Author

Daniela Hendler

Browsing

Por que fazer gestão de clientes? O que essa estratégia representa para o meu supermercado? Quais são os benefícios de colocá-la em prática? São essas perguntas que pretendemos responder para você nesse artigo. Acompanhe e tenha, de uma vez por todas, as respostas para o questionamento “por que fazer gestão de clientes?”

O que é a gestão de clientes? 

Sabe aquele atendimento totalmente padronizado e até mesmo “robótico” oferecido pelas empresas? Ele está com os dias contados. E muito disso acontece por um simples motivo: ele deixou de ser efetivo para vários consumidores. As pessoas não querem mais ser tratadas como “mais um na multidão”, mas sim, conforme a sua personalidade, preferências, perfil de consumo, entre outros.

E é neste cenário, para suprir esse desejo dos clientes, que a gestão de clientes passou a ter um papel decisivo nas estratégias de negócios.

De forma resumida, seu objetivo é diminuir a rotatividade de e a perda de consumidores e, paralelamente a isso, aumentar o faturamento da empresa e o seu relacionamento com o público.

Fazendo uma boa gestão de clientes, a empresa passa a ter todos os dados e informações relevantes sobre cada um dos seus consumidores. E, assim, tem toda a capacidade para comunicar-se com ele de maneira 100% personalizada e exclusiva.

Apostando nessa forma de comunicação e em estratégias direcionadas, as chances de a empresa conquistar, reter e fidelizar os clientes de uma vez por todas é muito maior.

Mas, se você está aqui e ainda se pergunta “por que fazer gestão de clientes?”, veja os nossos motivos que, provavelmente, irão te convencer a aplicar essas ações no seu varejo o quanto antes.

– Quer se aprofundar mais sobre o assunto? Então leia o nosso artigo completo sobre Gestão de Clientes: tudo o que você precisa saber

Mas afinal, por que fazer gestão de clientes?

1. Para saber quem é o seu cliente

Se você está se perguntando “por que fazer gestão de clientes?”, a primeira resposta para esse questionamento é: a gestão de clientes deve ser feita para você conhecer de forma certeira quem efetivamente é o seu cliente.

Isso acontece porque a plataforma de Gestão de Clientes permite que você colete e organize as informações relevantes sobre os seus compradores. Assim, você terá os dados de contato de cada um deles, entenderá sobre o perfil dessa pessoa, o histórico de compras detalhado, entre outros.

Todo esse cuidado traz um resultado surpreendente para a sua loja, pois permite que você entenda bem o que os seus clientes precisam e consiga oferecer um atendimento personalizado para cada um deles.

Ainda, se você se dedicar para utilizar todas as informações a seu favor, poderá até mesmo antecipar os desejos dos clientes. Por exemplo:

Analisando os dados de compras de um consumidor, você percebe que ele compra cerveja na sua loja toda sexta-feira. Assim sendo, na próxima semana, na quinta-feira, você pode enviar ofertas exclusivas para ele – incluindo, é claro, as ofertas de cerveja. As chances de ele ir até o seu supermercado e fazer compras aumenta, além de ele sentir-se satisfeito por ter recebido uma oferta personalizada, de acordo com o gosto pessoal dele. 

2. Por que fazer gestão de clientes? Para melhorar a retenção!

Outro ponto importante da gestão de clientes é que ela é uma grande aliada na hora de você fazer a retenção dos seus consumidores.

Afinal, ao conhecer cada um dos seus clientes, você passa a oferecer exatamente aquilo que ela procura. Dessa forma, a pessoa se sentirá valorizada e sentirá confiança ao voltar até a sua loja. Afinal: ela sabe de quem está comprando – e sabe que o seu supermercado também conhece e valoriza ela.

Essa ação de fazer contatos personalizados e segmentados geram uma reação natural ao público, a de criar um vínculo com a loja e, dessa forma, você passa a ter uma taxa mais alta de retenção. Afinal, quem não prioriza um atendimento personalizado?

Ademais, se a pessoa já ia anteriormente na sua loja, é porque ela já preferiu você frente à concorrência. Agora, o seu trabalho é fazer com que ela continue optando por comprar no seu PDV. E fazer uma gestão de clientes bem feita é a solução ideal para ter sucesso nessa missão.

3. Para compreender melhor possíveis problemas do seu supermercado

Entenda que a gestão de clientes é uma forma de, além de você compreender o seu consumidor, também passar a olhar para o seu próprio supermercado de forma mais profunda.

Ela permite que você identifique falhas até então desconhecidas, promova melhorias para otimizar a experiência dos consumidores e, também, passe a vender mais certos produtos que estavam sendo deixados de lado.

Por vezes, a gestão de clientes permite que você compreenda se alguns setores do seu supermercado estão sendo “deixados de lado” e precisam de melhorias. Também, entende quais são as marcas mais apreciadas pelos seus clientes e, com isso, possa até mesmo fazer parceria com a indústria e negociar melhores preços para esses produtos e marcas.

Ou seja: a gestão de clientes, quando bem feita, é uma estratégia extremamente poderosa para alavancar todos os resultados do seu supermercado.

Afinal, ela envolve todas as áreas do seu varejo: desde a hora de fazer as compras para a loja, passando pela organização das gôndolas, forma de se comunicar com o cliente, entre outros.

4. Para destacar-se da concorrência e não ficar para trás

Se você chegou até aqui e ainda está se questionando sobre “por que fazer gestão de clientes?” Esse é o tópico que vai fazer você compreender de uma vez por todas a importância de aderir a essa estratégia.

Afinal, se você não fizer, seus concorrentes farão e, assim, eles terão uma grande vantagem competitiva frente ao seu supermercado.

Isso porque eles conhecerão melhor os clientes, se comunicarão de forma mais assertiva com eles, oferecerão melhores ofertas e benefícios – como um Clube de Descontos, por exemplo.

Enquanto isso, o seu varejo, se não oferecer a gestão de clientes, começará a ficar ultrapassado. E você não quer que isso aconteça, não é mesmo?

– Veja também: Gestão de clientes: aumentando a receita do varejista

Afinal, por que fazer gestão de clientes? Porque você não quer ser trocado pelos seus clientes! 

É simples assim: se você não fizer a gestão de clientes, a chance que você tem de não reter os consumidores é muito maior. Afinal, você não oferecerá um atendimento pós-vendas personalizado, não saberá como entrar em contato com essas pessoas, não conhecerá o histórico de compra delas, entre outros. Isso faz com que você não consiga surpreender o público e, muito menos, colocá-lo no centro da sua estratégia.

E acredite: não colocar o cliente no centro da sua estratégia é o maior erro que você pode cometer.

Por isso, se você está em busca de ter uma plataforma de gestão de clientes completa e eficiente, entre em contato conosco agora mesmo, agende uma conversa gratuita com um dos nossos especialistas e saiba como a Mercafacil pode te ajudar a alavancar o seu negócio de uma vez por todas. Deixando, é claro, o cliente como o foco do seu negócio.

Que tal seguir boas sugestões para vender mais cerveja no seu supermercado?

E o melhor: estamos falando de sugestões que não irão lhe custar caro, pois na grande maioria dos casos basta você fazer uma melhor exposição, organização e divulgação dos produtos em questão. Acompanhe e alavanque seus resultados!

O cenário da cerveja do Brasil

Que a cerveja é uma das bebidas queridinhas do Brasil não é novidade para ninguém. Somos o terceiro maior mercado consumidor de cervejas do mundo, atrás somente da China e Estados Unidos.

E se o gosto pela cerveja já era alto, ano passado ele ficou ainda maior.

De acordo com um levantamento feito pela Euromonitor e divulgado pelo G1, o volume de vendas de cerveja no Brasil em 2020 foi o maior dos últimos 6 anos, atingindo 13,3 bilhões de litros, ficando atrás apenas de 2014, ano em que o país sediou a Copa do Mundo.

A mesma matéria do G1 também utiliza dados da Kantar que revelam que o consumo de cerveja nas residências bateu um recorde histórico. O percentual de brasileiros com mais de 18 anos que bebeu cerveja dentro de casa saltou para 68,6% em 2020, ante 64,6% em 2019.

Sabemos que o ano passado trouxe mudanças que jamais poderiam ter sido previstas. Entretanto, independentemente do nosso cenário, é possível ter a certeza de que a cerveja ainda é muito consumida no nosso país e deve se manter assim por um longo período.

Por isso, se você quer aumentar o sucesso do seu varejo, conhecer boas dicas para vender mais cerveja pode ser extremamente importante.

6 dicas para você vender mais cerveja no seu supermercado

1. Organize o setor de forma intuitiva, por meio de categorias

A primeira e mais “simples” dica para você vender mais cerveja no seu supermercado é: faça uma sessão bem sinalizada e organizada com as bebidas.

Além de oferecer uma boa diversidade de marcas e tipos de cerveja, facilite a vida do seu consumidor para que ele encontre mais facilmente o rótulo que procura.

Para isso, uma boa sugestão é separar as bebidas em diferentes categorias. E existem algumas maneiras que você pode organizá-las, por exemplo:

  • De acordo com o país em que são feitas;
  • Conforme o tipo de cerveja, como IPA, pale ale, pilsen, lager, escura, weiss, bock, entre outros;
  • De acordo com a sua procedência: cervejas nacionais mais populares, cervejas importadas, cervejas artesanais… 

Tente se colocar no lugar do consumidor e pense: caso você fosse em um supermercado para comprar cerveja, como gostaria de encontrar o produto?

Ainda, por meio de dados, analise o comportamento de compra dos clientes e tente entender:

  • Quem são os consumidores que costumam consumir cerveja;
  • Quais tipos de cerveja ele compra;
  • Ele adquire apenas as cervejas que estão em promoção/são mais baratas, ou é o tipo de pessoa que costuma experimentar coisas novas?

Tendo essas informações em mãos, você poderá organizar de forma mais assertiva o seu corredor de cervejas.

Ps: se você já é cliente Mercafacil, experimente segmentar a sua base de consumidores para compreender melhor cada um dos seus fregueses que consome cerveja. Isso trará excelentes insights para você organizar as prateleiras. Por outro lado, se ainda não é nosso cliente, que tal mudar isso agora mesmo?

2. Use os pontos extras de venda de forma inteligente para vender mais cerveja (ponta de gôndola, ilhas promocionais e frente de caixa)

Os pontos extras dos supermercados são excelentes para dar destaque para produtos que você deseja vender. E, se o seu objetivo é vender mais cerveja, elas podem ser estrategicamente posicionadas nesses pontos extras. Algumas boas opções são usar os seguintes pontos:

Frente de caixa

A frente de caixa é o local ideal para incentivar as compras por impulso e aumentar o ticket médio das vendas. E você pode posicionar ali algumas cervejas estratégicas, principalmente se tiver uma geladeira logo ao lado da frente de caixa.

Pense na situação: uma pessoa acabou de sair do trabalho e teve um dia cansativo. Aí ela vai ao seu supermercado para fazer as compras e, perto do caixa, encontra uma geladeira cheia de cervejas. As chances de ela comprar uma bebida para relaxar são maiores, não é mesmo?

Ponta de gôndola 

As pontas de gôndola são ótimas para chamar a atenção do cliente e dão bastante destaque para o produto que está ali exposto. Por isso, você pode utilizá-las tanto para atrair o cliente para o corredor especializado em cervejas quanto em setores mais estratégicos e que tenham um grande fluxo de pessoas.

O ideal é aproveitar a grande exposição da ponta de gôndola para posicionar produtos que:

  • Estão em promoção;
  • São muito procurados pelos consumidores;
  • Acabaram de ser lançados no mercado. 

