Vendas

Canais de venda digital: qual é o melhor para o seu varejo?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Saber quais são e como utilizar os canais de venda digital no seu varejo é um conhecimento de extrema relevância para o momento atual. Porém, mais do que isso, essa tendência de “compras à distância” veio para ficar.

A questão é: todos sabíamos que a mudança para o online chegaria. Ainda assim, ninguém esperava que tudo seria de forma tão rápida e brusca. Em matéria recente da Folha de São Paulo, a repórter Iara Biderman conversou com consultores de tendências.

Dentre eles, um dos entrevistados foi Luiz Arruda, Head da WGSN Mindset, empresa de autoridade global em análises e previsões de tendências. Segundo ele, nós “vivemos uma antecipação do que foi apontado para 2021 e 2022”.

Neste cenário, quem saiu na frente foram os varejistas que, de alguma forma, já estavam mais preparados para atender essas demandas. Ou seja, aqueles que já buscavam soluções e canais de venda digital para fechar os seus negócios mesmo antes da pandemia.

Para eles, que já estavam mais preparados, foi necessário aumentar a mão de obra e encontrar uma forma de organizar os pedidos (o picking, o packing e a entrega). Ademais, como já tinham uma boa estrutura online, conseguiram se adaptar de forma mais ágil e eficiente.

Para os outros varejistas, deu-se início a corrida contra o tempo. Afinal, ficar de fora dessa nova tendência de consumo não era uma opção. Mas como fazer isso? Confira o nosso artigo e saiba mais sobre como levar o seu negócio para o ambiente virtual e, também, conheça quatro dos principais canais de venda digital.

Como e por onde começar a atuar pelos canais de venda digital?

Talvez a dica mais relevante para quem está cogitando se vale a pena, ou não, apostar em soluções online para o seu negócio é: comece o quanto antes.

Seja qual for o tamanho do seu varejo, é fundamental estar online e oferecer soluções práticas para os consumidores.

Se estruture, se planeje e, aos poucos, comece a fazer parte do cenário online. Sem dar um passo maior do que a perna, mas apostando na tecnologia. Pense nos processos mais críticos, como o estoque e a separação dos produtos, e comece a buscar as melhores soluções para eles. 

Não sabe por onde começar? Então busque por empresas especializadas no assunto, que entendem o seu negócio e estão dispostas a trazer as melhores opções para agregar valor à sua marca.

4 canais de venda digital e/ou remota que você precisa conhecer

Ademais, vale lembrar que os pontos de venda físicos não vão morrer. Dario Caldas, consultor e fundador do Observatório de Sinais também entrevistado para a matéria da Folha de São Paulo citada anteriormente, comenta que “a retomada do varejo será com formas híbridas, consumo online associado a ponto de venda físico”.

Assim, para ficar por dentro dos principais canais de venda digital que podem funcionar muito bem para a sua empresa, vamos te falar um pouco sobre os prós e contras de quatro deles. Acompanhe: 

WhatsApp

Você sabia que o WhatsApp pode ser uma poderosa ferramenta de vendas para o seu supermercado?

Sendo amplamente utilizado pela população – segundo pesquisa da Panorama Mobile Time/Opinion Box, o WhatsApp está instalado em 99% dos celulares no Brasil – ele apresenta uma fácil usabilidade e é um velho conhecido pela sua base de consumidores.

Esses são os pontos positivos de utilizar esse app para as suas vendas. Porém, como ponto negativo, tudo deve ser feito de forma manual. Assim, ele pode ser excelente para os consumidores, mas complexo para os lojistas conseguirem “manter a ordem” nos pedidos online.

Quer saber mais sobre como aumentar a receita da sua loja com WhatsApp? Então confira esse artigo que fizemos sobre o assunto.

Televendas

Assim como o WhatsApp, o televendas apresenta uma fácil usabilidade. Ele organiza e gerencia os pedidos do cliente e apresenta uma rápida implementação. É uma ótima pedida para quem quer começar a vender remotamente, mas não pode esperar todo o tempo de implementação de um e-commerce próprio.

