Author

Daniela Hendler

Browsing

Desde o final de 2019, o varejo vem sentindo uma mudança significativa nas preferências do consumidor. Entre as alterações e novos hábitos, tem crescido a procura pelos mercados de vizinhança. E a pandemia reforçou esse comportamento. A Allis, uma empresa de Field Marketing, tem notado um crescimento de cerca de 20% na busca pelos locais que ficam perto de casa. Ou seja, os mercados de vizinhança e/ou de bairro.

Principais fatores que favorecem o crescimento da procura pelos mercados de vizinhança

Fatores como localização e facilidade de chegar, já que este tipo de estabelecimento costuma estar próximo da residência, compras de itens pontuais e agilidade, têm levado os consumidores a procurarem por esse tipo de estabelecimento.

Com a pandemia, o movimento continuou e a procura pelos mercados de vizinhança foi reforçada pelo pensamento de ajudar os empreendedores e varejistas menores, contribuir com o comércio local, além da chance de encontrar lojas mais vazias, com menor aglomeração.

“Já estávamos sentindo uma movimentação dos consumidores para os mercados de vizinhança desde 2019. E no ano passado aumentou significativamente, também por conta da pandemia”, comenta André Romero, diretor da Allis, e especialista em construção de marca no ponto de venda. 

O profissional ainda reforça que “o movimento está sendo impactado pela mudança no jeito de comprar, afinal, o consumidor procura mais agilidade e praticidade. E, claro, pela Covid-19, já que as pessoas optaram por lojas mais vazias para fazer suas compras e passaram a ficar mais tempo em casa, consumindo do comércio do próprio bairro”, diz Romero.

– Você também pode se interessar por: Como gerenciar um supermercado de pequeno porte? 

Mercados de bairro tendem a crescer em 2021

Dados da Nielsen sobre os novos hábitos dos consumidores mostram que há uma tendência no crescimento desses estabelecimentos, em 2021. Em pesquisa realizada no ano passado, 33,4% dos entrevistados afirmam que vão manter a redução de visitas aos estabelecimentos comerciais, como supermercados. 

Além disso, um em cada quatro consumidores revela a intenção de seguir privilegiando as compras nas lojas perto de casa. Ademais, 16,9% afirmam que vão manter a despensa abastecida. 

Com um cenário ainda incerto quanto à retomada total das atividades nas cidades, atreladas às dúvidas e o processo da vacinação, muitos consumidores ainda serão cuidadosos sobre voltar a frequentar locais como bares e restaurantes: 17,1% dizem que passarão a ir menos nesses ambientes. Assim, a alternativa é abastecer a casa. Pois, pelo visto, o isolamento social ainda deve se prolongar por mais um tempo pelos municípios brasileiros.

O fato pode ser positivo para varejistas menores, que não pertencem às grandes redes, e são conhecidos como mercados de vizinhança ou lojas de bairro. Esses negócios podem aproveitar o momento para crescer e aumentar a vendas. 

Dados da GFK Brasil revelam que 37,9% dos donos de pequenos estabelecimentos disseram ter feito mudanças no mix de produtos nas lojas em 2020. E 11,5% aumentaram a oferta de produtos ligados à pandemia.

Ademais, os hábitos de higiene e limpeza devem ser mantidos. Também, ações como limpar a casa mais vezes deve ser continuado por 25,7% dos entrevistados pela Nielsen. Assim, essa é a oportunidade para os mercados de vizinhança tentarem uma retomada nos resultados. 

Soluções para os mercados de vizinhança

Neste cenário, encontrar soluções completas, tecnológicas, eficientes e práticas para fazer uma melhor gestão dos mercados de vizinhança, pode fazer toda a diferença para o sucesso da loja.

Se o seu negócio deseja adequar-se à essa tendência de crescimento, esse pode ser o momento certo para conhecer a plataforma de Gestão de Clientes da Mercafacil e implementar nossas soluções para o seu supermercado. Fale com um dos nossos consultores e saiba como podemos te ajudar a alavancar seus resultados em pouco tempo.

Saber como arrumar o supermercado pode fazer toda a diferença tanto para a sua loja vender mais quanto para melhorar a experiência de compra dos clientes. 

Afinal, ao mesmo tempo que os shoppers desejam encontrar aquilo que procuram de maneira fácil e prática, também é importante que você saiba a melhor maneira de posicionar os produtos, atraindo mais atenção para aqueles que podem gerar mais lucro para o seu negócio.

Nesse cenário, encontrar um equilíbrio e conhecer boas práticas para arrumar o supermercado é algo que pode trazer resultados quase que imediatos para o seu negócio. Vamos tentar? Acompanhe nossas dicas abaixo! 

4 dicas para arrumar o supermercado com maestria

1. Na entrada da loja, aposte nos produtos mais lucrativos e vá seguindo para os menos lucrativos 

De acordo com Leandro Rosadas, especialista em supermercados, essa é uma tática muito importante para arrumar o supermercado e evidenciar mais os produtos que trazem mais lucro para o seu negócio. Ele oferece um exemplo:

“Se eu for arrumar os ketchups na loja, vou começar com os mais caros na entrada da loja para o fundo da loja indo para os mais baratos”

Leandro Rosadas, especialista em Supermercados

Ou seja: em uma prateleira que esteja virada para a entrada da loja devem estar primeiramente os produtos mais caros, seguidos pelos mais baratos.

2. Saber em qual altura posicionar os produtos é extremamente importante na hora de arrumar o supermercado

Os produtos nas gôndolas devem ser posicionados em alturas estratégicas. Para você compreender melhor: 

Acima da cabeça

Produtos de menor visibilidade. Ou seja, ideal para colocar mercadorias de menor interesse dos consumidores e do seu varejo.

Altura dos olhos

Também conhecido como “área nobre”, é o local em que ficarão posicionados os produtos com melhor margem de lucro para o seu varejo. Ou seja, os mais caros. Como o campo de visão dos clientes atinge diretamente este nível, as compras por impulso são maiores. Aproveite esse conhecimento e coloque essa dica em prática! 

Linha da cintura

Apesar de não ser a “área nobre”, também é muito vista pelos consumidores. Aproveite para colocar aqui os produtos de grande procura, mas que tenham um valor um pouco mais baixo que os da “altura dos olhos”.

Abaixo da cintura

Essa altura já não está mais no campo de visão dos clientes. Por isso, aqui você deve posicionar as mercadorias mais baratas e que fazem sucesso com os consumidores. Assim, mesmo que os produtos não estejam tão “visivelmente” posicionados e não sejam visualizados em uma primeira olhada rápida, os shoppers tendem a procurá-los e achá-los da mesma maneira. Afinal, são produtos essenciais ou mais baratos. 

Chão

Ao arrumar o supermercado, reserve a área do chão apenas para os produtos pesados. Assim, serão evitados possíveis acidentes.

Dica extra: atenção ao público-alvo dos produtos! 

Na hora de arrumar o supermercado e posicionar as mercadorias nas prateleiras, lembre-se quem é o público-alvo daquele produto. 

Por exemplo: produtos que chamam a atenção das crianças devem ser colocados na altura de visão delas, e não dos adultos. Assim sendo, posicione essas mercadorias de forma estratégica, ideal para atrair o olhar e a atenção dos pequenos.

3. Ao arrumar o supermercado, dê atenção aos pontos extras de venda

Além de arrumar as prateleiras e gôndolas “tradicionais”, saber como utilizar os pontos extras do seu supermercado é muito importante.

Explicando de maneira breve, os pontos extras são aqueles que acomodam os produtos fora da sua seção “tradicional”. Ou seja, locais em que as mercadorias ficam expostas além da gôndola voltada para itens daquela natureza. 