Ilha promocional

Outro ponto extra que dá bastante destaque para os produtos é a ilha promocional. Ideais para dar bastante destaque ao produto, elas são excelentes para posicionar cervejas que:

  • Estão em alta no momento 
  • São novidade no seu PDV;
  • Estão com um preço especial, que merece destaque;
  • Estão com a data de validade próxima do vencimento;
  • São de uma marca específica, muito querida pelos seus clientes. Inclusive… Que tal fechar parcerias com fornecedores que sejam relevantes para a sua loja, negociando uma ilha promocional para expor os produtos deles?

3. Anuncie ofertas nos seus meios de comunicação variados

Outra dica importante para vender mais cerveja no seu supermercado é divulgar ofertas e demais informações desta categoria em seus variados meios de comunicação.

Utilize desde a sua rádio interna e encartes, passando por carro de som, redes sociais, WhatsApp, SMS, aplicativo, entre outros.

É importante que os consumidores saibam que existem ações específicas para o setor de cervejas. E, quando eles chegarem na sua loja para adquirirem esses produtos, surpreenda-os!

Faça uma boa decoração e sinalização, deixe as prateleiras sempre bem organizadas e ofereça um bom mix de produtos.

Ainda, aproveite as suas redes sociais não apenas para divulgar ofertas de cerveja, mas também para produzir conteúdos educativos e relevantes sobre a bebida. Por exemplo: 

  • Quais alimentos harmonizam com cada tipo de cerveja;
  • Curiosidades sobre a bebida;
  • Histórias legais que envolvem a cerveja;
  • Receitas com cerveja – muitas vezes, ela pode ser utilizada para temperar carnes, por exemplo.

4. Faça campanhas segmentadas para o público que já costuma consumir cerveja 

Quer apostar em uma ação certeira para vender mais cerveja no seu supermercado? Então fazer ações segmentadas e exclusivas apenas para clientes que já costumam consumir esse produto é a melhor saída.

Para isso, basta segmentar a sua base de clientes com aqueles que compraram cerveja nos últimos 30 dias e preparar campanhas específicas para essas pessoas. Essas ações podem ser:

  • Descontos especiais intransferíveis – ou seja, somente a pessoa com aquele CPF poderá aproveitar a oferta;
  • Enviar mensagem informando que a sua loja vai receber um lançamento imperdível de cerveja e convidar o cliente para conferir;
  • Fazer campanhas com vendas casadas, por exemplo: “se você comprar a cerveja da marca X, o amendoim/carne/pão de alho ficam por um preço mais baixo”.

Ações segmentadas e feitas exclusivamente para clientes que são interessados no produto que você está ofertando apresentam uma taxa de sucesso muito maior do que aquelas que não são direcionadas. Afinal, você está fazendo o desconto certo para a pessoa certa

5. Coloque cervejas em promoção apenas para clientes do seu Clube de Descontos

Outra forma de vender mais cerveja no seu supermercado é escolher alguns rótulos e colocá-los em promoção apenas para os clientes do seu Clube de Descontos.

Assim, além de esses consumidores sentirem-se especiais por pertencerem ao Clube, você também irá estimular um maior número de cadastro de pessoas. Afinal, elas entendem que, quando se cadastram, recebem ótimos benefícios nas compras.

Quando fizer essa ação, deixe muito claro que o desconto é apenas para quem fizer parte do Clube – e que para fazer parte do Clube é muito fácil! Basta a pessoa cadastrar-se e, na mesma compra, já poderá usufruir dos benefícios e descontos exclusivos.

6. Aproveite a sazonalidade e as datas comemorativas para vender mais cerveja no seu varejo

Apesar de as cervejas serem consumidas durante o ano todo, existem períodos nos quais a procura e a venda delas aumenta. Alguns destaques costumam ser o Carnaval, o Dia dos Pais e as festas de fim de ano.

Entretanto, além dessas celebrações, lembre-se de que você pode aproveitar outras datas especiais e demais acontecimentos para vender mais cerveja. Um bom exemplo é o Dia da Cerveja, que acontece sempre na primeira sexta-feira de agosto e antecede o Dia dos Pais.

Já no dia 28 de maio é celebrado o Dia do Hambúrguer, e este pode ser um excelente gatilho para você fazer ofertas que relacionem a venda de produtos usados para montar hamburguers com cerveja.

Finais de campeonatos de futebol, Olimpíadas, Copa do Mundo, finais de reality shows entre outros, também podem ocasionar no aumento da procura por cerveja.

Por isso é importante estar antenado com o que está acontecendo ao seu redor, preparar um bom calendário promocional, fazer promoções atrativas e utilizar as datas comemorativas para vender mais cerveja.

Dica extra: faça cross selling de cervejas com outros produtos para aumentar o ticket médio das compras

Por último, mas não menos importante, preparamos uma dica extra dedicada não apenas para você vender mais cerveja, mas também para aumentar o ticket médio das compras em geral.

Para isso, uma excelente sugestão é utilizar estratégias de cross selling no seu PDV. Ou seja, expor produtos que, inicialmente, ficariam em outro setor do supermercado, mas que o cliente costuma comprar para consumir em conjunto com a cerveja.

Assim sendo, dedique apenas uma ou duas prateleiras superiores para estes produtos complementares e use todas as demais para expor as cervejas.

Ainda, dependendo do produto a ser exposto, é possível utilizar alguns clip strips (faixas verticais) para colocar itens mais leves e pequenos.

Alguns exemplos de produtos que costumam fazer sucesso na estratégia de cross selling com as cervejas são:

  • Aperitivos variados (amendoins, torradas e salgadinhos diversos);
  • Copos especializados para cada tipo de cerveja.

E então, gostou das nossas dicas para vender mais cerveja no seu supermercado? Continue acompanhando o nosso blog para ficar sempre por dentro de novidades e ter bons insights para usar no seu varejo!

Se investir em tecnologia já se mostrava algo importante, com as mudanças na sociedade acontecidas no último ano isso se tornou ainda mais fundamental para as empresas que desejam destacar-se da concorrência e garantir o seu lugar no mercado.

De acordo com pesquisa feita pela Accenture, empresas que investiram fortemente em tecnologia em 2020, durante a pandemia, aumentaram significativamente suas vantagens frente à concorrência.

Por meio do infográfico “Make the Leap, Take the Lead”  é possível observar o papel fundamental que a tecnologia exerceu no sucesso dos negócios, permitindo a sobrevivência e até mesmo o crescimento das empresas em um momento altamente turbulento. 

Marcas que apostaram na inovação tecnológica tiveram um aumento de receita cinco vezes mais rápido do que concorrentes Também, observaram maior crescimento registrados por elas mesmas há anos atrás. 

Outro estudo, feito pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, revelou que houve um aumento de 87% no investimento em transformação digital. De acordo com os varejistas que participaram da pesquisa, os investimentos em ferramentas utilizadas para a contribuição da digitalização do varejo resultam em uma melhora na experiência do consumidor, ajudam na tomada de decisão e, também, impactam no aumento do faturamento.

Esses dados, informações e insights só nos ajudam a corroborar algo que você já deve ter entendido: investir em tecnologia é a solução para aumentar o lucro do seu varejo. Entretanto, para ter sucesso nessa missão, é importante saber como trazer essa digitalização para dentro do seu varejo.

Como investir em tecnologia no supermercado e deixá-lo mais atraente para os consumidores? 

Antes de dar boas dicas para você acertar em cheio na hora de investir em tecnologia no seu varejo, é essencial compreender o motivo que está fazendo com que você modernize o seu negócio. E esse motivo é: o cliente espera isso de você

Assim, como o objetivo do seu supermercado sempre deve ser o de oferecer uma boa experiência para o seu consumidor, lembre-se que é isso o que você garantirá a ele quando trazer novidades ao seu varejo. 

Ademais, caso você não se adapte a essa nova realidade, tenha a certeza de que ficará para trás. Com isso, perderá clientes e deixará de atrair novos consumidores em potencial para o seu varejo. Não queremos isso, não é mesmo?

Assim sendo, para investir em tecnologia de forma certeira…

1. Aposte nas ferramentas corretas 

Existem milhares de ferramentas tecnológicas disponíveis para você utilizar no seu varejo. Por isso, é muito importante fazer uma boa pesquisa antes de efetivamente trazer as novidades para o seu negócio. Faça um estudo de mercado e verifique quais ferramentas podem ser implementadas no seu supermercado.

Estamos falando desde plataformas de e-commerce, passando por um CBM – conhecido como a evolução do CRM, – aplicativo próprio, entre outros. 

Também, destaque para o bom uso de ferramentas gratuitas, como as redes sociais e o WhatsApp. Quando bem geridos, esses canais podem trazer resultados excelentes tanto para aproximar o relacionamento da sua marca com os clientes quanto para aumentar as suas vendas. 

2. Estude a concorrência e fique atento às tendências de mercado

Para ter sucesso na hora de investir em tecnologia, outros dois pontos importantes são:

  • Desenvolver o hábito de estudar os seus concorrentes;
  • Manter-se antenado às novidades. 

Isso fará com que você possa avaliar o que está funcionando em outros varejos. Mais do que isso, poderá pensar em formas de trazer essas ações para o seu negócio de forma aprimorada.

Entenda que a tecnologia está em constante evolução e, para acompanhá-la, você também deve acompanhar o seu nicho de mercado como um todo. 

3. Entenda que investir em tecnologia deve fazer parte da cultura do seu negócio

Conforme citamos brevemente no tópico acima, a tecnologia está sempre em evolução. Por isso, de nada adianta fazer uma “revolução” e levar muitas novidades para o seu varejo de uma só vez e achar que dessa forma você “resolveu um problema”. Nada disso!

Investir em tecnologia é um processo contínuo. E, para isso, é essencial que a busca pela digitalização esteja enraizada no seu supermercado. Todos do seu time devem se engajar e compreender a importância de trabalhar em um varejo que está sempre levando novidades para facilitar a vida do seu cliente.

Investir em tecnologia é só o começo!

Como você pôde perceber, deixar de investir em tecnologia é algo que trará prejuízos para o seu varejo. Afinal, se você não for atrás das novidades, os seus concorrentes irão. Com isso, eles terão mais chances de “roubar” os seus clientes e, também, de conquistar novos consumidores que poderiam ser seus. 

Para evitar essa situação e, ao mesmo tempo, mostrar que o seu supermercado entende a importância da digitalização do varejo no momento em que vivemos, conte com o suporte de bons parceiros para acertar em cheio no seu investimento em tecnologia.

Já conhece a Mercafacil? Somos a empresa líder em gestão de comportamentos de cliente no Brasil! Se você está em busca de investir em tecnologia de forma certeira, podemos te ajudar na missão de atrair, conquistar, fidelizar e reativar clientes. Entre em contato conosco e conheça melhor as nossas soluções personalizadas para o seu varejo.

Com certeza, você já ouviu falar sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), certo? Mas afinal, qual é o impacto desta lei no nosso país? E quais são os pilares que garantem que o seu estabelecimento esteja agindo de acordo com ela?

Aqui, na Mercafacil, nos preocupamos e levamos essa regulamentação muito a sério. E, por isso, preparamos este material para você compreender melhor um pouco mais sobre a LGPD. Acompanhe e fique por dentro! 

A origem da lei geral de proteção de dados (LGPD)

A questão do uso dos dados pessoais no ambiente digital vem ganhando cada vez mais relevância. Nos últimos anos, presenciamos o surgimento de conceitos como Big Data, Analytics, Clubes de Descontos, Clubes de Assinaturas, Marketing Digital, CBM, entre outros.

Com eles, também vieram questões envolvendo o vazamento de dados de maneira imprópria. Isso fez com que as pessoas começassem a se sentir vulneráveis. Assim, houve a necessidade de se definir uma regulamentação capaz de blindar dados, garantir a privacidade e a liberdade de escolha de cada indivíduo. E como isso foi possível? Pois bem:

Em 2018, a União Europeia substituiu a diretiva que estava vigente desde a década de 90 e entrou em vigor o GDPR (General Data Protection Regulation – Regulamento Geral de Proteção de Dados). Foi a partir dessa documentação europeia que o Brasil se espelhou para criar a LGPD. 