Nós, da Mercafacil, oferecemos um serviço de televendas e, com ele, os clientes podem realizar pedidos online através do smartphone, computador ou aplicativo Mercafacil. Os consumidores podem navegar com facilidade, selecionando a loja e adicionando produtos ao carrinho.

Ainda, há a possibilidade de escolher entre receber as compras em casa ou pegá-las na loja e selecionar o melhor horário (modelo clique e retire em loja). Com o televendas, a experiência do cliente vem em primeiro lugar. 

Se você quer saber mais sobre esse nosso serviço, agende agora mesmo uma reunião gratuita com um dos nossos consultores e saiba como o televendas pode ser um excelente canal de vendas remotas para o seu negócio.

Como ponto fraco, o televendas apresenta um processo menos automatizado, assim como o WhatsApp.  

Marketplace / Super aplicativos

Outro dos canais de venda digital que não poderíamos deixar de falar são as vendas feitas pelos marketplaces e super aplicativos. Neles, há uma simplicidade de você apenas acrescentar a sua marca no app, pois ele já está pronto – e já está funcionando muito bem, obrigado.

Para exemplificar, podemos citar o IFood. Ele já existe e, caso você queira acrescentar o seu negócio lá, você pode. Para isso, você deve pagar uma taxa e seguir as orientações do marketplace.

Essa pode ser uma opção para tornar o seu varejo mais conhecido, porém, como ponto negativo, você não entrará em contato com o cliente, quem fará isso é o próprio aplicativo. Nesse formato de vendas, você deve lembrar que os seus produtos estão sendo comercializados por outra marca. 

E-commerce próprio

O e-commerce próprio é uma extensão da sua loja física. Integrado com todo o seu sistema, ele é 100% da sua marca. Assim sendo, conta com toda a sua base de informações, seu design e sua forma de se comunicar com o seu consumidor. 

O lado bom – ou ruim – é que ele carrega toda a sua marca para o ambiente online. Ou seja, mesmo que o seu supermercado seja iniciante nesse ambiente remoto, ele deve transmitir a mesma experiência de compra da sua loja física, que já pode existir há anos. E há um peso e uma responsabilidade nisso. 

Todavia, a criação do e-commerce próprio pode exigir um maior tempo de implementação e investimento financeiro. Esse tempo depende de algumas variáveis, como o tamanho das lojas e o quanto a rede já está preparada para adentrar ao mundo virtual. Confira:

  • Para redes que já apresentam uma operação logística pronta e um estoque preparado: é possível fazer acontecer entre 14 e 30 dias.
  • Em lojas em que ainda é necessário investir no estoque e no operacional, o tempo de implantação pode ser de 30 a 60 dias.
  • Para lojas que ainda estão na fase de fazer o inventário e fechar contratos, o tempo pode aumentar para entre seis meses e um ano. 

Ademais, em lojas de porte grande, é muito difícil implementar um e-commerce antes de 90 dias. Ainda assim, o tempo varia muito de acordo com interesse do próprio supermercadista, do quanto ele está disposto a se dedicar a isso e, também, da empresa ou dos profissionais que estão desenvolvendo o e-commerce.

IMPORTANTE: Os canais de venda digital são complementares!

Agora que você já sabe um pouco mais sobre quatro dos principais canais de venda digital, é essencial destacar que: eles não são concorrentes, são complementares.

Ou seja: você pode, sim, investir e estar presente em mais de um deles. Sem medo. Afinal, quanto mais fácil for para o seu cliente conseguir fazer as compras, melhor é para o seu negócio. E em quantos mais canais você tiver, mais facilmente você será encontrado.

Por fim, o ideal é aproveitar os prós de cada um deles e oferecer uma experiência completa e positiva para o consumidor. E, é claro: garantir as suas vendas!

Então, gostou do nosso material? Já utiliza algum desses canais de venda digital no seu supermercado? Deixe aqui seu comentário e compartilhe conosco como está sendo essa experiência de levar a sua marca para o ambiente virtual.

Jornalista graduada pela PUC-PR. Analista de Marketing com foco em produção de conteúdo estratégico na Mercafacil.

Write A Comment