Por exemplo, com a chegada do coronavírus, diversos supermercados passaram a posicionar o álcool em gel em pontos extras. Ele podia, sim, ser encontrado na seção de limpeza. Porém, também passou a ser visto em outras sessões.

O supermercado pode ter diversos pontos extra valiosos. Dentre eles, destaque para: 

  • Ilhas promocionais;
  • Ponta de gôndola;
  • Frente de caixa (ou check stand);
  • Clip strip.

Saber como usá-los de maneira inteligente pode fazer toda a diferença na hora de arrumar o supermercado. Isso porque os pontos extra, quando bem montados, são excelentes estratégias para:

  • Aumentar o ticket médio das compras;
  • Vender produtos que estavam parados;
  • Apresentar produtos que são novidade;
  • Atrair mais atenção para alguma mercadoria específica, entre outros.

Ps: sabendo da importância desses pontos extras para os varejistas, nós já preparamos um material completo sobre o assunto. Confira 4 formas de explorar os pontos extras em supermercados e aumente a lucratividade da sua loja.

4. Conheça muito bem o seu cliente!

Todas as dicas que citamos acima ganham ainda mais valor quando você conhece o seu cliente. E por “conhecer o seu cliente” nós estamos querendo dizer: conhecê-lo por meio de dados concretos e metrificáveis.

Por exemplo, ao citar que você deve colocar “na linha da cintura os produtos de grande procura”, é essencial que você saiba quais são esses produtos, certo? E, para isso, é preciso conhecer os hábitos e o comportamento de compra dos seus consumidores. Esse é apenas um exemplo, mas conhecer o seu cliente é algo que tornará toda e qualquer estratégia de venda mais poderosa, assertiva e lucrativa para o seu negócio.

Neste cenário, fazer uma Gestão de Clientes eficiente é a melhor saída para o seu supermercado. Afinal, é com esse conhecimento que você saberá quais são os produtos mais adequados para serem colocados nas posições estratégicas da sua loja, e, assim, terem uma saída melhor. 

Pronto para  arrumar o supermercado de maneira vencedora? 

Com essas dicas você está mais do que preparado para arrumar o supermercado, melhorar a experiência do cliente e aumentar suas vendas. Tenha sempre em mente que ele é o maior ativo da sua empresa e deve ser o foco das suas estratégias. 

Quer saber mais sobre como colocar em prática as nossas sugestões? Então converse com um dos nossos especialistas e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão!

Sempre falamos muito sobre a importância de focar na experiência do cliente para garantir o sucesso do seu supermercado. Seja durante as compras no PDV, no contato via redes sociais, telefone, e-mail ou demais canais, o foco é sempre garantir que o seu cliente fique satisfeito após qualquer forma de interação com o seu varejo.

Dessa forma, cabe a você compreender o que o seu consumidor atual busca e, é claro, encontrar formas de surpreendê-lo. É hora de garantir que a experiência dele com o seu varejo seja sempre a melhor possível. Mas afinal, como fazer isso? 

Para te ajudar nessa missão, preparamos 5 dicas que vão te auxiliar a melhorar a experiência do cliente com o seu supermercado. Acompanhe, anote e aproveite para colocar nossas sugestões em prática o quanto antes!

5 dicas para melhorar a experiência do cliente no seu varejo

1. Conhecer e compreender o seu cliente 

Com certeza, entender o comportamento do seu cliente é o primeiro passo para garantir uma boa experiência no varejo. Afinal, se você não sabe quais são os desejos do consumidor ao fazer uma compra, as chances de você oferecer os “produtos errados” ou focar nos “shoppers errados” é grande.

Nesse cenário, algo que se mostra altamente eficiente para entender os hábitos do consumidor e melhorar a experiência do cliente é ter acesso aos dados deles. Ou seja, não focar em achismos, mas sim em dados concretos.

É importante que o seu supermercado conheça quem são os seus clientes. Colete os dados deles e, então, trate essas informações de maneira adequada, transformando-as em métricas e, então, em ações vencedoras.

Ademais, é esse cuidado que faz com que o seu varejo entregue a oferta certa, na hora certa, para o cliente certo, pelo melhor canal. Essa atenção torna a experiência do cliente positiva, aumenta as chances de fidelização e de satisfação desse consumidor.

Ps: se você já utiliza a ferramenta da Mercafacil, sabe que nela você encontra tudo o que precisa para coletar os dados dos clientes e, então, transformá-los em ações vencedoras. Porém, se você ainda não conhece a nossa plataforma, esse é o momento ideal para saber como ela pode mudar o seu varejo para melhor.

2. Equipe interna engajada

Ter uma equipe interna engajada é de extrema importância para uma boa experiência do cliente. Afinal, é com os colaboradores que o cliente irá ter contato durante a compra – novamente, seja ela virtual ou presencial. Por isso, é essencial que todo o time vista a camisa e entenda a importância de cada cliente para o seu varejo. 

Neste cenário, não hesite em:

  • Fazer campanhas internas para motivar a equipe;
  • Promover treinamentos contínuos e constantes no seu supermercado, garantindo que isso faça parte da cultura da sua empresa;
  • Manter o time sempre por dentro e novidades, ações e campanhas do seu varejo;
  • Abrir espaço para ouvir sugestões dos colaboradores. Quem sabe, eles podem ter excelentes ideias para ações com os clientes. Afinal, como dissemos acima, são eles quem têm contato direto com o público. 

3. Personalização é a chave para uma melhor experiência do cliente

A personalização é um fator surpresa que pode melhorar – e muito! – a experiência do cliente no varejo. Ela é ideal para mostrar que cada consumidor é importante para a sua loja e representa um cuidado extra do seu negócio. 

Sendo importante para a conquista e fidelização dos shoppers, a personalização está diretamente relacionada com o valor dos dados, já citado no primeiro tópico.

Ou seja, reforça a importância de você conhecer o cliente com base no seu histórico de compras e hábitos anteriores e, a partir disso, desenvolver estratégias eficazes de comunicação.

Quando bem feitas, essas ações podem se espalhar rapidamente de boca em boca e nas redes sociais dos compradores. Elas auxiliam a tornar os seus clientes em propagadores da marca, atraindo novos consumidores para o seu negócio.

4. Tecnologia, facilidade e agilidade 

Entenda que a tecnologia é a maior aliada do seu supermercado. De acordo com um estudo da High Tech Retail:

  • 80% dos consumidores valorizam mais as lojas que utilizam tecnologia;
  • 76% dos entrevistados compram mais das marcas que investem em inovações tecnológicas.

Assim sendo, quando bem utilizada, ela pode melhorar de forma exponencial a experiência do cliente no seu varejo. Neste cenário estamos falando de soluções relacionadas a: 

  • Facilidade na hora de pagamento – desde oferecer diversas formas de pagamento até buscar opções como o self checkout e o Pix no seu supermercado;
  • Entregar soluções que facilitem a vida do seu cliente, como, por exemplo, a opção de ele comprar online com frete grátis e agendar a entrega;
  • Utilizar uma ferramenta de Gestão de Clientes (conforme citamos acima) que permite que você conheça muito bem o seu público e saiba o que ofertar para cada cliente.

Tenha sempre em mente que o foco do seu negócio é tornar a vida do seu cliente mais fácil. Por isso, coloque-se no lugar dele e busque soluções que você gostaria de encontrar no mercado. Ademais, sempre tome decisões baseadas em dados e não em achismos, assim será mais fácil para controlar os resultados do seu supermercado. 