Dessa forma, em 2018, o Congresso brasileiro publicou a lei geral de proteção de dados brasileira (LGPD). Ela é a Lei de nº 13.709/2018 e entrou em vigor em fevereiro de 2020. Mas afinal, como funciona a LGPD?

Entendendo melhor: qual é o objetivo da LGPD?

Resumidamente, o objetivo da LGPD é regulamentar o tratamento de dados pessoais por pessoas ou entidades dos setores públicos ou privados.

Os dados pessoais são as informações relacionadas ao titular (cliente pessoa física) e incluem nome, endereço, endereço de e-mail, estado civil, idade e situação patrimonial.

Esses dados podem ser obtidos pelas empresas por diversos canais, como o cadastro da pessoa física em sites e redes sociais, por exemplo, ou em qualquer meio que a pessoa física aceite oferecer seus dados em troca de algum benefício ou serviço, seja ele gratuito ou pago.

A LGPD se aplica a toda operação realizada com dados pessoais, desde a entrada do dado em determinada entidade (empresas, ONGs, instituições governamentais), assim como durante todo o período de permanência, até sua eventual saída por escolha do usuário.

– Veja também: GUIA: tudo o que você precisa saber sobre LGPD no varejo

Como funciona o controle de dados da LGPD

Aqueles que tratam os dados são classificados pela lei como agentes de tratamento, ou seja, a pessoa ou empresa que utiliza essas informações. O principal deles é o controlador, que pode ser pessoa física ou jurídica, privada ou governamental, responsável pelas decisões referentes ao tratamento. 

Além do controlador, que é o agente que normalmente possui o contato direto com o cliente pessoa física (titular dos dados), também há a atividade terceirizada de tratamento de dados realizada pelo agente chamado de operador, que pode ser pessoa física ou jurídica, privada ou governamental, que realiza o tratamento de dados pessoais em nome do controlador.

A nova lei de proteção de dados não afeta apenas as empresas de tecnologia, mas sim, abrange todas as empresas que lidam, de alguma forma, com dados pessoais. 

Pontos de atenção com o consentimento do titular

Trabalhar alinhado com a LGPD exige obter o consentimento dos titulares (os seus clientes pessoa-física) observando os cinco pontos de atenção que você pode verificar na imagem abaixo:

Pontos de atenção com o consentimento do titular
Pontos de atenção com o consentimento do titular

Direito dos titulares

Além de conhecer os principais pontos de atenção que são necessários para você obter os dados dos titulares, é importantes saber quais são os direitos deles: 

Direitos dos titulares
Direitos dos titulares

Compreendendo melhor as bases legais da LGPD

Bases legais da LGPD
Bases legais da LGPD

Mercafacil e a LGPD

Neste cenário, os varejistas que possuem clubes de descontos são caracterizados como agentes de tratamento ou controladores dos dados.

A Mercafacil, por sua vez, é a operadora do dados, pois é através da nossa inteligência de mercado que oferecemos os meios para que você entenda o comportamento dos seus consumidores e construa estratégias de marketing e vendas assertivas.

Mas o que isso quer dizer na prática?

Isso quer dizer que as empresas que utilizam e controlam dados de clientes (pessoa física), precisam adequar suas políticas de privacidade e consentimento de uso de dados de acordo com o que está previsto na lei.

Aqui, na Mercafacil, já desenvolvemos e estamos testando soluções para auxiliá-los nestas adequações, como, por exemplo, possibilitar que seus clientes pessoa física, cadastrados no clube de descontos, visualizem e atualizem seus dados cadastrais através do hotsite, por meio de login e senha.

Esta proposta de melhoria surgiu após vários estudos e pesquisas sobre como poderíamos oferecer uma solução que melhor se adequasse às novas regras da LGPD.

A gente quer saber, quais são suas dúvidas principais em relação à LGPD? Como está sendo o processo de adequação em sua loja? E, principalmente, como você acredita que podemos te auxiliar nessa empreitada? Compartilhe conosco, aqui nos comentários, sua opinião e questionamentos sobre o assunto!

Quer vender mais em agosto no seu supermercado? Então é hora de conhecer as principais datas comemorativas do mês para alavancar os resultados da sua loja.

Além do Dia dos Pais, que acontece no segundo domingo do mês (08/08), agosto também traz a comemoração do Dia Internacional da Cerveja, o Dia do Feirante e muito mais. Essas são excelentes oportunidades para você aproximar o relacionamento com o seu cliente, fazer ações criativas, reativar consumidores antigos e, é claro, aumentar as suas vendas.

Quer saber mais? Então confira quais são as principais oportunidades para vender mais em agosto e prepare o seu varejo para elas! 

Principais datas e oportunidades para vender mais em agosto

02/08 Início da Semana da Cultura Nordestina 

Quer vender mais em agosto? Então já saiba que o mês começa com uma data que pode aquecer os seus resultados.

Logo no dia 02 inicia-se a Semana da Cultura Nordestina. Ideal para homenagear e enaltecer essa cultura tão importante para o nosso país, a celebração pode guiar inúmeras ações temáticas no seu varejo.

Aproveite a oportunidade para utilizar as suas redes sociais para falar sobre a Cultura Nordestina. Além disso, que tal fazer um encarte especial com ingredientes da região?

Algumas das delícias tradicionais do Nordeste são:

  • Tapioca 
  • Acarajé 
  • Vatapá
  • Moqueca de peixe, ostra e camarão
  • Buchada de Bode
  • Baião de Dois
  • Macaxeira (conhecida em outros estados como “aipim ou mandioca”)
  • Mariscos e Moluscos
  • Lagosta
  • Fritada de siri
  • Paçoca de carne
  • Caruru
  • Carne-de-sol
  • Queijo coalho
  • Cuscuz de milho, etc.

Pense quantos desses ingredientes você vende no seu supermercado e podem estar no seu encarte com descontos especiais durante a Semana da Cultura Nordestina.

Também, aproveite as redes sociais para publicar receitas com esses produtos. Que tal postar sete receitas, uma para cada dia da “Semana da Cultura Nordestina”?

Use essa celebração com inteligência para homenagear a cultura do nordeste, aproximar o relacionamento com os seus consumidores e, consequentemente, aumentar suas vendas. 

05/08 Dia nacional da saúde 

Outra data importante de agosto é o Dia nacional da saúde. Aqui, você tem a oportunidade de mostrar aos seus clientes que se preocupa com a saúde deles.

Além de pensar em ofertas do setor FLV e demais insumos que são saudáveis, aproveite para trabalhar o relacionamento com o público. Para isso, use seus canais digitais para dar dicas de saúde para seus seguidores.

Dentre essas dicas, explore assuntos relacionados à prática de exercícios físicos, alimentação equilibrada, importância do descanso e, também, da realização de consultas preventivas.

Ainda, devido à situação atual do país, reforce a importância de seguir as orientações da OMS para cuidar da saúde e evitar a transmissão do covid. Lembre a todos que a saúde deve vir sempre em primeiro lugar – e que o seu varejo valoriza esse pensamento. 

06/08 Dia Internacional da Cerveja

Chegamos em uma excelente data para vender mais em agosto. Estamos falando do Dia Internacional da Cerveja!

Esse é o dia para enaltecer essa bebida, que é uma das queridinhas no país, e desenvolver campanhas segmentadas para o público do seu varejo que já costuma consumi-la.

Para isso, verifique os clientes que adquiriram cerveja no último mês e mande ofertas exclusivas para eles. Além das cervejas, acrescente também outros produtos que costumam ser consumidos em conjunto com elas, como petiscos e itens para churrasco.

Outra sugestão é verificar a possibilidade de dar descontos em rótulos mais caros, estimulando o seu cliente a conhecer melhor novas marcas de cerveja. Além de ser uma oportunidade de você aumentar o ticket médio da sua loja, o cliente ficará feliz e satisfeito por adquirir uma marca que não costuma por achar o preço elevado.

Por fim, lembre-se que o Dia Internacional da Cerveja acontece dois dias antes do Dia dos Pais. Então, a chance de você ter sucesso se fizer uma boa campanha para essa data é alta!

08/08 Dia dos Pais

Agora chegamos na data comemorativa mais importante de agosto: o Dia dos Pais.

Celebrada em praticamente todos os estabelecimentos comerciais, o Dia dos Pais é excelente para movimentar diversos setores do seu supermercado. Afinal, existem pais com todos os tipos e perfis.

Para acertar em cheio e vender mais em agosto, é importante dar bastante atenção para essa festa. Por isso, caso a sua loja tenha mapeado as ações realizadas nos anos anteriores para essa data, reveja-as. Assim, você saberá o que funcionou e poderá desenvolver campanhas ainda mais fortes seguindo aquele caminho.

Em contrapartida, ações prévias que não trouxeram um bom resultado, podem ser descartadas ou melhoradas e atualizadas. 

Lembre-se de verificar o seu histórico com atenção. Além disso, pense em ações variadas para a data, por exemplo:

Sorteio exclusivo para clientes do seu Clube de Descontos

Compras a partir de R$50 feitas entre o dia 1° e 8 de agosto dão direito a um cupom para participar do sorteio.

Isso estimula o cadastro de mais clientes no seu clube e, também, o aumento do valor do ticket médio.

O prêmio deverá ser escolhido com base no comportamento de compras dos seus clientes. Pode ser um kit churrasco e/ou algo envolvendo cerveja – conectando o Dia dos Pais com o Dia Internacional da Cerveja. Também, pode ser uma TV, demais eletrodomésticos ou até mesmo um bom vale-compras na sua loja.

Distribuição de brindes

Pense em brindes para distribuir para pais e filhos que visitem a sua loja durante o Dia dos Pais ou na semana que antecede a data. Pode ser desde chaveiros, passando por abridores de lata personalizados, docinhos acompanhados de um recado, entre outros.

Campanhas nas redes sociais

O Dia dos Pais pede por uma mobilização nas redes sociais. Por isso, aproveite-as para parabenizar e homenagear os pais, divulgar promoções e, também estimular o relacionamento com o público. 

Você pode sugerir que os clientes contem, nos comentários, as melhores histórias que já passaram com os pais. Também, que deixem um recado para os pais ou marquem-os nas postagens. Capriche na comunicação! 

Encarte / Guia com sugestões de presentes para os filhos presentearem os pais

Desenvolver um encarte especial para a data, com boas opções de presentes para presentear pais de diversas idades, estilos e personalidades é uma excelente forma de facilitar a vida do seu cliente “indeciso”.

Também, o guia pode estar separado de acordo com valores, com sugestões de presentes até R$50, de R$50 a R$100, R$100 a R$200 e acima de R$200, por exemplo.

Enfim, as opções são infinitas! O que você não pode fazer é deixar a data passar em branco.

15/08 Dia dos Solteiros

Uma data pouco conhecida celebrada em agosto é o Dia dos Solteiros. A data surgiu na China e celebra a “solteirice”. Pode ser uma data para criar postagens divertidas nas redes sociais e aumentar o engajamento. 

Que tal fazer publicações e enquetes no formato de “aplicativos de encontro”, mas utilizando produtos do seu supermercado? Por exemplo, postar um produto nos stories e fazer uma enquete, em que os seguidores tocam no coração se gostarem do produto ou no “X” se não gostarem?

Além disso, outra dica para vender mais em agosto é aproveitar o Dia dos Solteiros para criar opções de combos no seu encarte com kits para serem consumidos por uma pessoa só. Por exemplo, uma pizza brotinho, uma cerveja (ou um vinho de tamanho menor) e um doce. Isso estimulará o cliente a curtir a sua própria companhia!

