequenos pacotes de amendoim em um corredor de salgadinhos, – ou em corredores nos quais o objetivo é fazer o cross selling – por exemplo, fazer esse mesmo Clip Strip com amendoim em um corredor de cervejas.

Outros produtos que costumam ser utilizados nesse ponto de vendas extra são:

  • Temperos culinários: podem ser colocados em corredores de temperos e condimentos, ou próximos dos pacotes de arroz, de pipoca e de demais receitas em que costumam ser utilizados.
  • Pacotes de queijo ralado: posicionados próximos aos pacotes de macarrão.
  • Granulados para doces e coco ralado: próximos ao leite condensado.
  • Fio dental: perto das escovas e cremes dentais, entre outros.

Os pontos extras em supermercados são extremamente importantes para alavancar suas vendas. Use-os de forma estratégica! 

Enfim, agora você já sabe um pouco mais sobre boas maneiras de explorar os pontos extras em supermercados, não é mesmo? Então, aproveite para colocar nossas dicas em prática e colher os bons frutos dela.

Pois bem, não sabe por onde começar a implementar essas ações e/ou está com dúvidas sobre quais são os melhores produtos para utilizar nos seus pontos extra? Então entre em contato conosco agora mesmo, conheça nossas soluções para o seu varejo e passe a conhecer melhor os seus clientes.

Assim, com certeza será mais fácil decidir quais são as mercadorias que merecem destaque no seu supermercado.

Ter um bom mix de produtos no seu supermercado é um dos fatores essenciais para atrair, conquistar e, é claro, fidelizar os seus clientes.

Isso acontece porque, quando o consumidor vai às compras, ele espera encontrar tudo o que precisa no mesmo lugar. Esse desejo já existia anteriormente e, agora, com a pandemia, foi ainda mais potencializado.

Neste cenário atual, as pessoas estão saindo menos de casa e, quando saem, querem encontrar tudo o que buscam de maneira prática e segura. Assim, é importante que você, varejista, busque desenvolver ações que façam com que o seu supermercado seja “o grande escolhido” pelos clientes.

Mas como fazer isso? Investindo em diversas frentes diferentes, dentre elas: o mix de produtos ideal.

Ps: sim, existem inúmeros fatores que fazem com que o seu estabelecimento seja o escolhido pelos clientes. Desde a localização, passando pelo bom atendimento, preço competitivo, organização, segurança, higienização, campanhas promocionais diferenciadas, entre outros. Porém, aqui, nesse texto, o nosso foco é o mix de produtos, ok? 

O que é o mix de produtos do supermercado? 

De forma resumida e objetiva, o mix de produtos do seu supermercado é o catálogo de itens que você comercializa para os seus clientes. 

Assim sendo, o seu objetivo, como varejista, deve ser apostar em mercadorias que sejam atraentes para os consumidores. Além disso, os produtos escolhidos por você devem destacar o seu estabelecimento e ajudar a promover uma experiência de compras mais positiva e completa para o seu consumidor.

Quando bem escolhido, o mix de produtos da sua loja – utilizado em conjunto com outras estratégias de atração e fidelização de clientes, – pode contribuir para:

  • Aumentar o ticket médio das compras;
  • Trazer uma vantagem competitiva frente aos concorrentes;
  • Promover um crescimento no fluxo da sua loja;
  • Garantir uma experiência de compra mais positiva para o cliente, gerando satisfação e a vontade de ir até a sua loja. 

Pois bem, como você pode ver, são vários os benefícios de ter um bom mix de produtos na sua loja. E, para te ajudar a alcançar esse objetivo, nós preparamos um guia com boas dicas que você pode seguir. Confira! 

5 dicas para acertar em cheio no mix de produtos para o seu varejo 

1. Conheça (muito bem!) o seu cliente

O mix de produtos ideal é diferente para cada estabelecimento. Afinal, cada loja é uma loja e cada cliente é um cliente. Por isso, não existe uma fórmula exata que mostre quais são os produtos que você deve ter em seu ponto de venda.

Questões que vão desde a localização do supermercado, passando pela idade dos consumidores, classe e status social, profissão, preferências de marcas, entre tantos outros fatores de segmentação, fazem com que o mix de produtos a ser comercializado por cada loja tenha que ser diferente, de acordo com o gosto do seu consumidor.

Sabendo de todos esses fatores, o que você pode fazer para chegar o mais próximo do “mix de produtos perfeito” é: saber muito bem quem são os seus consumidores. E, para fazer isso, nada melhor do que contar com uma plataforma de Gestão de Clientes completa, como é o nosso, da Mercafacil.

O nosso CBM te ajuda conhecer melhor cada um dos seus clientes de acordo com suas singularidades. Dessa forma, você passa a oferecer o mix de produtos certo, para as pessoas certas, na hora certa. A assertividade da sua loja aumenta, a experiência de compras do seu cliente é mais positiva e a fidelização dos seus consumidores mais certa.