5. Para melhorar a experiência do cliente, faça um pós-venda bem feito

Por fim, lembre-se de que a venda não termina no momento em que o cliente faz a compra. Essa é apenas mais uma etapa do relacionamento que existe entre vocês. Por isso é essencial fazer um pós-venda bem feito.

E como você pode fazer isso? Existem algumas ações de pós-venda que ajudam a melhorar a experiência do cliente e, ainda, podem ser valiosas para o seu varejo. Por exemplo:

  • Realizar pesquisas de satisfação. Isso mostra para o seu consumidor que você se importa com ele e, ao mesmo tempo, descobre o que pode ser melhorado no seu supermercado.
  • Criar programas de fidelidade. Assim como a sugestão acima, é mais uma maneira de trazer benefícios para o seu cliente fiel e, também, para o seu negócio. 
  • Ter canais de comunicação sempre abertos. É importante que o shopper saiba que pode entrar em contato com a sua marca caso seja necessário. E que isso poderá ser feito de maneira prática, ágil e sem maiores burocracias.

Pronto para melhorar a experiência do cliente no seu varejo? 

Com essas dicas você está mais do que preparado para melhorar a experiência do cliente no seu varejo. Tenha sempre em mente que ele é o maior ativo da sua empresa e deve ser o foco das suas estratégias. 
Quer saber mais sobre como colocar em prática as nossas sugestões? Então converse com um dos nossos especialistas e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão!

Os hábitos de consumo do shopper vem mudando há algum tempo e, com isso, é essencial que o promotor de vendas acompanhe essas alterações.

O consumidor está sinalizando constantemente que alterou seus padrões e preferências. Ele está ainda mais exigente, analítico e seletivo. Muitos são aspectos levados em consideração na hora das compras. A decisão não é mais pautada somente no preço ou qualidade. 

O atendimento, as soluções que o produto traz para a vida do consumidor, as facilidades oferecidas, além da experiência com o produto ou serviço, tudo isso se tornou decisivo para compra, e com isso o ponto de venda, vêm ganhando muita relevância. 

Nesse cenário, aliado às facilidades de compras online e ao redirecionamento que o marketing tem feito em merchandising, a figura do promotor de vendas também precisou se reinventar e passou a ser ainda mais relevante no trade. 

Mas o que realmente mudou? Ademais, qual o papel do promotor de vendas no cenário atual do varejo? Acompanhe e confira! 

O importante papel do promotor de vendas no varejo 

O processo de mudança do papel do promotor de vendas no PDV, que já vinha acontecendo há algum tempo, foi acelerado por conta da pandemia da Covid-19. Uma vez que, com o distanciamento, a necessidade de fazer compras rápidas e a preocupação com questões de segurança e higiene, também fizeram o consumidor mudar seu comportamento de compra.  

O promotor de vendas continua sendo uma figura central na ponte entre as marcas e o consumidor. E o PDV é o lugar no qual 72% da decisão de conversão acontece. 

Todas essas mudanças exigiram atualizações do trade e dos profissionais que atuam no varejo. Com isso, as novas ações do promotor de venda passam a ter um papel muito mais estratégico nos estabelecimentos. 

Esse profissional passou a atuar ainda mais na linha de frente. Afinal, o shopper, que comia em restaurantes, saía para jantar e deixava as crianças na escola, passou a ficar dentro de casa e começou a consumir mais no lar. Inclusive, com a compra e procura por novos itens.

Isso faz com que o promotor de vendas se torne o principal link entre o shopper e a indústria. Desde o ponto de vista de produto, necessidades de novas soluções ou até a melhor forma de expor e comunicar o produto no ponto de venda.

O promotor de vendas absorveu novas demandas no supermercado 

Um outro aspecto relevante é que, estando em casa, muitas pessoas adotaram o modelo ‘Do it yourself’, ou em português, faça você mesmo. Isso ocorreu em várias categorias, desde alimentação, já que muita gente passou a cozinhar no período, até limpeza do lar, autocuidado, jardinagem, entre outros exemplos. 

Surgiu uma nova demanda nos estabelecimentos. E o promotor de vendas, que é o profissional que abastece os supermercados, precisou observar e absorver as necessidades do shopper. Ou seja, compreender os novos hábitos de consumo e entender de que maneira ele pode facilitar a jornada do cliente no PDV. 

Muito além de fazer a reposição, demonstração e de analisar os itens que tem mais saída, onde tem mais saída, o promotor de vendas também é responsável por promover o cross merchandising de produtos

É esse profissional – junto ao gerente de loja – que pensa e cria ambientes ‘temáticos’. Por exemplo, ter um local específico para itens de café da manhã ou para o churrasco, a fim de deixar o momento de compras mais ágil.  

O desenvolvimento de novas habilidades faz parte da rotina

Ademais, as circunstâncias exigiram uma habilidade nova. A de olhar de forma mais ampla, com uma visão 360 graus. É papel do promotor fazer uma análise detalhada da concorrência, coletar dados estratégicos e fundamentais para a indústria. 

Mas o promotor não atua sozinho. 

Junto dele há uma equipe de planejamento, de Business Intelligence, que possui ferramentas adequadas e um time atento às inovações e tendências do mercado. Somente assim, e com todos os envolvidos alinhados, é possível tomar decisões rápidas e assertivas. 

*Artigo produzido por Claudirene Matos. A profissional possui 23 anos de experiência no mercado corporativo com atuação diversificada em várias áreas e segmentos. É superintendente de operações de Field Marketing da ALLIS.

Se você quer aumentar as vendas em março, mas não sabe por onde começar, uma excelente dica é conferir quais são as principais datas comemorativas do mês.

Conhecendo elas, você poderá planejar boas ações de vendas e de relacionamento para fazer com que o seu varejo tenha bons resultados no terceiro mês do ano.

E é para te mostrar quais são essas celebrações que nós preparamos este material. Confira, se inspire, e prepare-se para aumentar as vendas em março no seu supermercado!

Principais datas para fazer campanhas e aumentar as vendas em março

08/03 Dia Internacional da Mulher 👩‍🦰

O mês de março já começa com uma excelente data comemorativa para ser aproveitada pelo seu varejo. Estamos falando do Dia Internacional da Mulher.

Essa importante celebração pode ser utilizada para motivar tanto ações de relacionamento quanto de vendas.

Ações de relacionamento para o Dia Internacional da Mulher

Ao falar das ações de relacionamento, valem tanto as ações internas – ou seja, para as colaboradoras da sua loja, – quanto as externas – para clientes, fornecedores, parceiros, entre outros.

Além de fazer postagens nas redes sociais parabenizando as mulheres pelo seu dia, apostar em ações que coloquem a mulher em destaque podem fazer toda a diferença.

Inclusive, que tal promover bate-papos com temas relacionados à assuntos que estão em alta nas discussões ligadas às mulheres? Algumas sugestões são: mercado de trabalho, igualdade de gênero, mulheres na liderança, combate ao assédio e empreendedorismo.

Esses bate-papos podem ser feitos para o seu time, motivando as colaboradoras, ou via redes sociais, convidando os seguidores para interagirem com a sua marca. Tratar o Dia Internacional da Mulher como algo além do clichê pode fazer com que o seu supermercado destaque-se dos demais. 

Também, você pode criar uma segmentação das mulheres cadastradas na sua base de clientes e enviar para elas um SMS as parabenizando pelo seu dia. Que tal? Esse tipo de ação humaniza sua marca, pois mostra que você se importa com os clientes.

Ações de venda para o Dia Internacional da Mulher

Já sobre as ações de venda, você pode criar campanhas exclusivas para mulheres. Uma sugestão é enviar uma SMS para aquelas que são cadastradas no seu Clube de Descontos com um conteúdo do tipo: “Feliz dia da mulher! Apresente esse SMS no caixa e ganhe 10% de desconto na sua compra de hoje”.