25/08 Dia do Feirante

Outra boa data para vender mais em agosto é o Dia do Feirante. Aproveite a celebração para homenagear e parabenizar os feirantes e, também, verifique a possibilidade de fazer ações que estimulem o aumento de vendas no hortifrúti do seu supermercado.

É possível fazer uma campanha segmentada e direcionada para os clientes do seu Clube de Descontos que costumam comprar com frequência os produtos FLV no seu varejo. Para isso, verifique os consumidores que adquiriram itens do hortifrúti no último mês. Então, dispare ofertas exclusivas via SMS e faça um encarte digital com esses produtos.

Entretanto, se você deseja atingir um público maior, é possível fazer ofertas gerais para o setor FLV e divulgá-las em seu encarte e redes sociais. Ainda, aproveite as redes para enaltecer que os seus produtos são sempre fresquinhos e de alta qualidade!

29/08 Dia Nacional do Combate do Fumo

Essa é uma excelente oportunidade para você fazer uma campanha de conscientização tanto para os seus clientes quanto para os seus colaboradores. Todos sabem que o cigarro é maléfico para a saúde. Entretanto, muitas pessoas não conseguem deixar este vício de lado.

A você, cabe mostrar que o seu varejo se preocupa com a saúde das pessoas e fazer campanhas em suas redes sociais que auxiliem no combate ao fumo. Você pode pegar depoimentos de ex-fumantes, médicos e demais pessoas que tenham propriedade para falar sobre o assunto. 

31/08 Dia do Nutricionista

A preocupação com a alimentação faz parte de cada vez mais pessoas no país. Por isso, o Dia do Nutricionista pode ser muito bem aproveitado pelo seu supermercado.

Para continuar as suas estratégias de vender mais em agosto, aproveite essa data para divulgar receitas saudáveis para várias refeições. Essas receitas podem ser publicadas em suas redes sociais ou, então, adicionadas no seu encarte.

Para complementar a ação você pode usar seus encartes para divulgar ofertas dos ingredientes selecionados. Lembrando, sempre, de acrescentar produtos estratégicos com descontos exclusivos para os clientes que são cadastrados no seu Clube de Descontos.

Outro tipo de conteúdo que você utilizar nas suas redes sociais para deixá-la mais rica e educativa é convidar um nutricionista para dar dicas sobre alimentação saudável e equilibrada aos seus seguidores.

Complemente a fala do nutricionista fazendo posts educativos sobre os benefícios de consumir produtos naturais, frutas, verduras, proteínas magras, entre outros.

Pronto para vender mais em agosto? 

Com todas essas dicas, o seu supermercado está, com certeza, mais preparado para vender mais em agosto, certo?

Lembre-se que pensar em ações mensais para o seu varejo é essencial para garantir o sucesso dele. Assim sendo, se você já deseja saber quais são as principais datas comemorativas de todos os meses do ano, baixe o nosso Calendário Promocional para 2021 e organize-se.

Com ele, além de vender mais em agosto, você poderá alavancar seu faturamento durante os 365 dias do ano! Por fim, se tem dúvidas sobre como aplicar nossas sugestões de ações na sua loja, entre em contato conosco e saiba como podemos te ajudar a melhorar os resultados do seu supermercado.

Você sabe como aproveitar ao máximo o potencial do supermercado no Dia dos Pais? A data é uma boa oportunidade para os varejistas reforçarem o relacionamento com os seus clientes já fiéis e, também, atrair e conquistar novos consumidores.

Ademais, por ser uma celebração importante no Brasil, ela provavelmente será comemorada por todos os supermercados e demais estabelecimentos comerciais. Assim sendo, como fazer com que o seu varejo diferencie-se da concorrência, destaque-se e chame a atenção do público?

É isso o que vamos tentar te ajudar a fazer: criar ações criativas para o supermercado no Dia dos Pais e alavancar os seus resultados. Vem ver!

Como estão as expectativas para o supermercado no Dia dos Pais? 

De acordo com pesquisa feita pela Social Miner, em parceria com a Clearsale, Octadesk e Opinion Box, o Dia dos Pais do ano passado foi marcado pelo grande aumento de compras feitas pela internet. Comparando o mesmo período de 2019 com o de 2020 (que compreende todo o mês que antecedeu o evento), houve um aumento de 127% no volume de pedidos feitos online. Em valores, o crescimento foi de 2,74 milhões, em 2019, para 6,21 milhões em 2020.

Sabemos que não é possível prever o futuro. Entretanto, ao analisar estes dados do passado, é possível ter alguns insights.

Por exemplo: como seguimos em uma situação parecida com a vista em 2020, é esperado que os resultados mantenham-se no mesmo padrão. Ou seja: que as compras feitas por canais online ainda estejam em alta durante esse Dia dos Pais.

Entretanto, além de apostar na digitalização do varejo e garantir que o seu varejo esteja preparado para atender pedidos via canais digitais, existem outras importantes dicas para ter sucesso no supermercado no Dia dos Pais.

8 dicas para vender mais no supermercado no Dia dos Pais

1. Analise o que você fez no ano passado

Pois bem, logo acima falamos sobre a importância de analisar dados anteriores para desenvolver ações no presente. Assim sendo, o que o seu supermercado fez no Dia dos Pais? Verifique dados como:

  • Produtos mais vendidos
  • Dias de maior movimento e de maior geração de cupons
  • Ticket médio das compras
  • Se os clientes que fazem parte do seu Clube de Descontos gastaram mais do que aqueles que não são cadastrados
  • Ações de marketing que mais engajaram pessoas (campanhas feitas via redes sociais, que trouxeram bons resultados, por exemplo)

Fazer essa análise do que passou é importante para planejar seus próximos passos. Neste cenário, contar com uma ferramenta de gestão de clientes completa pode te ajudar a automatizar e a compreender de maneira clara o seu histórico e os hábitos de compras dos seus clientes.

Se você ainda não conta com o auxílio de um software desses, talvez seja a hora de mudar isso. Afinal, essa tecnologia permite que você tenha dados suficientes para planejar as suas ações e deixe de lado “achismos”. Com toda certeza, esses dados, se bem utilizados, irão se transformar em números positivos para o seu varejo.

Por outro lado, se você já tem um bom software de Gestão de Clientes, faça um balanço do que passou e analise seus acertos e erros. Pense o que pode ser feito de diferente para surpreender os seus clientes e diferenciar-se da concorrência.

2. Prepare seu estoque

É claro que para ter sucesso no Supermercado no Dia dos Pais é importante garantir que o estoque da sua loja esteja preparado para o aumento de vendas. Afinal, nada pior do que o cliente chegar na sua loja e não encontrar aquilo que gostaria.

Para evitar essa péssima situação, a dica é parecida com a que demos no tópico anterior: verifique o histórico de vendas do Dia dos Pais no ano anterior. Mas não pare por aí. Além de verificar esses dados, atente-se para o que é tendência no momento e pode fazer sucesso e, também, fique de olho na concorrência para saber o que eles têm feito de diferente.

Ademais, vale ressaltar que a ruptura de estoque é ruim, entretanto, o excesso de produtos também é prejudicial para a sua loja. Afinal, você não quer mercadorias encalhadas, não é mesmo?

Por isso é importante preparar o estoque com cautela e, se possível, fazer parcerias valiosas com a indústria e fornecedores. Tendo eles como aliados, caso ocorram imprevistos, como a falta ou o excesso de estoque, eles poderão te socorrer.

3. Crie expectativa nos consumidores

Agora passando para as dicas mais criativas, que vão além da parte técnica envolvendo histórico e estoque, um importante passo para ter sucesso no supermercado no Dia dos Pais é gerar a famosa expectativa nos clientes. Ou seja, fazer com que os consumidores saibam que a sua loja preparará ações e promoções especiais para a data.

Para isso, chame a atenção do público em campanhas por diversas frentes. Desde as suas redes sociais, passando pelo carro de som, rádio interna, encartes, WhatsApp, e-mail, SMS, aplicativo, entre outros.

Isso fará com que o cliente mantenha-se interessado sobre as suas ações e mantenha o foco em você ao invés de buscar pela concorrência. 

4. Para vender mais no supermercado no Dia dos Pais, crie um guia de presentes

Outra boa sugestão para ter sucesso no Supermercado no Dia dos Pais é criar um guia de presentes criativo para diversos perfis de pais. Isso permitirá que você facilite a vida dos clientes indecisos e, se bem divulgados esses guias, você aumentará o seu engajamento com o público.

Por isso, lembre-se de divulgá-los nas suas redes sociais, enviá-los por WhatsApp, SMS, colocar em seu aplicativo, site e encartes.

Algumas sugestões são fazer opções de presentes para pais do tipo: 

  • Empresários;
  • Esportistas;
  • Vaidosos;
  • Cozinheiros;
  • Que adoram viajar;
  • Vegetarianos / veganos
  • “Pais de pet” ou “Pais de planta”;
  • Tecnológicos;
  • Donos de casa;
  • Pais de primeira viagem;
  • Padrastos que assumiram o papel de pai, etc.

Além dos guias separados por perfis de pais, que tal organizá-los conforme os valores dos presentes? Você pode fazer sugestões com produtos de até R$50, até R$99, de R$100 à R$199 e a partir de R$200.

Lembre-se de que esse cuidado do seu supermercado em criar um guia de presentes é algo que gera valor e torna a vida do seu cliente mais conveniente. E é isso o que queremos não é mesmo? Facilitar a vida do cliente e fazer com que ele escolha comprar na sua loja.

5. Ofereça brindes e possíveis personalizações de produtos e/ou embalagens

Que tal oferecer brindes para clientes que fizerem compras acima de um determinado valor? Pense em brindes que façam sentido para a data e garanta que as pessoas tenham vontade de colocar mais itens no carrinho para ganhar esse presente especial.

Para despertar ainda mais o desejo dos clientes, você pode deixar claro que o seu supermercado tem um número específico de brindes para o Dia dos Pais. Por exemplo:

“Os primeiros 30 clientes que fizerem compras acima de R$400 reais entre os dias 1º e 8 de agosto levarão um exclusivo Kit de Churrasco para o Dia dos Pais”

Esse kit poderá ser feito em parceria com outras empresas. Produtos artesanais e personalizados estão em alta, então você pode buscar fornecedores e parceiros que também se interessem em participar dessa ação. Assim:

  • O seu varejo sai ganhando, pois oferecerá um ótimo brinde aos clientes;
  • A marca (ou as marcas) parceira(s) também saem no lucro, pois passarão a ser conhecidas por mais pessoas;
  • O cliente fica satisfeito por ganhar um ótimo presente de Dia dos Pais.

Entretanto, caso não seja possível desenvolver um brinde desse valor, você pode pensar em opções mais simples. Desde abridores de lata diferentes, passando por chaveiros personalizados, entre outros.

Além disso, verifique a possibilidade de fazer embalagens diferentes e, também, personalizadas para os clientes. Assim, eles saberão que podem ir à sua loja não apenas para fazer compras para casa, mas também, para presentear quem amam.

6. Use as suas redes sociais para gerar conteúdos de valor

Além de utilizar a data para homenagear os pais, aproveite para fazer postagens relevantes para os seus clientes. Pense que elas não devem ser focadas apenas em vendas, mas sim em materiais para divertir, educar, inspirar e até mesmo ensinar as pessoas.

Seguindo essa linha de pensamento, é possível compartilhar:

  • Tutoriais de “Faça Você Mesmo”, ensinando a fazer embalagens de presentes bonitas, brinquedos e cartões diferenciados para os pais;
  • Receitas especiais para fazer no Dia dos Pais;
  • Ensinando a montar uma mesa bonita para celebrar a data, etc.

Esses conteúdos de valor são uma excelente forma de ganhar confiança do público. Isso acontece por que eles fazem com que o cliente visite as suas redes sociais para manter-se informado sobre diversos assuntos, pois sabe que encontrará conteúdos relevantes ali.