2. Busque por bons fornecedores e parcerias relevantes

Agora que você já sabe quais são os produtos “queridinhos” dos seus clientes, é hora de buscar as melhores formas de comprar essas mercadorias e garantir que elas sempre estejam no seu mix.

Assim sendo, pode ser importante encontrar fornecedores e parceiros que ofereçam boas condições para a sua loja. Negocie de forma justa, mostrando o quanto o produto deles é relevante para a sua marca e procure fazer parcerias relevantes tanto para eles, quanto para você.

Por exemplo: vamos supor que existe uma marca de cápsulas de café que faz muito sucesso no seu supermercado. Que tal buscar o fornecedor e propor uma parceria com ele? Uma ideia é promover uma ação do tipo  “a cada X cápsulas compradas, o cliente ganha uma máquina de café”. Neste cenário:

  • A sua loja sai no lucro, pois o ticket médio da compra é aumentado;
  • O cliente tem uma sensação de satisfação, pois “ganhou” uma máquina de café;
  • O fornecedor passa a ter mais um consumidor que, com frequência, irá adquirir novas cápsulas. 

Esse é só um exemplo de como você pode buscar parcerias para o seu negócio que pode ser explorado pela sua marca.

3. Faça testes com o mix de produtos da sua loja – e, é claro, meça os resultados

Vamos lá: agora você já conhece o seu cliente e sabe muito bem o que ele quer. Também, tem bons fornecedores e parceiros para a sua marca. Então… é hora de testar!

E por testar, nós estamos falando de seguir os gostos e preferência do seu cliente, ao mesmo tempo em que você:

  • Traz marcas locais novas para a sua loja, que agregarão valor ao seu supermercado e irão mostrar que você reconhece os produtores locais;
  • Oferece variações de produtos daquelas marcas já conhecidas e consolidadas. Por exemplo, além de você vender a manteiga “tradicional” – com sal e sem sal, – você também pode trazer uma sem lactose e/ou vegana. Ps: os produtos para restrição alimentar podem ser um diferencial para o seu supermercado
  • Faz ações promocionais diferenciadas, que estimulem o seu consumidor a conhecer produtos novos que você trouxe para o mix;
  • Pode até mesmo criar uma marca própria do seu supermercado e verificar se ela faz sucesso com os seus consumidores.

Lembre-se de fazer um acompanhamento preciso desses testes. Verifique quais mercadorias estão caindo no gosto dos seus clientes e garanta que elas estejam no seu próximo planejamento de compras, para que não fiquem em falta. 

Já aqueles itens do seu mix de produtos que não estão fazendo muito sucesso podem ser repensados. É hora de analisar qual é a quantidade deles que você deve comprar para que eles não “encalhem” mas que, ao mesmo tempo, não estejam em falta.

4. Tenha um canal de comunicação aberto com os seus consumidores 

É claro que o objetivo da sua marca é sempre oferecer a melhor experiência de compra para os seus clientes e garantir um mix de produtos completo e qualificado. 

Porém, caso o consumidor vá até a sua loja e não encontre algo, ele deve ter um canal de comunicação no qual possa te informar isso. Além de usar as suas redes sociais, e-mail, telefone e demais meios de contato para isso, ter um chatbot – um assistente virtual – para o seu supermercado pode ser uma boa solução.

O chatbot traz respostas simultâneas e facilita o contato direto com o cliente. Além disso, o chatbot da Mercafacil permite que o consumidor veja o encarte da loja, dê um feedback sobre o seu estabelecimento e responda a uma pergunta extremamente importante para a sua marca, que é: “você não encontrou algo que procurava dentro do nosso supermercado?”.

Confira o case de sucesso do Super MiniBox e veja como a implementação do chatbot foi uma estratégia extremamente valiosa para eles.

5. Mantenha sempre o foco no seu cliente

Por último, mas não menos importante, é essencial destacar que: se você quer acertar no mix de produtos da sua loja, o seu foco deve ser SEMPRE no cliente. 

Por isso, não se apegue à mercadorias ou à marcas específicas apenas porque você gosta. O fundamental é que elas sejam queridas pelos seus consumidores, e não necessariamente por você. 

Assim sendo, mantenha o seu cliente no foco de toda e qualquer ação da sua loja. Não se acomode e continue buscando, de maneira constante, por novidades e demais soluções que garantam mais satisfação, praticidade, qualidade, conforto, segurança e variedade aos seus clientes.

Ademais, conte com a nossa parceria para desenvolver uma estratégia assertiva para conhecer e fidelizar de vez os seus consumidores. Agende agora mesmo uma reunião gratuita com um dos nossos especialistas do varejo e conheça nossas soluções.