Também, a data merece um encarte especial e, ainda, a criação de kits que possam estimular o ticket médio. Os produtos que serão colocados em oferta e/ou nos kits variam muito de acordo com cada supermercado. Porém, alguns que podem fazer sucesso são:

  • Chocolates;
  • Vinhos e cervejas;
  • Flores;
  • Produtos relacionados com cuidados estéticos – cremes, shampoos e condicionadores, entre outros. 

Sugestões de ações não faltam. O importante é escolher aquela que melhor se encaixa com a necessidade da sua loja nesse momento. 

Inclusive, essa data pode trazer resultados tão positivos para a sua loja que nós já preparamos um texto exclusivo sobre ela. Confira 7 ideias para a sua loja acertar em cheio no Dia da Mulher

15/03 Dia Mundial do Consumidor 🛒

Outra dica para aumentar as vendas em março é apostar em campanhas especiais do Dia Mundial do Consumidor. Ideal para estreitar o relacionamento com o seu cliente, a data é uma chance para você utilizar os diversos canais de comunicação da sua loja para mandar uma mensagem especial aos consumidores e agradecê-los.

Além de postar em suas redes sociais, uma ação simples, mas que pode gerar muita simpatia com os clientes, é apostar em um SMS de agradecimento. Algo como: 

“Parabéns pelo dia mundial do consumidor! Obrigado por escolher o supermercado X no seu dia a dia.”

Além das ações de relacionamento, também é possível pensar em um dia de ofertas imperdíveis para o cliente. Como em 2021 a data cai numa segunda-feira, você pode planejar promoções que vão de segunda até quarta, por exemplo. Essa é uma forma de movimentar a loja em dias que não costumam ter muito movimento e, também, movimentar estoque parado. 

Para saber mais sobre boas ações para aumentar as suas vendas nesse dia, acesse:Dia do Consumidor: porque apostar em ações no período, e inspire-se! 

20/03 Início do outono 🍁

Pode não parecer, mas a chegada do outono também pode fazer parte da sua estratégia para aumentar as vendas em março.

A chegada de uma nova estação mexe com os alimentos da época e pode gerar novas oportunidades para a sua loja. No setor de FLV, por exemplo, as frutas como o kiwi e o maracujá, assim como a beterraba e a berinjela ganham espaço. 

Que tal fazer postagens nas suas redes sociais com receitas que incluam esses alimentos e/ou conteúdos que falem mais sobre os benefícios que eles promovem para a saúde? Essas postagens educativas são excelentes para fazer com que a sua marca seja bem-vista pelos seguidores na internet. 

Além do FLV, outros setores que podem ajudar a aquecer as suas vendas nesse período são os que envolvem bebidas quentes, bomboniere e mercearia. 

Ps: se você já utiliza a plataforma Mercafacil, que tal segmentar os clientes que consumiram algum item desses setores nos últimos 60 dias e enviar para eles ofertas segmentadas?

22/03 Dia Mundial da Água 💦

Mostrar as causas que sua marca defende é um ótimo jeito de aproximar as pessoas e aumentar a simpatia dos clientes. E o Dia Mundial da Água pode ser uma forma de colocar em prática essa estratégia.

Além de fazer postagens nas redes sociais sobre a data, você também pode criar uma série de conteúdos que tragam dicas de economia de água ou, até mesmo, que falem sobre a importância e os benefícios da água para o ser humano.

Ademais, também pode ser o momento para desenvolver ações de conscientização no seu PDV, reforçando a importância do uso consciente da água – tanto para os clientes quanto para os colaboradores. Cartazes e adesivos de chão que lembrem da importância dessa conscientização podem fazer parte da campanha.

Seja quais forem as campanhas escolhidas, o importante é mostrar que a sua marca se posiciona e se importa em conscientizar os seus colaboradores e clientes.

25/03 Dia Nacional do Orgulho Gay 🌈

O Dia Nacional do Orgulho Gay é mais uma importante data para o seu supermercado se posicionar e mostrar aos consumidores que toma partido e luta contra o preconceito e a homofobia.

Uma boa dica é utilizar as suas redes sociais para reforçar que o seu varejo não é lugar para preconceito e que todos devem ser sempre tratados com igualdade e respeito.

26/03 Dia do Cacau 🍫

Outra excelente data para aumentar as vendas em março é o Dia do Cacau. E, é claro que ele envolve as vendas de chocolates. Afinal, eles são os produtos mais populares derivados do cacau.

Assim sendo, que tal utilizar a sua plataforma de gestão de clientes e segmentar os clientes que compraram chocolates nos últimos 90 dias? Você pode criar um encarte com os  produtos mais consumidos e enviar para esses clientes.

Também, a data é uma oportunidade para aumentar o ticket médio da sua loja. Basta ofertar chocolates que possuem um preço mais elevado por um valor um pouco mais acessível. 

Ademais, outra forma de aumentar o ticket médio é criar kits com chocolates variados e/ou com outros produtos que costumam ser vendidos em conjunto com eles, como bebidas e algumas frutas. 

31/03 Dia da Saúde e Nutrição 🍎

Além de ajudar a aumentar as vendas em março, o Dia da Saúde e Nutrição é excelente para promover os cuidados com a saúde e a alimentação saudável. 

Assim sendo, você pode focar em ofertas de hortifruti, e se quiser ir além, pode investir em promoções de produtos fit, sem glúten e sem lactose.

Dica extra: você pode filtrar por usuários que consumiram esses produtos fit nos últimos 60 dias e enviar via SMS um encarte especial para esses consumidores com a plataforma da Mercafacil. 

Além disso, é possível convidar um nutricionista para dar dicas sobre alimentação saudável nas suas redes sociais, promovendo mais conhecimento para os seus clientes. 

Pronto para aumentar as vendas em março ?

Dessa forma, com todas essas dicas, o seu supermercado está, com certeza, mais preparado para aumentar as vendas em março, certo?

Ah, quer saber quais são as principais datas comemorativas de todos os meses do ano? Então baixe agora mesmo, gratuitamente, o nosso Calendário Promocional para 2021.

Com ele, além de vender mais em março, você poderá alavancar seu faturamento durante os 365 dias do ano!

Ademais, se você tem dúvidas sobre como aplicar nossas sugestões de ações na sua loja, entre em contato conosco e conheça as nossas soluções personalizadas para o seu negócio.

Se você ainda não tem o seu calendário promocional no varejo, acredite: passou da hora de planejar isso com urgência e o quanto isso. Dizemos isso porque o calendário pode ser um excelente aliado na hora de te ajudar a guiar as principais ações da sua loja durante o ano.

Também, ele evita que você possa esquecer alguma data importante e facilita a visualização daquelas celebrações que pedem por um planejamento bem antecipado – como a Black Friday, por exemplo.

Ademais, ao ter o seu calendário promocional no varejo, você terá maiores chances de criar campanhas com mais calma, assertividade, criatividade e que tragam melhores resultados. Afinal, ele permite que você identifique as maiores oportunidades do ano para vender mais na sua loja e, também, aproximar o relacionamento com seus clientes.

Para te mostrar um pouco mais sobre a importância de seguir o calendário promocional no varejo, preparamos este post. Acompanhe!

Ps: se você ainda não está convencido de criar o seu próprio calendário promocional no varejo, confira 5 motivos para você criar um calendário promocional na sua loja.

Entendendo o funcionamento do calendário promocional no varejo

Ideal para guiar as suas ações, o calendário promocional no varejo pode ser dividido de algumas formas para facilitar o planejamento da sua loja.