Ademais, lembre-se de que redes sociais permitem que você crie conteúdos de diversos formatos e em várias plataformas. Assim, você pode fazer vídeos para diversas ferramentas (Instagram feed, stories, IGTV ou reels, ou, até mesmo, para o tik tok). Além dos vídeos, pode criar postagens em formato de quiz, guia, checklist, ebook com receitas, planilhas, carrossel de fotos, enquetes… Opções não faltam! 

Dica extra:  e aproveite conteúdo gerado pelo usuário

Ainda falando sobre ações para bombar o Supermercado no Dia dos Pais, além de criar o seu próprio conteúdo relevante, aproveite os materiais feitos pelos seus clientes e seguidores.

Estimule-os a fazerem postagens e marcarem o seu supermercado! Você pode replicar isso nas suas redes, aumentando o engajamento, o alcance e o reconhecimento da sua marca.

Essa ação, além de ser econômica e inteligente, também ajuda a aproximar o seu varejo do público.

7. Para ter mais sucesso no seu supermercado no Dia dos Pais, movimente diversos setores da loja

Lembre-se de que o Dia dos Pais é uma daquelas celebrações que podem movimentar diversos setores do seu supermercado. Afinal, existem pais de todos os jeitos! 

Por isso, na hora de fazer ações para a data, pense de forma estratégica e veja a possibilidade de acrescentar produtos variados nas campanhas. Ainda, que tal acrescentar alguns itens com ofertas exclusivas para os clientes cadastrados no seu Clube de Descontos? Isso estimulará o aumento de cadastro no seu programa e permitirá que você passe a conhecer uma porcentagem cada vez maior dos seus compradores.

É possível colocar produtos desde o bazar, passando pelo setor de bebidas e comidas em geral, perfumaria, bomboniere, pet shop, floricultura, etc. Todos esses setores podem ser movimentados e auxiliar a aumentar os resultados do supermercado no Dia dos Pais.

8. Faça campanhas segmentadas para vender mais no supermercado no Dia dos Pais

Por fim, mas não menos importante, lembre-se que a tecnologia é uma grande aliada para vender mais no Dia dos Pais.

Ela ajuda a gerar mais valor ao seu ponto de venda, permite que o atendimento seja mais ágil, oferece maior segurança para você e seus clientes e, ainda facilita a comunicação entre o supermercado e o público.

Ademais, tendo boas ferramentas tecnológicas no seu varejo, você mostra que é uma marca antenada às novidades e, assim, tem maiores chances de surpreender o seu cliente.

Aqui, estamos falando desde inovar e aceitar diversas opções de pagamento até buscar ferramentas, como a da Mercafacil, que permitam que você faça uma comunicação personalizada com seus clientes.

Ou seja, que você surpreenda o seu consumidor e envie a oferta certa, na hora certa, pelo canal ideal para ele. 

Preparado para aumentar as vendas no Supermercado no Dia dos Pais?

Colocando em prática essas dicas, o seu supermercado no Dia dos Pais Mães tem tudo pra sair na frente da concorrência e atrair mais fluxo para a sua loja! Ah, e é claro, se estiver com dúvidas sobre como aplicar essas ações, entre em contato conosco e saiba como a Mercafacil pode te ajudar a compreender cada vez melhor os seus consumidores e entregar a melhor experiência de compra para eles.

Você sabe quais são os principais erros que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos e fazem com que ele não decole de vez? É isso o que vamos te mostrar hoje! Acompanhe e saiba como tirar o máximo proveito do seu Clube desde o início da sua implantação.

8 ações que atrasam, impedem e/ou atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos

Erro 01: não nomear um líder de projeto

Dentre os erros que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos, destaque para esse. Afinal, é muito importante que alguém da sua equipe responsabilize-se pelo bom desempenho do Clube.

É essa pessoa que irá fazer reuniões semanais com todos os colaboradores do supermercado para explicar sobre a importância do Clube e garantir que todos estejam no mesmo barco. É essencial que todo o time esteja engajado e entenda o seu papel para o sucesso do projeto.

Por isso, cabe ao líder tomar essa frente e, é claro, cobrar os resultados.

Dica para o líder de projeto 

Uma dica para o líder de projeto é fazer uma campanha interna que bonifique os operadores de caixa que mais registrarem clientes no Clube de Descontos, por exemplo. Essa ação pode aumentar o engajamento dos profissionais e gerar uma competição saudável entre eles.

Erro 02: não contar com uma equipe engajada

O sucesso de um Clube de Descontos está inteiramente ligado com o engajamento da equipe no projeto. Afinal, são essas pessoas que têm contato direto com os clientes e irão fazer o cadastro deles no Clube.

Por isso, conforme citamos brevemente no tópico anterior, é fundamental que todos estejam no mesmo barco, comprem a ideia do Clube, acreditem nela e façam a sua parte para o projeto funcionar.

– Veja também: Engajamento da equipe e clube: como otimizar essa relação

Erro 03: não oferecer descontos atrativos para o clientes

Outro dos erros que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos é oferecer descontos muito pequenos. Pense que os clientes estão dando todos os seus dados pessoais para a sua loja. Em troca disso, eles esperam receber bons benefícios.

Por isso, na hora de escolher os produtos que farão parte do seu Clube de Desconto, acrescente itens relevantes e com um valor atrativo.

Caso esteja inseguro por causa da margem de valores, lembre-se de que apenas uma porcentagem dos seus clientes irá pagar esse valor mais baixo no produto.

Inclusive, caso você ainda esteja no início da implantação do Clube – ou seja, tenha uma pequena porcentagem de clientes cadastrados, – aproveite para usar e abusar dos descontos chamativos.

Caso você tenha 10% de consumidores cadastrados, por exemplo, apenas eles irão pagar esse valor mais baixo. Entretanto, são essas ofertas de grande valor que irão aumentar o número de cadastros no Clube e permitirão que você tenha um maior conhecimento da sua base de clientes.

Erro 04: não tornar o Clube de Descontos parte da cultura da sua loja

Pense que o Clube de Descontos não é apenas uma ação da sua loja. Ele faz parte da cultura dela.

Por isso, conforme já falamos, é essencial que todos os colaboradores engajem-se no projeto e que os operadores de caixa sempre mencionem o Clube para os clientes.

Entretanto, além disso, é importante que os informes sobre o Clube estejam nos encartes impressos, carro de som, rádio interna, entre outros. Também, ele deve ser sempre mencionado em suas redes sociais e outros canais de comunicação, como SMS, WhatsApp, aplicativo, site, etc.

A sua comunicação relacionada ao Clube de Descontos deve sempre convidar o cliente a fazer o seu cadastro e, também, destacar os benefícios que ele receberá ao fazer parte deste programa.

– Confira: 3 dicas para acertar na hora de divulgar seu clube de descontos

Erro 05: colocar poucos produtos / produtos “irrelevantes” em promoção exclusiva no Clube de Descontos 

Outro dos fatores que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos é colocar produtos “aleatórios” com descontos mínimos e achar que isso trará resultado. Pode ter certeza que não funciona bem assim.

Por isso, uma boa dica para dar um pontapé inicial no seu Clube e garantir uma alta taxa de cadastramento logo no início dele é acrescentar itens que são consumidos pela grande massa do público. Por exemplo: papel higiênico, sabão em pó, detergente, arroz e feijão. 

Ainda, nos dias em que você fizer promoções direcionadas para cada setor, como a “terça verde” ou a “quinta do açougue”, lembre-se de acrescentar produtos relevantes desses departamentos no seu Clube. Sempre, é claro, com um bom desconto.

Erro 06: enganar o seu cliente dando descontos “mentirosos” é um dos pontos que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos

Já ouviu falar da “Black Fraude”? Quando as empresas sobem os preços dos produtos na Black Friday para depois baixá-los e dizer que está fazendo promoções imperdíveis?

Essa é uma estratégia que não deve ser utilizada nunca. Seja na Black Friday ou em demais épocas do ano. Acredite, essa ação é uma daquelas que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos.

Ainda, ela pode ser prejudicial para a imagem da sua empresa como um geral, fazendo-a passar por “mentirosa”.

Lembre-se de que o cliente frequenta a sua loja com certa frequência e acompanha a variação de preços. Se você subir o valor apenas para abaixar depois e colocar esse produto no seu Clube de Descontos, o cliente saberá e se sentirá enganado.

Erro 07: não ter paciência com os resultados e querer que eles aconteçam de uma hora para outra

Outro dos erros que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos é implantar o Clube e, logo em seguida, esperar que milagres aconteçam. Não é bem assim!

Temos um case de sucesso exemplar da Mercafacil, a rede de supermercados Tio Léo. Atualmente, eles têm mais de 95% do seu faturamento identificado – ou seja, mais de 95% da sua base de clientes cadastrados no Clube de Descontos.

E quanto tempo demorou para isso acontecer? Mais de um ano.

Seguindo as orientações da Mercafacil e evitando os problemas que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos que já citamos acima, é esperado que:

  • No primeiro mês, você tenha cerca de 10% dos seus clientes cadastrados;
  • No segundo mês, esse número suba para cerca de 20%;
  • Seguindo essa linha, é esperado que você tenha entre 50% e 60% de clientes cadastrados nos primeiros seis meses de projeto;
  • Subir dos 60% para os 70% talvez não demore tanto, entretanto, para chegar aos 80%, pode demorar cerca de um ano;
  • E para ultrapassar a marca dos 90% de clientes cadastrados no seu Clube, é esperado que você leve pelo menos um ano e meio. 

Por isso, entenda que esse é um resultado que acontece com o tempo e após muita dedicação da sua equipe.

Lembre-se que quanto maior a porcentagem de clientes cadastrados no seu Clube, mais você compreenderá o comportamento de compras de cada um dos seus consumidores. 

Erro 08: esperar que a plataforma tome decisões por você é mais um dos erros que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos

Por fim, mas não menos importante, um dos erros que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos é você contratar a plataforma de Gestão de Clientes, criar o seu Clube e esperar que a plataforma tome decisões por você. Negativo!

A ferramenta traz todas as informações que você precisa para ter sucesso com o seu projeto. Ainda, no nosso caso, a Mercafacil oferece todo o suporte para que você seja bem sucedido nas suas ações estratégicas. Entretanto, quem interpreta os dados coletados pela ferramenta e toma as decisões é a equipe do supermercado.

Por isso, reforçamos novamente a importância de ter uma equipe que entenda bem o funcionamento do Clube e saiba como tirar o máximo proveito dele. 

BÔNUS: Acertos para o seu Clube de Descontos 

Acima falamos dos erros, mas existem estratégias que você pode seguir para ter mais sucesso com o seu Clube. Duas boas dicas são:

Migrar as ofertas “gerais” do supermercado para ofertas exclusivas do Clube de forma gradual

Sabe o encarte de ofertas que você costuma fazer? Então, com o passar do tempo, de forma gradual, você mantém essas ofertas, mas joga-as somente para os clientes cadastrados no seu Clube de Descontos.

Essa estratégia deve ser feita aos poucos para o cliente não se sentir lesado. Afinal, pense na seguinte situação: o consumidor comprou ontem um produto em promoção. Aí, hoje, ele vai novamente no mercado para adquirir este mesmo produto e é informado que a promoção é válida apenas para quem é cadastrado no Clube.

Mas espera… Se ontem ele pagou esse valor sem ser cadastrado e hoje ele precisa fazer parte do Clube, tem algo errado, não é mesmo? Por isso, para evitar esse tipo de problema, o ideal é migrar as ofertas aos poucos.

Com isso você não perderá a sua margem de lucro, afinal, manterá as ofertas que já eram feitas antes e, ainda, terá mais clientes cadastrados no seu Clube. 