Dessa forma, a nossa dica é: debruce-se no calendário anual e anote quais são as principais datas do comércio que acontecerão durante o ano. Depois, vá preenchendo demais celebrações de acordo com o que considerar relevante para o seu supermercado. Para te ajudar a compreender melhor, separamos algumas sugestões: 

1. Principais datas do comércio 

Claramente, a primeira dica para você seguir o calendário promocional no varejo é anotar quais são as principais datas que movimentam o comércio ao longo do ano. Dia das mães, Natal, Black Friday, Páscoa, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Ano Novo, Carnaval, etc.

A importância de ter o conhecimento dessas celebrações com antecedência é que se torna mais fácil desenvolver melhores ações para o seu supermercado. 

Há a possibilidade de fazer melhores negociações com fornecedores, preparar campanhas mais assertivas, criativas e que funcionam por diversos canais, produzir materiais mais completos, entre outros. 

2. Datas mensais secundárias

Após visualizar quais são as principais datas anuais do calendário, é hora de ver, mês a mês, quais são outras celebrações que podem trazer bons frutos para a sua loja. 

E acredite: todo mês traz datas comemorativas que não só podem, como devem, ser aproveitadas pelo seu supermercado.

Aqui, estamos falando tanto de datas que podem aquecer as vendas quanto daquelas que são ótimas para promover a conscientização dos seus colaboradores e clientes. Nesse segundo exemplo, enquadram-se as seguintes campanhas:

  • Setembro Amarelo, Outubro Rosa e Novembro Azul. Ações que duram o mês inteiro e trazem à tona a importância dos cuidados com a saúde.

Já sobre as datas comemorativas para aquecer as vendas, você pode baixar, gratuitamente, o nosso Calendário Promocional para 2021. Nele, você visualiza as principais celebrações dos meses e, também, sugestões de ações para cada uma dessas festas.

3. Setores a serem explorados a cada dia da semana 

Além das datas comemorativas, outra dica que você pode anotar no seu calendário promocional no varejo são os dias da semana que serão dedicados para cada setor da sua loja. Por exemplo:

  • A segunda da limpeza;
  • A terça do FLV;
  • A quarta da padaria;
  • A quinta do açougue;
  • A sexta do petshop, entre outros!

Ao decidir de antemão quais dias da semana serão dedicados para cada departamento, você pode produzir materiais dessas campanhas com antecedência. E, é claro, divulgá-los para os seus clientes. 

Dessa forma, essas informações poderão ser memorizadas de forma natural pelos seus consumidores. Ademais, além de eles saberem que “nas terças-feiras o setor de FLV do supermercado X estará em promoção”, eles poderão programar-se melhor para fazer as compras neste dia da semana para aproveitar os descontos que mais fazem sentido para eles. 

Ou seja, fazendo um bom planejamento, todos saem ganhando:

  • O supermercado: pois consegue melhores negociações com os fornecedores, criar campanhas com antecedência e mais assertividade, etc;
  • Os clientes: pois podem planejar-se para fazer as compras no dia da semana em que aqueles produtos que buscam estarão com melhores preços.

4. Possíveis ações extras que possam surgir de maneira inesperada

Por fim, mesmo tendo todo o seu calendário promocional no varejo programado, também é importante ficar atento às oportunidades únicas que podem surgir. 

Assim sendo, se todas as demais campanhas estiverem “nos trilhos”, você terá maiores chances de aproveitar ao máximo essas oportunidades. 

Surgiu uma oportunidade de comprar um lote de cerveja com um preço muito abaixo do normal, mas com a data de validade próxima? Talvez seja uma chance única para o seu varejo! Verifique o seu histórico de vendas e, se for positivo, aproveite.

Quando a indústria/fornecedores compreendem que o seu supermercado é organizado, as chances de eles levarem boas oportunidades para o seu varejo são maiores. Por isso, nutra um bom relacionamento com eles e mostre-se disposto a aproveitar essas chances que aparecem de vez em quando. 

No final, você auxilia a indústria, ela auxilia o seu varejo, e os seus clientes encontram produtos com preços bons.

Como criar o meu calendário promocional no varejo? 

Como já dissemos anteriormente, você pode baixar gratuitamente o nosso Calendário Promocional para 2021 para visualizar as principais datas comemorativas de 2021. Assim, em cima deste material, você pode anotar outras celebrações que deseja aproveitar no seu supermercado para garantir que as suas vendas aumentem durante o ano.

Ademais, se você tem dúvidas sobre como colocar em prática as nossas sugestões relacionadas com o calendário promocional, entre em contato conosco e saiba como nossos consultores podem te ajudar a desenvolver campanhas vencedoras para o seu varejo.

O que fazer para garantir que o clube de descontos do seu supermercado seja um sucesso? Os caminhos a serem seguidos são vários. Porém, existe algo comum a todos eles: a importância de contar com o cliente engajado, que se cadastra, utiliza e valoriza o clube de fidelidade do seu varejo.

Por isso, mais do que implementar o clube de descontos e saber como divulgá-lo com maestria, é essencial que você saiba como mantê-lo em alta, sendo sempre lembrado e utilizado pelos seus clientes.

E é para te ajudar nessa missão de ter o cliente engajado no seu clube de descontos que preparamos este material. Acompanhe e veja nossas dicas para você garantir que o seu clube seja um grande diferencial para o seu negócio.

5 dicas para manter o cliente engajado após ele se cadastrar no clube de descontos do seu supermercado

1. Faça uma comunicação visual na loja que destaque as ofertas do clube

É claro que é de extrema importância o seu varejo marcar presença nas redes sociais (falaremos mais disso abaixo!) e em demais canais de comunicação. Porém, para garantir o sucesso do seu clube de descontos, é essencial divulgá-lo na sua loja.

Por isso, aposte em uma comunicação visual clara e chamativa para o seu clube. Coloque placas no estacionamento, nos acessos, na entrada e em corredores estratégicos do seu PDV. 

Ainda, lembre-se de destacar os produtos que estão em promoção com placas do tipo:

 “[nome do produto] R$5,99. Para quem é cliente do Clube [nome do clube], o produto sai por R$4,50”

Dessa forma, você terá mais sucesso para manter o cliente engajado com o seu Clube. Afinal, basta ele chegar no seu PDV que ele lembrará dos grandes benefícios em ser cliente do seu varejo.

Também, nos seus encartes, destaque os valores diferenciados para quem é membro do clube e demais benefícios oferecidos pelo seu supermercado.

Ainda, lembre-se de que existem os clientes que não utilizam redes sociais e outras formas de comunicação mais modernas. Para eles, o canal de relacionamento mais relevante é o físico. Ou seja: as placas, encartes e demais sinalizações feitas na sua loja. 

2. Tenha uma equipe engajada – e que compreenda a importância de  pedir o CPF/identificação dos clientes

Outra forma de manter o seu cliente engajado com o clube de descontos é contar com uma equipe bem treinada, proativa e que entenda muito bem o funcionamento do seu clube.

Os profissionais devem ficar atentos e estar dispostos a ajudar o cliente. Se ele chegar até o PDV buscando por um produto que viu nas redes sociais e, por um acaso, não encontrar na loja, é de bom tom que existam profissionais dispostos a auxiliá-lo.

Neste cenário, destaque para o bom atendimento, que faz toda a diferença para a sua marca. O profissional proativo poderá:

  • Mostrar onde está o produto – caso ele esteja nas gôndolas e o cliente não tenha encontrado;
  • Verificar se a mercadoria está em estoque – caso esteja, basta trazer. Mas, mais do que isso, fazer sugestões de compras casadas com outros produtos. Caso não tenha o item em estoque, o atendente deve dizer que a sua loja buscará resolver isso o quanto antes. Porém, enquanto isso, ele pode fazer outras sugestões de compras para o cliente. Por exemplo, sugerir a compra de marcas semelhantes àquele produto.