Começar com descontos mais agressivos

Mesmo que você quase fira a sua margem de lucro, no início é possível fazer descontos mais agressivos. Afinal, apenas uma pequena parcela dos clientes estará cadastrada no Clube e aproveitarão esse preço.

Esse investimento ajuda a atrair mais clientes para o seu Clube de Descontos e permite que você avance de maneira mais agilizada para o aumento de consumidores cadastrados.

BÔNUS 02: Dicas práticas para o sucesso

Gostou de saber mais sobre as atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos? Então confira as dicas valiosas dadas pelo Emmanuel Agnes, Analista de Marketing do Tio Léo Supermercados, para quem quer ter sucesso logo no início da implantação do Clube de Descontos da Mercafacil:

*Trecho retirado da nossa live “Como atingir mais de 90% das suas vendas identificadas”, feita em 17/06/2021

Esperamos que você tenha gostado de saber mais sobre os erros que atrapalham o sucesso do seu Clube de Descontos. E você, já tem o seu Clube? Caso esteja procurando essa solução para o seu varejo entre em contato conosco agora mesmo e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão.

Se você está em busca de melhorar os resultados do seu supermercado e vender mais nas datas comemorativas, esse texto é para você.

Aqui, nosso objetivo é te ajudar a ter sucesso em diversas celebrações que acontecem durante o ano todo, e não apenas nas datas comerciais mais conhecidas, como o Dia das Mães, Páscoa, Natal, Dia dos Pais, Black Friday, entre outros.

Ficou curioso? Então acompanhe o texto e veja excelentes dicas para alavancar os resultados do seu varejo durante os 365 dias do ano!

11 dicas infalíveis para vender mais nas datas comemorativas

1. Debruce-se em um calendário e anote todas as datas comemorativas do ano

Pois bem, o primeiro passo para vender mais nas datas comemorativas é… Identificar quais são essas datas!

Por isso, o ideal é debruçar-se em cima do calendário do ano e elaborar um cronograma de vendas. Para te ajudar nessa missão, você pode baixar gratuitamente o nosso Calendário do varejo 2021. Nele, você vai ver tanto as principais datas comemorativas do ano quanto, também, aquelas que nem sempre são lembradas pelo comércio.

Verifique quais celebrações fazem sentido para o seu varejo, quais podem ser transformadas em ações de vendas, quais funcionam melhor para reforçar o relacionamento com o seu cliente e quais servem para você defender causas e criar uma imagem positiva e de credibilidade frente ao público.

Entretanto, apesar de existirem datas comemorativas com objetivos diferentes, que tal pensar em pelo menos uma grande celebração/ação de vendas por mês?

Ps: é essencial lembrar que essa estratégia do calendário anual não exclui a sua estratégia de vendas semanal, quando você dedica um dia para cada setor, como a “segunda da limpeza”, “terça verde”, “quinta da carne”, entre outros. O calendário de datas comemorativas vem para somar as suas estratégias, e não substituí-las! 

2. Verifique o seu histórico de vendas

Outra boa dica para vender mais nas datas comemorativas é estudar o histórico de vendas do seu supermercado. Algum mês foi mais fraco? Então… Como desenvolver ações para evitar que isso aconteça novamente neste ano?

Sabemos que não é possível prever o futuro. Entretanto, quando você tem conhecimento do seu histórico de vendas, as chances de conseguir planejar ações futuras mais assertivas melhora.

Por isso, verifique os meses de maior sucesso – e também, de maior fracasso – do seu supermercado.

Se preferir, é possível ainda dividir por semanas. Caso você perceba que, normalmente, a terceira semana de diversos meses é a mais fraca, que tal desenvolver ações para esse período e aproveitar datas comemorativas não convencionais para alavancar seus resultados nesses momentos?

Não é preciso esperar a chegada de grandes datas comerciais para movimentar o seu varejo. E é isso o que vamos falar no próximo tópico.

3. Aproveite datas comemorativas além das comuns/tradicionais

Conforme falamos brevemente, não é possível depender apenas das grandes datas comemorativas para alavancar as vendas do seu varejo. Por isso, ao debruçar-se no calendário, dê atenção especial para outros dias que podem estimular o movimento e as vendas no seu supermercado

Alguns exemplos são optar por datas relacionadas a:

  • Alimentos: dia da pizza, dia do hambúrguer, dia da cerveja, dia do pão, dia do chocolate…
  • Saúde, sustentabilidade e estilo de vida: dia do vegetarianismo, dia da água, dia da saúde, dia dos animais de estimação, dia do combate ao fumo, setembro amarelo, outubro rosa, novembro azul…
  • Profissões: dia do cozinheiro, dia do comerciante, dia do médico, dia do enfermeiro, dia do nutricionista, dia do supermercadista, dia do profissional da indústria…
  • Regionalidades, religiões e culturas: dia de imigrantes de diversas culturas (em fevereiro temos o dia do imigrante italiano e, em junho, do imigrante japonês, por exemplo), dia do chimarrão…
  • Relacionamentos e causas: dia do amigo, dia dos avós, dia do orgulho gay, dia da gratidão, dia da mulher, dia do cliente…

Enfim: são inúmeras datas comemorativas espalhadas em todos os meses do ano. Verifique quais fazem sentido para o seu negócio e pense em quais desenvolver para cada uma delas.

Existem datas que podem ser muito bem celebradas para aumentar as vendas – como aquelas relacionadas com alimentos, por exemplo. Já outras, pedem por uma abordagem diferente, sendo importantes para reforçar o relacionamento com o cliente e criar uma imagem positiva da sua marca perante o público em geral. 

4. Quer vender mais nas datas comemorativas? Então crie suas próprias celebrações!

Além de aproveitar as datas comemorativas que não são tão conhecidas, você também pode criar as suas celebrações. O aniversário do seu varejo, por exemplo, é um excelente motivo para você criar uma data comemorativa especial e exclusiva para seus clientes.

Além de aumentar as suas vendas no período, pode ser uma chance de você fortalecer o relacionamento com os clientes, movimentar todos os setores da sua loja, desenvolver ações que envolvam prêmios e sorteios, entre outros. 

4. Aproveite os eventos externos e leve-os para sua loja

Os acontecimentos externos podem influenciar – e muito! – as vendas da sua loja. Basta você trazê-los para o seu negócio.

Em 2021, por exemplo, teremos as Olimpíadas, que acontecerão entre julho e agosto. Que tal pensar em ações relacionadas a essa gigante competição esportiva? Fazer ações relacionadas à alimentação e estilo de vida saudável, por exemplo, pode ser uma boa forma de aproveitar as Olimpíadas no seu varejo. 

Além das Olimpíadas, eventos como a Copa do Mundo, finais de campeonatos esportivos, o Oscar e até mesmo a final de um reality show podem ser bem aproveitados pela sua marca e transformar dias “comuns” em “datas comemorativas”. 

Nesses casos, além da preparação prévia, também é importante ter “jogo de cintura” e verificar a possibilidade de adaptar ações conforme o que for acontecendo nestes eventos.

Por vezes, caso não seja possível desenvolver uma grande ação de vendas, uma simples postagem bem feita nas suas redes sociais, que tenha o timing ideal e saiba como “brincar” com situações recentes, pode resultar em um aumento de vendas e de interações positivas nas redes.

– Veja também: Como bombar o Instagram do meu supermercado? Veja 6 dicas valiosas

5. Prepare o seu estoque 

Se você se planejou e busca vender mais em datas comemorativas, é importante garantir que o seu estoque esteja preparado para essas ações. Por isso o planejamento feito com antecedência é tão importante, pois ele permite que você tenha mais tempo para negociar condições especiais com a indústria e demais fornecedores.

Sabemos que acertar exatamente o número de vendas de determinado item é praticamente impossível. Entretanto, mantendo um bom relacionamento com com fornecedores e utilizando o seu histórico de vendas, é possível chegar em um valor aproximado, garantindo que os itens não encalhem e, também, não faltem.

Se você sabe que em setembro, por exemplo, irá comemorar o aniversário do seu varejo, já pense com alguns meses de antecedência – pelo menos três ou quatro, se possível, – em quais ações serão feitas nesta data. Você fará promoções de algum produto em especial? Pretende trazer em primeira mão algum lançamento de uma marca?

É indispensável que você esteja certo de ter a quantidade de produtos necessária em estoque antes de lançar uma promoção e fazer uma ação de data comemorativa.

6. Faça campanhas segmentadas para perfis de público distintos de acordo com a data comemorativa

Outra forma de vender mais em datas comemorativas é fazer campanhas segmentadas, com ofertas personalizadas, para perfis de clientes distintos. Sempre, é claro, de acordo com a celebração em questão.

Para isso, uma boa dica é utilizar uma plataforma de Gestão de Clientes, que permite que você faça essa filtragem de contatos de acordo com o que faz sentido para o seu varejo. Por exemplo:

  • No dia da mulher, enviar uma mensagem apenas para as clientes mulheres;
  • Já para o dia da criança, mandar promoções exclusivas para consumidores que compraram produtos no setor infantil nos últimos 60 dias;
  • Para o dia do churrasco, segmentar aqueles clientes que compraram no açougue nos últimos meses e oferecer ofertas segmentadas e personalizadas para eles, entre outros.

É possível fazer diversas segmentações da sua base de clientes e, assim, enviar ofertas e mensagens que fazem sentido para cada uma das pessoas que recebê-las.

Isso mostra cuidado da sua loja na hora de fazer o contato com os consumidores e, ainda, permite que você meça a taxa de sucesso das suas ações. Afinal, você saberá exatamente quem abriu as mensagens e aproveitou as condições especiais que você ofereceu para ela.

7. Para vender mais nas datas comemorativas, divulgue as ações com antecedência – e por todos os seus canais de comunicação

Quando uma grande data se aproxima, as lojas começam a se preparar para elas com grande antecedência. Em novembro é comum que os enfeites natalinos já tomem espaço e, antes da chegada da Páscoa, os ovos de chocolate também já começam a ser expostos. 

Tratando-se de outras datas comemorativas que você quer dar atenção, a preparação deve ser a mesma. Sempre, é claro, seguindo as proporções do evento.

Uma boa dica é começar a divulgação de datas especiais, que terão campanhas de venda grandes, com cerca de um mês de antecedência. Dessa forma, você terá tempo de atrair os consumidores que gostam de se planejar para comprar algo de valor mais alto.

Já para datas que são menores, organizar-se com quinze dias de antecedência pode ser o suficiente. Cabe a você verificar quais setores estarão envolvidos na ação e se ele pede por uma divulgação mais longa.

Seja como for, aproveite ao máximo todos os seus canais de comunicação para divulgar as suas ações. Use desde as suas redes sociais, passando por e-mail, WhatsApp, aplicativo, SMS, encartes, carros de som, rádio interna, banners na loja, entre outros. É importante que os seus clientes saibam que você está comemorando essa data.

8. Facilite a vida do cliente e verifique a possibilidade de oferecer benefícios extras para ele 

Mais uma forma de vender mais em datas comemorativas e diferenciar-se da concorrência é verificar a possibilidade de oferecer benefícios e vantagens extras para o consumidor que comprar na sua loja.

Alguns exemplos de ações que facilitam a vida do cliente e podem fazer sucesso são:

Garantir toda essa facilidade e cuidado extra com o seu cliente pode fazer toda a diferença. Lembre-se que datas comemorativas são ótimas oportunidades para atrair novos consumidores para a sua loja. Por isso, capriche nos benefícios que puder oferecer para os seus clientes, sejam eles novos ou aqueles já fidelizados.

9. Encante o seu cliente! Ofereça um atendimento impecável e valorize-o para que ele volte a comprar na sua loja

Como acabamos de falar acima, as datas comemorativas são ótimas para atrair novos consumidores. E, se você deseja que eles continuem comprando na sua loja, surpreenda-o, encante-o e faça com que ele tenha uma experiência altamente positiva no seu supermercado. É dessa forma que você transforma um consumidor que não conhecia a sua loja até então em um cliente fiel.