Seja qual for a abordagem, ela deve ser positiva. E, é claro, para manter o cliente engajado no seu clube de descontos, o atendente deve sempre perguntar se o cliente já faz parte do clube.

Se a resposta for sim: lembre-se de anotar o CPF e identificação dele. E, caso não, talvez agora, com todo esse atendimento impecável, ele irá se cadastrar.

3. Para manter o cliente engajado, faça sorteios exclusivos do clube de descontos

Outra dica para você manter o seu cliente engajado no clube de descontos é fazendo sorteios e campanhas exclusivas para eles. Assim, eles lembrarão que, além de:

  • Comprarem produtos por um preço mais baixo;
  • Receberem ofertas exclusivas e assertivas;
  • Estarem sempre por dentro das novidades do seu supermercado…

Ao fazer parte do clube de descontos, eles também têm acesso a outros benefícios exclusivos. Assim sendo, é possível fazer: 

  • Sorteios semanais, quinzenais ou mensais de menor valor – como kits ou vale-compras
  • Sorteios com premiações maiores, que normalmente fazem muito sucesso em datas especiais. Que tal aproveitar o supermercado, o Dia do Cliente, entre outras celebrações para esses sorteios?

Sempre lembrando, é claro, que esses sorteios são exclusivos para os clientes que fazem parte do seu clube de descontos. 

Ps: inclusive, se você está em busca de saber quais são todas as datas comemorativas do ano para fazer um bom planejamento do seu supermercado, baixe agora mesmo o nosso Calendário Promocional gratuito e não deixe nenhuma data passar em branco! 

4. Selecione produtos específicos para fazerem parte das promoções diárias (ex: segunda da limpeza, terça da feira, entre outros)

É comum que os supermercados façam promoções de setores durante os dias da semana. Temos a segunda da limpeza, a terça da feira, a quarta do açougue, e assim por diante.

Para manter o cliente engajado com o seu clube de descontos, aproveite essas promoções de dias da semana e traga condições ainda melhores para ele.

Para isso, além de selecionar com cuidado os produtos que farão parte das promoções para o “público geral”, também dê atenção para mercadorias que terão ofertas exclusivas para os clientes do clube.

Essa ação, por ser contínua e constante, ajudará a manter o cliente por perto e engajado com o clube de fidelidade do seu supermercado. 

5. Explore os canais de comunicação variados para manter o cliente engajado

Por último, mas não menos importante, para manter o cliente engajado com o seu clube de descontos é muito importante que você utilize os canais de comunicação diversos a seu favor. Estamos falando dos:

  • Canais de comunicação direta: WhatsApp, SMS, e-mail, notificação push, chatbot;
  • Meios de comunicação virtuais “gerais”: redes sociais, site, hotsite;
  • Comunicação na loja: além dos encartes e placas, você também pode utilizar carro de som e rádio interna. 

Utilizando bem todos esses canais de comunicação e divulgação, você terá mais chances de garantir que as vantagens e benefícios do seu clube de descontos estejam sempre vivos na cabeça do seu cliente.

É hora de ter o seu cliente engajado com o clube de descontos! 

Pois bem, gostou das nossas dicas para garantir que o seu cliente permaneça engajado com o clube de descontos após o cadastro? Acreditamos que essas sugestões poderão trazer bons frutos para o seu negócio!

E claro, se você estiver em busca de implementar o seu clube de descontos ou, se você já tem o seu clube, mas deseja alavancá-lo de vez, entre em contato conosco e conheça nossas soluções personalizadas para o seu varejo.

Está com dúvidas e/ou dificuldades para divulgar o chatbot do seu supermercado? A ferramenta não está tendo todo o engajamento esperado pelos clientes da sua loja? Ou ainda… Até está satisfeito com a utilização do chatbot, mas, de qualquer forma, deseja melhorar os seus resultados e aproveitar ao máximo todas as funcionalidades da ferramenta?

Então acompanhe o nosso texto e confira boas dicas práticas para você ter sucesso nessa missão!

Ps: já falamos anteriormente sobre como o chatbot pode contribuir no relacionamento com o seu consumidor. Também, nesse mesmo texto, explicamos um pouco mais sobre o que é o chatbot e quais as vantagens de implementá-lo na sua loja.

Hoje, nosso objetivo é outro. Queremos te mostrar boas maneiras de divulgar o chatbot do seu varejo. A ideia é permitir que ele seja um excelente aliado na estratégia de relacionamento e marketing da sua empresa. E, é claro, traga bons resultados para o seu negócio.

Antes de divulgar o chatbot, entenda o que ele representa para o seu varejo 

Comunicação ágil, facilitada, assertiva, com disponibilidade 24/7 e que promove uma experiência positiva para os clientes. Essas são apenas algumas características encontradas no chatbot, uma tendência tecnológica que ganha cada vez mais espaço e que veio para ficar. 

Só para se ter uma ideia, após a chegada da pandemia, alguns setores registraram um aumento de até 300% na operação por chatbot. Essa alta foi observada em mais de 20 países, inclusive o Brasil.

Entenda que ter um chatbot do seu supermercado significa:

  • Solucionar dúvidas de clientes em questões de segundos a qualquer hora do dia;
  • Enviar encartes e promoções no momento em que o cliente desejar;
  • Ter um canal de avaliações e pesquisa para saber o grau de satisfação do cliente, e muito mais. 

Tudo isso sem que seja necessária a intervenção humana naquele momento. Ou seja, apenas com automações bem feitas.

Pois então, se você já compreendeu todas essas vantagens de ter o seu próprio chatbot e apostou nessa tendência, é hora de saber como divulgá-lo. Afinal, somente assim os clientes saberão que podem comunicar-se com a sua marca por este canal.  

Como divulgar o chatbot do meu varejo? 

1. Faça campanhas de divulgação

O primeiro passo para divulgar o chatbot do seu negócio é… torná-lo conhecido. Assim sendo, é muito importante fazer campanhas de divulgação eficientes, pelos canais que você julgar importantes para o seu negócio. Estamos falando de:

  • Canais de divulgação offline, como: encartes, panfletos, jornais, revistas, cartões de visitas, carro de som, rádio interna, entre outros. 
  • Canais de divulgação virtuais/digitais: redes sociais, SMS, e-mail, site, aplicativo, etc.

Além disso, você também pode acrescentar cartazes e demais na sua loja que destaquem o chatbot, fazendo com que ele desperte o interesse e a curiosidade dos seus clientes. 

IMPORTANTE: sempre que falar do bot, faça-o com uma explicação clara, curta e objetiva.  Você já entendeu que essa ferramenta veio para tornar a comunicação entre loja e cliente ainda melhor, certo? Pois então, o cliente também deve ter essa mesma ideia.

Por isso, sempre reforce que o chatbot é algo fácil e prático. Também, lembre aos seus clientes que ele é um diferencial que o seu supermercado implementou para mostrar o quanto se importa em:

  • Atender bem os fregueses;
  • Acompanhar as tendências;
  • Tornar a experiência dos consumidores cada vez melhor;
  • Receber avaliações sobre o atendimento – para poder solucionar possíveis problemas de maneira mais rápida e eficiente, e muito mais.

Que tal criar uma postagem educativa nas suas redes sociais sobre isso?

Além disso, você pode enviar essa novidade via SMS para os seus clientes. Ao fim do texto, acrescente o link que direcione para o seu bot e sugira que os consumidores experimentem a ferramenta.