Ademais, considerando que a sua estratégia para as datas comemorativas siga as dicas anteriores e seja eficiente, é esperado que a sua loja receba mais visitas. Por isso, prepare o seu time para um possível aumento de clientes.

Seja pessoalmente ou via canais digitais, garanta que toda a equipe seja proativa e esteja preparada para tirar dúvidas, auxiliar e resolver qualquer questão que o consumidor tenha em relação à sua loja.

10. Crie um bom relacionamento no pós-vendas

Ok, agora você já entendeu como vender mais em datas comemorativas. Entretanto, o relacionamento com o cliente não termina no momento em que ele sai da sua loja. Por isso, para garantir que ele volte a comprar no seu varejo em demais datas comemorativas e/ou em dias “comuns”, crie um excelente relacionamento pós-vendas com ele.

Para isso, continue utilizando suas redes sociais e postando conteúdos relevantes, garantindo que você esteja sempre “vivo” na cabeça do seu cliente. Além disso, envie para ele conteúdos relevantes e esteja aberto para dúvidas, sugestões e diálogos pelos seus canais.

Enviar pesquisas de satisfação e buscar saber a opinião do seu consumidor sobre o seu varejo também é importante. Mais do que isso, dê atenção para o que ele tem a dizer do seu supermercado e verifique a possibilidade de colocar em prática as sugestões, caso elas sejam viáveis.

Isso mostra que você não apenas escuta os seus clientes, mas também valoriza o que eles têm a dizer.

11. Por fim, para vender mais em datas comemorativas, conheça muito bem o seu cliente

Por último, mas não menos importante, a dica para você vender mais em datas comemorativas é conhecer muito bem o seu cliente. Afinal, somente dessa forma você poderá fazer ações que fazem sentido para o seu público.

Pois de nada adianta você querer comemorar uma data especial se não existem clientes para aproveitá-la, não é mesmo? Por isso, valorize o conhecimento que você tem sobre as pessoas que compram na sua loja. Entenda que cada cliente é especial e merece ser tratado dessa forma.

Humanize o seu atendimento e, se precisar de uma plataforma que te dê todo o auxílio para compreender melhor o comportamento de compras de cada um dos seus consumidores, entre em contato conosco agora mesmo e saiba como a Mercafacil pode te ajudar a vender mais em datas comemorativas e a ter um relacionamento saudável e duradouro com o seu público.

Você sabe quem são os clientes que estão comprando na sua loja? Mais do que isso, sabe se está conseguindo manter os seus consumidores fiéis? Ou será que a sua base de clientes está sendo rotativa, ou seja, chegam clientes novos, mas eles não permanecem comprando na sua loja? É por esse e tantos outros fatores que é importante você prestar atenção na porcentagem de identificação de vendas do seu supermercado.

Abaixo, vamos explicar um pouco mais sobre essa métrica e, além disso, dar boas sugestões para você passar a ter uma alta identificação de vendas no seu varejo. Acompanhe! 

O que significa a “identificação de vendas”?

Pois bem, como o próprio termo sugere ter uma alta identificação de vendas significa você saber exatamente de onde está vindo o seu faturamento. Ou seja, qual cliente comprou o que.

Mais do que isso, a identificação de vendas permite que você saiba dizer se esse consumidor frequenta a sua loja com uma constância, se ele busca sempre pelos mesmos produtos, quais dias da semana ele costuma fazer as compras, qual o ticket médio de compras, entre outros.

Ademais, por você saber exatamente quem é o cliente em questão, você passa a entender questões mais profundas do faturamento da sua loja.

Por exemplo: é possível que as suas vendas estejam crescendo. Entretanto, você sabe se isso acontece porque você está atraindo novos clientes para a sua loja, ou se são as mesmas pessoas que estão fazendo compras?

Com esse conhecimento, caso você identifique que, apesar do aumento de faturamento, você está pecando na fidelização de clientes, é hora de ligar o alerta e fazer ações que tragam novamente essas pessoas até a sua loja. 

Por outro lado, se você identificar que está tendo sucesso na retenção de clientes, mas não está conquistando uma nova parcela de público, também pode ser hora de fazer ações direcionadas para essas pessoas. Interessante, não é mesmo?

Assim, quanto mais alta a porcentagem na identificação de vendas do seu supermercado você tiver, mais você saberá quais ações fazer para atrair, conquistar e fidelizar seus clientes

Como ter uma alta taxa na identificação de vendas? Veja 5 ações para colocar em prática

Pois bem, agora você entendeu um pouco mais sobre a importância de dar atenção à identificação de vendas e buscar por uma alta porcentagem nesta métrica. Mas afinal, como fazer isso? Temos cinco dicas infalíveis para você.

1. Tenha um Clube de Descontos 

O primeiro passo para ter sucesso na identificação de vendas é criar o seu Clube de Descontos. Afinal, é por meio dele que você conhecerá melhor os compradores da sua loja e saberá, por meio de dados, quem é cada um dos seus clientes.

Criar um Clube de Descontos significa colocar o cliente no foco das suas estratégias. Com o Clube, ao mesmo tempo em que você oferece vantagens e benefícios exclusivos para o consumidor, você também passa a ter um conhecimento único sobre os seus clientes.

Depois, é hora de usar todo esse conhecimento e transformá-lo em ações personalizadas e altamente assertivas para o seu negócio.

Tenha a certeza de que, ao criar o seu Clube de Descontos, você terá maiores chances de criar um relacionamento duradouro com os consumidores, torná-los mais fiéis e, ainda, oferecer a oferta certa, para o cliente certo, na hora certa.

Coloque-se na posição do cliente: se você fosse ele, não gostaria de receber ofertas segmentadas de acordo com o seu histórico de compras? Ou seja, que fazem sentido para você? Acredito que sabemos a resposta para essa pergunta, não é mesmo?

– Veja mais sobre o assunto em: Aumente a fidelização dos clientes com um clube de descontos exclusivo 

2. Para ter uma alta taxa na identificação de vendas, conte com um líder de projeto e uma equipe engajada  

Depois de criar o seu Clube de Descontos, é hora de começar a colocar a estratégia de identificação de vendas em prática. E, para isso, é essencial que todos os colaboradores do seu time entendam, se engajem e, mais do que isso, “comprem a ideia” do Clube de Descontos.

Um dos cases de sucesso da Mercafacil é o Supermercado Tio Léo, que alcançou mais de 90% de identificação de faturamento e, consequentemente, aumentou 60% o faturamento em um ano. E é óbvio que essas métricas estão relacionadas entre si.

Para alcançar esse sucesso, Emmanuel Agnes Lima e Lima, analista do supermercado, diz que foi essencial ter um líder de projeto que tomasse a frente do Clube de Descontos. Neste caso, ele mesmo foi o líder do projeto.

“Foi essencial que todas as pessoas da equipe estivessem engajadas. Fazíamos reuniões com todos para que eles entendessem e comprassem a ideia do Clube de Descontos”, comenta.

Lembre-se de que o cliente tem contato direto com diversos profissionais do seu supermercado. Por isso, é essencial que todos eles entendam que eles fazem parte do sucesso do Clube e desempenhem o seu papel para alcançar bons resultados.

“A abordagem dos profissionais deve estar ‘na ponta da língua’”, ressalta Emmanuel. E quem faz com que isso aconteça e cobre esses resultados? O líder de projeto. Cabe a ele organizar os treinamentos, cobrar resultados e acompanhar, de perto, as métricas do Clube.

Quanto maior a quantidade de clientes cadastrados, maior será a porcentagem de identificação de vendas. E é este o seu objetivo.

– Confira: Engajamento da equipe e clube: como otimizar essa relação

3. Divulgue o seu Clube de Descontos em sua loja e demais meios de comunicação

Para ter uma alta porcentagem de identificação de vendas é preciso que mais clientes se cadastrem no seu Clube de Descontos. E, para isso, é essencial que eles SAIBAM da existência do seu Clube e, mais do que isso, das vantagens de eles participarem do Clube.

Por isso, aposte em uma excelente comunicação visual na sua loja que coloque o Clube em destaque. Posicione banners/placas sobre o Clube na entrada da loja, caixas, setores como padaria e açougue, entre outros.

Ainda, retomando o tópico anterior, lembre os funcionários que trabalham nessas áreas de explicarem sobre o Clube para os clientes que passarem por ali.

As vantagens para quem faz parte do Clube deve ser facilmente vista. Destaque os preços diferenciados para quem faz parte do Clube e quem não faz.

Por fim, também divulgue o seu Clube de Descontos nas redes sociais e demais meios de comunicação. É importante que você esteja sempre “na cabeça” do seu cliente e, para isso, apostar nessa repetição de informações e estar sempre ao alcance dele é uma das chaves para o sucesso. 

– Leia mais: 3 dicas para acertar na hora de divulgar seu clube de descontos

4. Dê descontos que realmente atraiam os clientes 

Não basta TER um Clube de Descontos, é importante SABER COMO USÁ-LO com maestria.

De acordo com Emmanuel, “ter a ferramenta do Clube de Descontos é importante. Mas quem toma as decisões e faz o projeto funcionar é o supermercadista/líder do projeto/equipe”.

Por isso, para ter uma alta  porcentagem de identificação de vendas e alcançar os 90%, como é o caso do Supermercado Tio Léo, lembre-se de oferecer valor ao seu cliente. Ele precisa entender claramente os motivos de dar os seus dados pessoais para o seu supermercado.

E, neste cenário, o desconto imediato que ele recebe após se cadastrar e fazer compras é um ponto extremamente positivo. E, para isso, é importante dar descontos atraentes.

Para iniciar, uma dica do Nathan Ferreira, Coordenador de Implantação da Mercafacil, é fazer o pontapé inicial do Clube com produtos que a grande massa consome.

Por exemplo: papel higiênico, feijão, arroz, entre outros. Também, no dia especial do hortifrúti, criar ofertas especiais para quem faz parte do Clube. O mesmo vale para o dia do açougue, dia da limpeza, entre outros. 

Escolha bons produtos para entrarem no Clube. Foque na qualidade deles e, também, coloque no Clube produtos de diversos setores, distribuídos pela loja. Isso fará com que o cliente circule pela loja e possa ter um maior ticket médio nas compras.

5. Entenda que é a partir da alta taxa de identificação de vendas que você terá cada vez mais sucesso na sua loja 

Como já falamos anteriormente, o Supermercado Tio Léo alcançou mais de 90% na identificação de vendas nas suas lojas. E você acha que eles pararam por aí? Mas é claro que não.

“Alcançar os 90% de identificação no faturamento não é o final, é o início do projeto”

 Emmanuel Agnes Lima e Lima, analista do supermercado Tio Léo.


Mas como fazer para chegar nesse número tão alto? É preciso muito trabalho e, também… Paciência. É esperado que, no primeiro mês, você tenha uma taxa de 10% de identificação do seu faturamento.

No segundo mês, esse número passa para 20%. A partir do sexto mês, o valor deve estar entre 50% a 60%. E é a partir daí que se inicia o desafio! Aumentar as taxas de 80% para 90% é muito mais difícil do que começar o Clube e chegar aos 10% da identificação de vendas. Entretanto, é ao alcançar essas taxas mais altas que você passa a ter mais poder e conhecimento sobre o seu supermercado. 

As vantagens de ter uma alta porcentagem de identificação de vendas

São várias as vantagens de você compreender de onde vem o faturamento da sua loja.

No Supermercado Tio Léo, por exemplo, foi possível perceber que a taxa de retenção de clientes não estava sendo tão alta – apesar de o faturamento não estar caindo.

O que isso significa? Que é hora de fazer ações de reativação e retenção de clientes, trazendo-os novamente para o supermercado.

E como fazer isso? Utilizando a segmentação do Clube de Descontos e enviando ofertas personalizadas e exclusivas para essas pessoas que costumavam comprar no varejo e, por algum motivo, estão há um tempo sem visitar a loja.

Lembre-se sempre que o objetivo do seu supermercado não é substituir clientes, mas sim, mantê-los sempre ativos e por perto. E para fazer isso, entender a sua porcentagem de identificação de vendas é de grande valor.

Além disso, com uma alta porcentagem de identificação do seu faturamento você:

  • Tem mais margem para negociar com a indústria/fornecedores – pois saberá dizer com exatidão quais produtos deles fazem mais sentido para os seus clientes, o que poderá resultar em descontos exclusivos para a sua marca;
  • Pode criar ações de relacionamento (seja para reativar clientes ou para estreitar laços com os consumidores fiéis) muito mais assertivas;
  • Compreende melhor todos os índices do seu varejo.

É hora de trabalhar com maestria o seu Clube de Descontos e identificar o faturamento da sua loja!

E então, gostou de saber mais sobre a importância de ter uma alta porcentagem de identificação de vendas? Esperamos que sim! E, é claro, se você está em busca de ter o seu próprio Clube de Descontos para colocar essas ações em prática, entre em contato conosco agora mesmo e saiba como a Mercafacil pode te ajudar nessa missão.

Você já deve ter ouvido falar que fazer um bom pós-venda no varejo é essencial para fidelizar os seus clientes, certo? E acredite: essa é uma afirmação que não poderia estar mais correta.

Afinal, a sua relação com o consumidor não termina no momento em que ele finaliza a compra e sai da loja (ou fecha o aplicativo, caso tenha feito uma compra online). Ela vai muito além disso.

Isso acontece porque o seu objetivo é fazer com que essa pessoa volte a comprar do seu negócio. E, mais do que isso, tenha uma experiência tão positiva com a sua marca que, naturalmente, torne-se uma promotora, falando bem dela para amigos, familiares, conhecidos e, também, postando em suas redes sociais.

Entenda que a venda em si deve ser encarada como o primeiro passo de uma parceria que pode durar anos.

Entretanto… Como fazer isso?

Além de fazer o essencial muito bem feito – ou seja, oferecer uma boa experiência de compra, com bom atendimento, organização, facilidades, benefícios, entre outros,  – é preciso apostar em uma excelente estratégia de pós-venda no varejo. E é isso o que vamos te ensinar a fazer hoje. Acompanhe!

A importância do fazer um bom pós-venda no varejo

Acima falamos brevemente sobre a importância do bom pós-venda no varejo. Porém, é importante aprofundar um pouco mais sobre o assunto.

Assim sendo, vale ressaltar que o pós-venda é o momento em que você realmente mostra para o cliente que se preocupa com ele, e não somente deseja vender seus produtos indiscriminadamente.

De maneira resumida, é possível dizer que: o pós-venda é a pré-venda da próxima venda.

Apesar da repetição de palavras, é basicamente isso o que o pós-venda no varejo representa para o sucesso do seu negócio. É ele que atuará como um importante diferencial na hora do cliente escolher onde fará a sua próxima compra. 

Pensando nisso, abaixo selecionamos boas dicas para você acertar em cheio nessa estratégia que deve ser seguida todos os dias no seu varejo. Isso mesmo: todos os dias. Pois sempre existirão novas compras, novos clientes e, com isso, novas ações de pós-venda a serem feitas.

Como fazer um excelente pós-venda no varejo? Veja 6 dicas 

1. O cuidado com o pós-venda no varejo deve passar a fazer parte da cultura da sua empresa

Todos os colaboradores da sua equipe precisam entender a importância do pós-vendas. Essa estratégia deve estar presente na cultura da sua empresa e ser reforçada com frequência.

Por isso, treine muito bem o seu time para que todos estejam engajados com as ações relacionadas ao pós-vendas. Mais do que ter profissionais que tenham uma abordagem empática ao cliente, todos devem estar dispostos a contribuir com a vida dessa pessoa. Isso significa:

  • Ajudar o cliente a encontrar um produto que está procurando e, caso esta mercadoria esteja em falta, sugerir outras boas opções como alternativa a ela;
  • Conhecer muito bem as informações da sua loja para saber tirar dúvidas dos clientes – horário de funcionamento, se existem outras lojas, endereço, entre outros;
  • Fazer um trabalho de qualidade na sua função. Sejam os repositores de estoque, os caixas, os seguranças, os auxiliares de limpeza, etc. Todos os profissionais têm um papel importante na hora de promover uma boa experiência de compra para os clientes;
  • Ter os canais de comunicação e atendimento sempre abertos para ouvir a opinião e o feedback dos seus clientes para, assim, poder melhorar a sua operação na próxima ida deles à sua loja. 

É a soma de todos esses cuidados tomados pela sua equipe que farão com que o cliente volte a comprar na sua loja. Afinal, ele teve uma boa experiência no seu varejo anteriormente e acredita que a terá novamente.

– Veja também: Campanhas internas no supermercado podem aumentar suas vendas

2. Demonstre interesse pela satisfação/opinião do cliente

Outra ação extremamente importante para ser sucesso com o pós-venda no varejo é ouvir o que o seu cliente tem a dizer. Por isso, não hesite em fazer pesquisas de satisfação. Elas podem ser enviadas via SMS, WhatsApp, push de aplicativo, e-mail, ou, ainda, serem feitas na própria loja.

Para fazer à moda antiga, você pode deixar uma “Caixa de sugestões” na entrada/saída da loja, com papéis ao lado. Outra opção é verificar a possibilidade de instalar um totem eletrônico em que os seus clientes respondam rapidamente perguntas sobre a sua loja. 

Estimule os seus colaboradores a pedirem para os clientes avaliarem a compra após passarem pelo caixa. Uma simples frase do tipo:

“Será que você poderia avaliar nossa loja/atendimento? É rapidinho, só responder a pesquisa [que será enviada no seu celular/ali no totem/na nossa caixa de sugestões]. É muito importante para nós!”

Poderá te ajudar – e muito! – a ouvir o seu cliente.

Oferecer esse suporte eficiente e mostrar que você está disposto a escutar e, mais do que isso, acatar opiniões e sugestões dos seus consumidores é muito importante.

Ademais, lembre-se também de usar as suas redes sociais para medir o nível de satisfação dos seus consumidores com a sua loja. Demonstrar esse tipo de interesse pelo cliente após ele ter feito compras é um passo importante para criar uma relação duradoura com ele

3. Ofereça diferenciais que estimulem o consumidor a voltar a comprar na sua loja

Outra maneira de trabalhar bem o pós-venda no varejo é desenvolver estratégias que façam com que o cliente sinta-se especial, receba benefícios e, assim, volte a comprar na sua loja. Aqui, são diversas as abordagens que a sua loja pode fazer para fortalecer essa relação com o consumidor.

Além disso, vale ressaltar que as sugestões que vamos oferecer são complementares, e não excludentes. Ou seja: é possível (e recomendado) oferecer mais de uma delas ao mesmo tempo.

Sabendo disso, algumas estratégias que você pode aderir o quanto antes são:

  • Oferecer programas do tipo Clube de Descontos, em que o consumidor cadastrado recebe ofertas na hora em que paga os produtos, trazendo a sensação instantânea de felicidade e satisfação;
  • Desenvolver programas de pontos/cashback, que farão com que o cliente possa utilizar esses benefícios em compras futuras – ou seja, a chance de ele voltar até a sua loja é grande;
  • Humanizar o relacionamento com o cliente, fazendo convites para consumidores selecionados para conferir novidades, experimentar produtos novos, entre outros;
  • Enviar mensagens personalizadas em datas comemorativas importantes, como o aniversário do cliente, Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais, Páscoa, e outras celebrações que podem movimentar o seu varejo e, de quebra, mostrar ao seu cliente que você se importa com ele.

4. Estude a concorrência 

Fez alguma compra e gostou da forma a qual a empresa tratou você após você sair da loja? Então, que tal pensar em desenvolver uma estratégia dessas para o seu supermercado?

Fazer um benchmarking e estudar a concorrência pode ser importante para você compreender como está o cenário atual do mercado e, também, ter bons insights do que fazer para a sua loja.

Inclusive, sugira para que seus colaboradores também fiquem atentos às novidades e, caso percebam alguma marca fazendo uma boa estratégia de pós-venda no varejo, tragam isso para a sua marca.

A dica não é copiar os concorrentes, mas sim ficar atento às novidades – sejam elas do seu segmento ou não, – e pensar em boas maneiras de trazê-las para “dentro de casa”. Sempre, é claro, de maneira melhorada e criativa. 

5. Comunique-se de maneira inteligente com o seu cliente pelos canais de comunicação diversos 

Outra maneira de fortalecer o relacionamento pós-venda no varejo é apostando em uma comunicação adequada com o seu cliente. E essa comunicação pode ser feita tanto por meios gerais, como as suas redes sociais, quanto pelos canais diretos, como SMS, WhatsApp, e-mail e push de aplicativos.

Seja como for, lembre-se sempre de conhecer as particularidades de cada meio de comunicação e oferecer conteúdos relevantes para o seu cliente por meio deles. Isso fará com que a sua marca tenha mais credibilidade com o consumidor e, ainda, esteja sempre “fresca” na cabeça dele, sendo lembrada em diversos momentos.

Lembre-se de que o consumidor tem muitas opções de lugares para fazer as suas compras. É o que você oferece de diferencial que faz com que ele opte pela sua marca. 

6. Antecipe-se aos desejos do cliente

Sim, você sabia que é possível conhecer tão bem o seu cliente que você passa até mesmo a antecipar os desejos dele? E não, não estamos falando de “bruxaria” e nem de achismos. Estamos falando de: conhecer o histórico de compras e o hábito de consumo dessas pessoas. Esse é o conhecimento mais poderoso que você tem sobre o seu consumidor e que fará com que você antecipe os desejos dele.

Como assim? Pois bem:

Vamos supor que você utiliza uma ferramenta completa de Gestão de Clientes, como a da Mercafacil, por exemplo. Com ela, você sabe que tal pessoa costuma comprar a mesma marca de cerveja todas as sextas-feiras e, ainda, acompanha essa compra com pão de alho e carne para churrasco. O que isso significa?

Que na próxima semana, na quinta-feira, você pode enviar uma mensagem direcionada especialmente para essa pessoa, por exemplo:

“Quinta é quase sexta! E já que você gosta de comprar a sua  [marca da cerveja] aqui, aproveite as ofertas exclusivas que preparamos para acompanhar a sua cerveja do final de semana”.

Com certeza, são alguns clientes que fazem parte desse perfil e se sentirão lembrados pelo seu supermercado. E esse é apenas um exemplo! É possível antecipar os anseios/desejos dos clientes com os mais diversos produtos.

Olha só um exemplo que pode ser usado com os seus produtos de limpeza:

“Seu detergente está no final? Então confira as ofertas que preparamos para ele e demais produtos de limpeza para a sua casa”. Como fazer isso? Segmentando clientes que compraram produtos de limpeza há mais de 60 dias na sua loja.

Fraldas, chocolates, bebidas alcoólicas, açougue e peixaria, padaria, hortifrúti… Em todos os setores é possível trabalhar com uma base segmentada de clientes e enviar mensagens que antecipem seus desejos. Basta ter os dados dessas pessoas na sua base. 

É hora de trabalhar com maestria o pós-venda no varejo! 

E então, gostou de saber mais sobre como aplicar boas práticas de pós venda no varejo? Esperamos que sim! E, é claro, se você está em busca de ter mais sucesso na hora de colocar essas ações em prática, entre em contato conosco agora mesmo e conheça as soluções personalizadas da Mercafacil para o seu negócio.