Ps: se você já é cliente Mercafacil e utiliza o chatbot, fale com seu consultor para que ele possa te ajudar a desenvolver uma campanha de divulgação poderosa para essa ferramenta.

2. Tenha um time engajado, que saiba como divulgar o chatbot no PDV 

Além de divulgar o chatbot pelos diversos canais de comunicação, a sua equipe também pode ser uma grande aliada na hora de tornar essa ferramenta mais conhecida pelos clientes.

Por isso, garanta que o seu time saiba sobre o chatbot e fale sobre ele, até mesmo de forma “despretensiosa”, para os clientes. Seja na hora de passar os produtos no caixa ou em demais momentos em que o cliente converse com o colaborador, essa hora pode ser bem aproveitada pelo profissional. 

3. Reforce a existência do chatbot em seus canais de comunicação

As campanhas de divulgação são excelentes para tornar o seu chatbot conhecido. Porém, mais do que isso, é importante reforçar a existência dessa ferramenta com certa frequência em suas redes sociais e demais canais de comunicação.

Por isso, não hesite em fazer, com frequência, postagens que:

  • Mostrem o chatbot em ação. Ps: que tal gravar um vídeo de uma pessoa utilizando o bot em “tempo real”? Confira esse exemplo que já postamos no nosso blog e veja como você também pode fazer isso!
  • Relembrem as funcionalidades da ferramenta de maneira educativa. Por exemplo, “Você sabia que pode receber o nosso encarte a qualquer hora do dia, todos os dias da semana? Basta mandar uma mensagem para o nosso chatbot”
  • Reforcem que o principal motivo que fez com que o seu supermercado investir nessa ferramenta é melhorar a experiência do cliente como um todo. Ele é o foco do seu varejo. “Queremos te atender melhor 24/7, por isso implementamos o chatbot do nosso supermercado”
  • Relembrem que o chatbot é mais do que um canal para tirar dúvidas, mas também um lugar em que o cliente pode fazer uma avaliação sincera sobre o que gosta (ou não) na sua loja. 

Pronto para divulgar o chatbot do seu supermercado com maestria?

Como você pôde perceber, saber como divulgar o chatbot do seu varejo pode fazer toda a diferença para garantir que essa ferramenta seja melhor aproveitada pelos seus clientes e, também, é claro, pela sua marca. E então, está pronto para aproveitar ao máximo essa tecnologia?

Caso você ainda não tenha um chatbot do seu varejo, que tal fazer uma consultoria gratuita com um dos nossos especialistas? Assim, você compreenderá melhor como esta e demais soluções promovidas pela Mercafacil podem levar o seu negócio a outro nível.

Você já deve ter ouvido falar que estamos passando por mudanças no setor supermercadista. E uma dessas grandes mudanças está relacionada com a digitalização do varejo.

Dentre seus pilares, a digitalização do varejo reforça a importância de oferecer experiências positivas para o consumidor tanto na loja física quanto por canais de comunicação e de venda remotos. E provavelmente o fato mais importante que faz com que seja essencial o seu supermercado adaptar-se a essa novidade é:

Não se trata de “escolher modernizar” o seu negócio, mas sim compreender que essa é uma escolha que já foi feita pelo consumidor. E é o seu varejo que deve adaptar-se às novidades e tendências para não ficar para trás. Está pronto? 

Entendendo a digitalização do varejo

O preço das suas mercadorias ainda é importante, sim. Mas não é o fator fundamental para atrair, conquistar, reter e fidelizar os clientes. Afinal, os consumidores atuais buscam por:

  • Praticidade;
  • Conforto; 
  • Imediatismo;
  • Disponibilidade de horário;
  • Segurança;
  • Qualidade (nos produtos e no atendimento),
  • Facilidade na hora de efetuar as compras e de se comunicar com a loja, caso necessário, entre outros. 

Esses são alguns pontos que passaram a ganhar mais relevância para o consumidor atual na hora de ele se relacionar e comprar do seu supermercado. E eles estão diretamente relacionados com a digitalização do varejo. Ou seja, com a sua marca estar presente em diversos canais e, mais do que isso, oferecendo boas soluções em todos eles.

Ademais, essa mudança de comportamento dos consumidores, apesar de ter passado por um aceleramento abrupto, causado devido à pandemia, já era esperada. Ela apenas chegou um pouco antes do “previsto”. Entretanto, os hábitos e preferências de consumo dos consumidores já estavam sendo alterados de forma contínua.

Para ter sucesso na digitalização do varejo considere os seguintes pontos

1. Omnicanalidade e jornada figital

  • Omnicanalidade significa multicanais.
  • Figital nada mais é do que a união das palavras “físico” + “digital”. 

Ou seja, esses dois conceitos andam interligados, reforçando a importância de o seu varejo estar presente em diversos canais, desde as lojas físicas (PDVs) até os remotos e digitais.

Hoje, a jornada de compra do consumidor não é mais linear. Antigamente, o cliente ia até a loja física, fazia suas compras, e ia embora. Atualmente, existe uma integração entre o PDV e os canais digitais, permitindo que o cliente passe por diversos canais em uma mesma compra. Por exemplo:

  • Quando o cliente faz a compra via um canal online, como o whatsapp, aplicativo ou site, mas decide buscar as compras na loja
  • O cliente vai até a loja e escolhe os produtos que ele quer, mas não leva as compras naquele momento, recebendo-as em casa
  • O cliente está no PDV mas, ao mesmo tempo, está utilizando o celular na loja para fazer pesquisas de preço
  • O consumidor pesquisa o preço via encartes digitais e decide o que deseja comprar, mas prefere ir até o seu supermercado para fechar a compra. Entre outros.

Como você pode perceber, a omnicanalidade se torna imprescindível e são várias as possíveis jornadas de compras figital.

Entendendo o comportamento figital na digitalização do varejo 

De acordo com a pesquisa “Varejo em Transformação“, feita pela Deloitte em 2019 (ou seja, ainda antes da pandemia), em 65% das empresas ouvidas, mais da metade dos clientes já apresentavam comportamento figital. Por exemplo, vários deles consultavam preços na internet enquanto estavam na loja física.

Além disso, o estudo também mostrou que as empresas que contavam com mais opções de canais apresentaram aumento nas vendas. Das 24% das empresas que possuíam cinco ou mais destes canais de vendas, 71% registraram aumento na saída dos produtos.

E, se antes da pandemia esses números já eram expressivos, eles aumentaram ainda mais de acordo com as mudanças no comportamento do cliente.

2. Envolvimento de todas as áreas do supermercado 

A digitalização do varejo passa por todas as áreas do seu supermercado.

Podemos citar, primeiramente, o marketing. Ele deve sair da esfera apenas promocional – ou seja, de apenas divulgar encartes e promoções, – para se tornar um marketing personalizado, que crie um relacionamento com o cliente, compreenda e valorize a jornada figital (que citamos anteriormente).

Esse cuidado com o marketing poderá resultar em um aumento no fluxo das lojas físicas e, também, maior reconhecimento e interação via canais digitais. 

O resultado? Seu supermercado passa a ser mais lembrado pelos clientes e, com um trabalho bem feito, é esperado que haja mais faturamento para o seu negócio.

Ademais, esse feito chega até a área de operação e logística, que deve otimizar seus processos para oferecer soluções cada vez mais ágeis e modernas. Entregas mais rápidas, por exemplo.

Além de todos esses cuidados, também é de extrema importância que haja o envolvimento dos profissionais operadores de caixa e demais atendentes. Todos devem estar cientes da mudança no comportamento dos clientes e encontrar boas soluções para tornar a experiência dele com a sua marca a mais positiva possível.

Entende como trazer a digitalização do varejo para o seu negócio é uma espécie de “bola de neve”? Quando uma área passa a compreender essa mudança e levá-la a sério, todas as outras devem seguir a mesma linha. 

3. Foco na experiência do seu cliente 

A digitalização do varejo surgiu como uma consequência das mudanças de hábitos e comportamentos do seu cliente. Por isso, é sempre importante lembrar que o principal foco da estratégia do seu varejo deve ser, sempre,  garantir a melhor experiência para o seu cliente.

E, neste cenário, é muito importante que o seu supermercado conheça, compreenda e saiba como tornar essa experiência do cliente com a sua marca a mais positiva possível. É isso o que fará com que o cliente se torne fiel e, mais do que isso, vire um propagador do seu negócio.

Sabendo disso, uma excelente forma de você efetivamente colocar o seu cliente no foco da sua empresa é utilizar um bom software de Gestão de Clientes. Com ele, você poderá entregar a oferta/mensagem certa, na hora certa, para a pessoa certa, pelo canal ideal.

Está em busca de aderir à digitalização do varejo o quanto antes e de maneira assertiva? Então esse pode ser o momento certo para conhecer a nossa plataforma completa de Gestão de Clientes e implementar nossas soluções para o seu supermercado. 

Fale com um dos nossos consultores e saiba como podemos te ajudar a alavancar seus resultados em pouco tempo. 

O mercado moderno se caracteriza pela especificidade de públicos. Isto é, os segmentos estão cada vez mais nichados e as estratégias de marketing cada vez mais direcionadas para grupos específicos. No entanto, o Marketing de Massa vem na contramão dessa tendência e se destaca justamente pela falta de segmentação. Isso porque essa estratégia foca em chegar no maior número de pessoas.

Por esse motivo, o Marketing de Massa é perfeito para os setores do varejo que atendem o público em geral. 

Continue lendo para entender o que é essa vertente do marketing e como você pode utilizá-la.

O que é Marketing de Massa?

Em tempos digitais, os recursos de divulgação são democráticos e acessíveis. Isso faz com que as empresas enfrentem ainda mais competição pela preferência dos clientes.

O Marketing Direcionado, como o nome já diz, busca segmentar a divulgação para aqueles que têm interesse em certo assunto, excluindo aqueles que não demonstram o mesmo interesse. 

A partir de pesquisas para formar os perfis de comportamento de possíveis clientes, a equipe de marketing estrutura as melhores estratégias e começa a estipular o calendário editorial para redes sociais e site da melhor forma possível.

No Marketing de Massa a lógica é oposta. Aqui, o objetivo é impactar o maior número de pessoas possível, sem levar em consideração conceitos como nicho, persona ou público-alvo.

Ainda que esteja perdendo espaço para o Marketing Direcionado, muitas empresas continuam a apostar nessa estratégia com o objetivo de ganhar maior exposição e, assim, gerar valor para a marca.

Como funciona o Marketing de Massa?

Como frisamos por várias vezes, a ideia é expor a sua marca ao máximo de pessoas, sem nenhum tipo de diferenciação. Sendo assim, ao invés de buscar o local onde pessoas com perfil da empresa navegam, a divulgação é feita em todos os cantos e em maior quantidade.

São utilizados os métodos tradicionais da comunicação de massa. Por exemplo: divulgações por meio de redes sociais populares (neste caso aumentar seguidores no geral é um grande trunfo), emissoras de TV, outdoors, entre outros. 

Normalmente, são empresas novas ou que estão tentando lançar um novo produto no mercado que procuram por essa estratégia. Isso porque ela consiste em  incentivar os clientes a comprar e oferecer incentivos comerciais para que os lojistas renovem seus estoques.

A ideia é valorizar a experiência do consumidor, atender suas demandas e criar anúncios que chamam a atenção dele justamente porque a personalização é deixada de lado.

Como aplicá-lo em seu negócio

Para ter certeza que esta é a melhor estratégia para a sua empresa é importante que sejam feitas pesquisas de mercado.

Isso ajudará a entender de que formas o Marketing de Massa poderá contribuir com a divulgação da sua empresa e com as metas de vendas e crescimento.

Estude e conheça a fundo seus concorrentes. Também, analise minuciosamente as práticas e estratégias aplicadas por eles para, assim, entender como o Marketing de Massa ajudará a sua empresa a se destacar.

Além disso, procure combinar essa estratégia com outras mais modernas, como é o caso da produção de conteúdo para web. Afinal, ainda que o seu objetivo não seja se comunicar com ninguém em específico, as pessoas continuarão tendo necessidade de aprender mais sobre o seu segmento. Sendo assim, é melhor que você seja a fonte de informações delas, sejam quem forem.

Principais estratégias do Marketing de Massa

Abordagem Shotgun

Podemos dizer que a Abordagem Shotgun é a essência do Marketing de Massa. Ela consiste em atrair atenção para sua marca do maior número de pessoas possível, independentemente de quem sejam elas.

Seja no planejamento redes sociais ou em veículos tradicionais, a mensagem passada deve ser genérica para que seja entendida por pessoas de diferentes perfis.

Além disso, ao transmitir as mensagens você deve deixar a cargo dos expectadores interpretá-las.

Imagine, por exemplo, que um supermercado queira divulgar promoções de final de ano. 

Por se tratar de um negócio essencial eles já tem um público grande e diversificado. Assim, ao elaborar os anúncios eles devem fazê-los de forma que todo mundo entenda e se sinta atraído.

Pode-se usar frases de efeito e explorar o máximo possível a urgência de os clientes irem ao estabelecimento antes que as promoções acabem.

Normalmente, a Abordagem Shotgun é veiculada em canais como TV, rádio e internet.

Por esse motivo, saber como ganhar seguidores no Facebook e Instagram e atrair a atenção dos espectadores na TV são preocupações que permeiam esse recurso.

Marketing de Guerrilha

Outra técnica muito utilizada é o Marketing de Guerrilha. Basicamente, essa estratégia tem como objetivo chocar as pessoas por meio de peças publicitárias impactantes e inesperadas.

Para que ela atraia o maior número de pessoas de uma só vez, as ações do Marketing de Guerrilha são feitas em tamanhos grandes, para serem veiculadas em espaços públicos.

Seja por meio de esculturas, pinturas, flashmobs ou outros tipos de intervenções nas paisagens urbanas, o intuito é envolver os consumidores e despertar reações, sejam elas a de comprar produtos, conhecer a empresa ou até provocar a concorrência. 

Vantagens e desvantagens do Marketing de Massa

Vantagens 

  • Alcance de público;
  • Menor valor investido;
  • Fortalecimento da marca.

Desvantagens 

  • Possível indiferença por parte do público;
  • Resultados demorados e de difícil quantificação;  
  • Difícil fidelização de clientes

Aplique o Marketing de Massa no seu varejo

Como você pôde ver nesse conteúdo, o Marketing de Massa é uma boa solução para os negócios que precisam se lançar no mercado, mas não contam com muita verba para contratar influenciadores ou veicular seus anúncios em plataformas muito caras.

Em se tratando do varejo ele se torna ainda mais eficaz, pois negócios do setor têxtil, alimentício ou de outros nichos essenciais costumam ter um público naturalmente abrangente.

Sendo assim, não hesite em contar com uma consultoria empresarial para fazer o diagnóstico da sua empresa e verificar se essa estratégia será realmente eficaz para a sua realidade e necessidade. 

Caso você queira saber mais sobre as vantagens do ponto de vista financeiro, uma boa opção é  contratar uma assessoria contábil para medir os resultados do Marketing de Massa no orçamento.

Conteúdo produzido por Business Connection